Descobertos na Índia os fósseis de planta mais antigos de sempre

Stefan Bengtson

-

Um grupo de cientistas descobriu, na Índia, os fósseis mais antigos de uma provável alga vermelha com 1,6 mil milhões de anos, que indicam que a vida multicelular se desenvolveu muito mais cedo que se pensava.

Os resultados da descoberta, feita por investigadores do Museu de História Natural da Suécia, foram publicados na Nature. Antes desta descoberta, os mais antigos fósseis de algas vermelhas (que são utilizadas em cosméticos, medicamentos e na alimentação) remontavam a 1,2 mil milhões de anos.

Os fósseis encontrados na Índia são 400 milhões de anos mais velhos e, segundo os cientistas, os mais antigos de uma planta, sugerindo que as primeiras ramificações da árvore da vida necessitam de ser reposicionadas.

“O tempo da vida visível parece ter começado muito mais cedo do que pensávamos“, sustentou o professor de paleozoologia, Stefan Bengtson.

Os vestígios mais antigos de vida na Terra têm pelo menos 3,5 mil milhões de anos e coincidem com o aparecimento de organismos unicelulares (com uma só célula, que não tem núcleo nem organelos). Os organismos multicelulares complexos terão surgido mais tarde, há 600 milhões de anos.

Os cientistas encontraram dois tipos de fósseis do que parece ser uma rodófita, mais conhecida como alga vermelha, em sedimentos rochosos bem conservados em Chitrakoot, na Índia central: um deles é de um provável filamento, o outro é de colónias de algas carnudas.

A presumível alga vermelha – não há certeza absoluta, uma vez que não há resquícios de ADN – está incrustada em fósseis de estromatólitos (rochas formadas pela atividades de microrganismos) de um fosforito (rocha sedimentar) com 1,6 mil milhões de anos.

Com o auxílio de uma técnica de microscopia tomográfica, os investigadores foram capazes de distinguir estruturas celulares interiores e filamentos que constituem o corpo das formas carnudas que são características das algas vermelhas.

Observaram, inclusive, estruturas regulares e distintas no centro de cada parede celular, típicas das rodófitas, e plaquetas em cada célula, que, acreditam, são partes de cloroplastos, os organelos (estruturas delimitadas por uma membrana) nas células das plantas onde ocorre a fotossíntese – processo pelo qual, na presença de luz solar, as plantas transformam dióxido de carbono e água em matéria orgânica, libertando oxigénio.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …