Um morto no Medusa Festival. Estavam 40 graus às 3h da madrugada

Natxo Frances/EPA

Medusa Festival

Vento muito forte originou a queda de diversas estruturas e partes do palco principal do evento, em Valência.
 
A festa em Valência começou de forma trágica: o primeiro dia do Medusa Festival 2022, em Cullera, ficou marcado pela morte de uma pessoa. 40 ficaram feridas devido à queda de estruturas do evento.
 
O Medusa Festival, evento ligado à música, começou nesta sexta-feira centrado na música electrónica. Contava com actuações de Afrojack, David Guetta e Carl Cox neste fim-de-semana. 320 mil pessoas eram esperadas.
 
No entanto, depois do primeiro dia ter sido interrompido devido ao vento muito forte que “invadiu” a zona, a programação restante também está em causa.
 
Pouco depois das 4h da madrugada deste sábado, rajadas muito fortes de vento originaram a queda de diversas estruturas e partes do palco principal do festival, no meio de uma tempestade de areia.

 
A TVE informa que as autoridades confirmaram o falecimento de um jovem de 22 anos. Vai ser aberta uma investigação. Entre os 40 feridos, alguns receberam alta rapidamente.

Na manhã seguinte ainda continua-se sem saber o que vai acontecer às pessoas que estão acampadas no festival. A zona das tendas acolhe cerca de 12 mil pessoas.

A actividade do evento foi suspensa temporariamente, anunciou a organização do Medusa Festival.

A Agência Meteorológica do Estado informou que houve uma espécie de “explosões de calor”: na zona do aeroporto Alicante-Elche (150 quilómetros a sul) o vento chegou aos 82 quilómetros por hora e registaram-se 40.5 graus às 3h da madrugada.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.