Venezuelanas em desespero cruzam fronteira à procura de alimentos na Colômbia

Miguel Gutierrez / EPA

Venezuelanos protestam contra a falta de alimentos e produtos básicos em  Catia, Caracas

Venezuelanos protestam contra a falta de alimentos e produtos básicos em Catia, Caracas, em junho

Meio milhar de venezuelanas atravessaram na terça-feira a fronteira com a Colômbia, em direção à cidade de Cúcuta, para comprar alimentos e outros produtos escassos na Venezuela.

“As mulheres atravessaram a fronteira, apesar do fecho da fronteira comum. Chegaram a Cúcuta, capital do departamento de Norte Santander, procedentes da vizinha cidade de Ureña, no estado de Táchira, depois de atravessar a ponte internacional Francisco Santander”, explica o diário venezuelano El Impulso.

Segundo o jornal, “fontes policiais do Norte de Santander indicaram que a situação está a ser tratada diretamente pelo Ministério de Relações Exteriores” da Colômbia.

Entretanto, o canal colombiano de notícias NTN24 divulgou imagens do momento em que as mulheres vestidas de branco – num número estimado já em 700 – “persuadiam” a Guarda Nacional Bolivariana (polícia militar venezuelana) a deixá-las passar para a Colômbia para comprarem produtos escassos na Venezuela.

A situação, segundo a imprensa colombiana, levou a ministra de Relações Exteriores da Colômbia, Maria Ângela Holguín, a marcar, para as próximas horas, uma visita à cidade de Cúcuta, para tratar de assuntos fronteiriços com as autoridades locais.

Por outro lado, a deputada venezuelana Laidy Gómez exigiu ao Governo de Caracas que reabra a fronteira com a Colômbia, para os venezuelanos poderem ir comprar alimentos no país vizinho.

“Talvez tenham permitido a passagem por uma questão humanitária, perante a crise que estamos a viver em Táchira. A ação destas mulheres não é mais do que a demonstração de que as medidas isoladas e descontroladas do Governo não vão poder controlar a fome do povo“, disse a deputada aos jornalistas.

A 14 de junho, uma mulher de 44 anos morreu afogada quanto tentava atravessar um rio entre a Venezuela e a Colômbia, onde pretendia adquirir um medicamento que escasseia em território venezuelano.

Este caso coincidiu com a recusa da Venezuela em receber ajuda internacional em medicamentos que, segundo fontes médicas, escasseiam em mais de 80% no país.

A vítima, residente no estado de Táchira, no oeste da Venezuela, faleceu quando pretendia chegar ao departamento colombiano de Norte de Santander e foi surpreendida por uma enchente do Rio Táchira.

A 19 de agosto de 2015, Maduro ordenou o encerramento da ponte Simón Bolívar, principal passagem entre a cidade colombiana de Cúcuta e as localidades venezuelanas de San António e Ureña.

Cinco dias depois, as autoridades venezuelanas decretaram o estado de emergência em seis municípios fronteiriços com a Colômbia, justificando a medida com o combate a grupos paramilitares, ao narcotráfico e ao contrabando.

O estado de emergência foi depois estendido a 20 municípios, abrangendo os estados venezuelanos de Táchira, Zúlia e parte de Apure.

Desde o encerramento da fronteira, mais de 1.355 colombianos foram repatriados e mais de 19 mil abandonaram a Venezuela voluntariamente, segundo fontes não oficiais.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …

Transferência de Bruno Fernandes rendeu 16 milhões ao BCP e ao Novo Banco

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester United foi rentável não apenas para o clube de Alvalade, mas também para os Bancos que são os principais financiadores do emblema. Millennium BCP e …

Braga 0-1 Rangers | "Guerreiros" eliminados por pé Kent

O Sporting de Braga caiu nos 16 avos-de-final da Liga Europa. Após a derrota por 3-2 na visita ao Rangers na semana passada, após estar a vencer por 2-0, os “arsenalistas” foram donos e senhores …

Violada, drogada e raptada. Cantora Duffy explica o seu desaparecimento da cena musical

A cantora galesa Duffy que fez sucesso, em 2008, com a música "Mercy", esteve vários anos afastada dos holofotes do mundo da música e explica, agora, que isso se deveu ao facto de ter sido …

Neeleman continua na TAP, mesmo com a entrada da Lufthansa

David Neeleman vai manter-se como acionista da companhia aérea portuguesa, mesmo que a Lufthansa venha a entrar no capital da TAP. Sabe-se que a Lufthansa está a estudar, juntamente com a United Airlines, a aquisição dos …

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …

Bruxelas regista lentidão no desenvolvimento da ferrovia e dos portos portugueses

A Comissão Europeia fez hoje várias observações sobre a lentidão do desenvolvimento de projetos na ferrovia e nos portos portugueses, num relatório elaborado no âmbito do pacote de inverno do semestre europeu. Abordando os setores ferroviário …

Há dois anos, o Governo deu luz verde a doutoramentos nos politécnicos (mas ainda não mudou a lei)

O Governo deu luz verde aos doutoramentos nos politécnicos e, por isso, criou em 2018 uma lei para mudar o panorama. Contudo, esta só funciona se a Lei de Bases mudar. Em 2018, o Conselho de …