“A vergonha” da polícia espanhola na fronteira (foi Portugal que emprestou cadeiras e uma tenda)

@Macarena_Olona / Twitter

Polícia portuguesa em contentores e agentes espanhóis numa tenda na fronteira de Ayamonte.

As condições dos agentes deslocados por Espanha para a fronteira com Portugal, na zona de Ayamonte, estão a levantar duras críticas no país vizinho, até comparando com as infraestruturas disponibilizadas aos polícias portugueses.

Os agentes espanhóis estão a fazer o controlo da fronteira numa singela cabana de madeira, onde chove, enquanto os portugueses estão instalados em contentores modernos com electricidade.

A situação é relatada pelo jornalista espanhol Javier Caraballo no seu blogue no jornal El Confidencial, onde fala da “vergonha de um polícia espanhol na fronteira”.

A deputada do Vox, Macarena Olona, reforça as críticas no Twitter, com duas fotografias que mostram a disparidade de meios no “controle da fronteira sul de Espanha com Portugal”, sublinhando que os membros da polícia portuguesa estão instalados em infraestruturas “com luz eléctrica desde o primeiro dia”. Já os meios da polícia espanhola foram “emprestados por Portugal para proteger os agentes da chuva”, sublinha a deputada.

Em declarações divulgadas por Javier Caraballo, o agente Juan Carlos da Confederação Espanhola de Polícia repara que “os contentores de Portugal são novos, em perfeitas condições, e desde o primeiro dia contam com luz eléctrica e espaço suficiente”.

“Nós tivemos que nos conformar, primeiro, com uma tenda branca que nos emprestaram os portugueses porque nos deixaram na estrada, de pé, ao lado dos carros, a descoberto. E claro, chovia a potes. Imagine-se o que supunha, nessas condições, em meio de uma tempestade, parar um carro e rever a documentação”, relata o agente espanhol.

“Os portugueses emprestaram-nos a tenda branca e duas cadeiras que não utilizavam”, acrescenta, salientando que depois de terem protestado por causa das condições, receberam um “módulo de madeira”. “Mas também fica molhado quando chove, por isso pomos-lhe plásticos”, atira ainda o agente.

“Parecemos um país terceiro-mundista ao lado” de Portugal, acrescenta o agente, questionando se “isto é digno” de Espanha.

“Ouvi dizer o ministro Marlaska que está a dotar a Polícia de todos os meios, mas não é verdade. Isto dá vergonha. A única explicação que podemos dar-nos é que Portugal, que é um país com menos riqueza do que o nosso, quer e cuida mais dos seus polícias”, frisa Juan Carlos.

O jornalista acaba por concluir que este exemplo, embora seja “um detalhe insignificante, minúsculo”, ajuda a compreender porque é que Portugal está a conseguir combater melhor a pandemia do que Espanha. Notando que ambos os países têm primeiros-ministros socialistas, Javier Caraballo constata que “as semelhanças acabam aí”.

“Tudo o demais vai contra Espanha porque o país com uma melhor saúde pública e com maior potencial económico é o que pior reagiu”, escreve o jornalista.

“A quarta economia da União Europeia” reage à pandemia com “piores meios, menos recursos públicos, menos efectividade na gestão que o seu país vizinho” que é apenas o 12.º no ranking económico europeu, acrescenta.

O artigo do jornalista no El Confidencial ainda inclui um vídeo onde um agente espanhol mostra uma das máscaras que foram facultadas aos polícias para trabalhar em tempos de pandemia, lamentando que parece “um guardanapo ou um filtro de café”.

Javier Caraballo conclui que se se transpuser esta falta de meios para “todos aqueles que estão a lutar, desde o primeiro dia, contra o coronavírus em Espanha, tratando, cuidando, atendendo doentes ou cidadãos contagiados”, como “médicos, guardas civis, enfermeiros”, poderão encontrar-se “respostas muito semelhantes”. Isto denota uma “improvisação superficial e uma gestão sem sentido“, conclui o jornalista.

Em Espanha, há mais de 35 mil profissionais de saúde infectados. Nos últimos dias, médicos e enfermeiros do país vizinho têm usado as redes sociais para se queixarem da falta de meios e de equipamentos de protecção.

SV, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Talvez os espanhóis não estivessem muito interessados em proteger suas fronteiras com Portugal, tendo em vista que já estavam devastados pela disseminação da covid-19.
    Daí, deslocaram policiais apenas para constar a presença deles como uma impressão de “dever cumprido”.
    Danem -se os outros que ainda não estão com na pandemia em níveis tão descontrolados!!

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …