Venezuela. Oposição anuncia nova fase de mais pressão contra o regime

Rayner Peña / EPA

Juan Guaidó

O presidente do parlamento venezuelano, Juan Guaidó, disse na quarta-feira que a oposição tem mantido conversações com o governo dos Estados Unidos (EUA) e anunciou que chegou o momento de pressionar mais o regime liderado por Nicolás Maduro.

“Depois de oito meses de luta, chegou o momento, hoje, de desenvolver um processo com maior pressão”, disse, durante um evento na sede do diário El Nacional, em Caracas, citado pela agência Lusa. “Todos os mecanismos de pressão sobre o regime são a força para ganhar”, afirmou.

“Chegámos a um momento de importantes definições, a uma etapa máxima de cooperações internacionais. Vamos estender as mãos àqueles militares que se puseram do lado da Constituição, porque temos conversações, mas para a saída de [Nicolás] Maduro”, acrescentou.

As declarações de Juan Guaidó têm lugar um dia depois de o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ter afirmado que membros do seu Governo, com a sua autorização, mantêm contactos de alto nível com funcionários da administração norte-americana de Donald Trump.

O líder opositor questionou as afirmações do chefe de Estado e acusou o Presidente da Venezuela de pretender “fazer ver que ele é quem está no processo” de conversações com Washington. “O usurpador está tão desesperado que faz ver que está com o processo, quando depois o desmentem e fica mal, em ridículo”, declarou.

Juan Guaidó referiu-se também ao diálogo entre o Governo venezuelano e a oposição, que desde maio último decorria sob a mediação da Noruega. “Eles [Governo] disseram que nunca se levantariam [abandonariam o diálogo] e dias depois se levantaram”, destacou. “Não é que a Venezuela [oposição] já ganhou, é que o regime está derrotado”, frisou.

“[Donald] Trump disse que os EUA dialogam ao mais alto nível com funcionários venezuelanos e é assim, não é uma novidade”, avançou na terça-feira, Nicolás Maduro,  destacando que o seu Governo tem procurado o diálogo e a “forma do Presidente Donald Trump ouvir de verdade a Venezuela”.

“Desde há meses há contactos entre altos funcionários do Governo dos EUA, de Donald Trump, e do Governo bolivariano que eu presido, sob a minha autorização expressa, direta”, acrescentou.

Na quarta-feira, John Bolton, assessor de segurança de Donald Trump, referiu-se aos termos em que decorrem as reuniões com o regime venezuelano.

“Como o Presidente [Donald Trump] declarou, em repetidas ocasiões, para pôr fim ao roubo de recursos do povo venezuelano e à contínua repressão, [Nicolás] Maduro deve ir embora. Os únicos elementos debatidos que estão a chegar a [Nicolás] Maduro são a sua partida e eleições livres e justas”, escreveu no Twitter.

A crise política, económica e social na Venezuela agravou-se desde janeiro último, quando o presidente da Assembleia Nacional (parlamento, onde a oposição detém a maioria), Juan Guaidó, assumiu sob juramento as funções de Presidente interino.

Pelo menos quatro milhões de pessoas abandonaram a Venezuela, nos últimos anos, fugindo da crise económica, social e política que afeta o país.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jerónimo frisa que passes de transportes mais baratos foram obra da CDU

O secretário-geral comunista vincou o papel do PCP e "Os Verdes" na redução dos preços dos passes dos transportes públicos, numa sessão pública com trabalhadores das empresas do setor, na estação de comboios de Santa …

Morte de menina de oito anos com bala perdida revolta Brasil

A morte de Ágatha Félix, uma menina de oito anos atingida, alegadamente, por uma bala perdida da polícia do Rio de Janeiro, está a provocar indignação no Brasil. Ágatha Felix tinha oito anos e foi baleada …

Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do PGR para combater corrupção

O presidente do partido Nós, Cidadãos! defende mudanças na escolha do Procurador-Geral da República, afirmando que boa parte dos 42 mil milhões de euros que a corrupção custou aos portugueses se deveu à inoperância desta …

"Estranhos sintomas" que afligiam diplomatas em Cuba podem ter sido causados por pesticidas

A misteriosa origem dos estranhos sintomas (entre eles, zumbidos, tonturas, náuseas, perdas de audição e de memória e outras dificuldades cognitivas) que afligiram diplomatas canadianos e norte-americanos em Cuba entre 2016 e 2018 dever-se-á a …

Testes rápidos ao VIH já podem ser feitos em casa

A partir da próxima semana vai ser possível comprar nas farmácias autotestes ao vírus da SIDA para fazer em casa. Os resultados demoram apenas 15 minutos. As farmácias portuguesas vão começar a vender, a partir da …

Polícia dispara balas de borracha sobre manifestantes em Hong Kong

A polícia disparou no domingo balas de borracha em confrontos com manifestantes pró-democracia, em Hong Kong, perto de um centro comercial no qual causaram distúrbios. Pelo décimo sexto fim de semana de mobilização, milhares de manifestantes …

Portugal já paga juros mais baixos que Itália e Espanha, diz Costa

"Todos em Portugal estão hoje a viver melhor do que viviam há quatro anos", afirmou António Costa, durante uma ação de campanha do PS. António Costa disse, este domingo, que Portugal já está a pagar a …

Os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre

Um relatório das Nações Unidas revelou que, entre 2015 e 2019, foram atingidos níveis históricos. Desde 1850, as temperaturas aumentaram 1,1ºC. O período entre 2015 a 2019 é o mais quente alguma vez registado, indicou este …

Duarte Lima perde último recurso e deve ser julgado pela morte de Rosalina Ribeiro em Portugal

O Supremo Tribunal brasileiro indeferiu um novo recurso de Duarte Lima que assim está mais próximo de ser julgado em Portugal, pelo homicídio de Rosalina Ribeiro, em Maricá, em 2009. Ao recurso extraordinário, interposto de uma …

Governo britânico cumprirá decisão do Supremo sobre suspensão do Parlamento

O Governo britânico cumprirá a decisão do Supremo Tribunal do Reino Unido sobre a legalidade ou ilegalidade da suspensão do Parlamento, uma decisão que deverá ser anunciada esta semana. A garantia foi dada este domingo à …