Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

José Sena Goulão / Lusa

Mário Centeno, governador do Banco de Portugal e ex-ministro das Finanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um “cenário de recuperação muito gradual” do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para mudanças, como alterações do mercado-alvo.

Segundo noticiou esta quinta-feira o Diário de Notícias, o estudo, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) e do BdP, em setembro, 65% das empresas reportam quebras de faturação, chegando aos 88% no caso do alojamento e restauração. As vendas mantiveram-se em média 17% abaixo do nível anterior ao confinamento.

“Este cenário de recuperação muito gradual deverá manter-se nos meses seguintes”, sendo “as empresas de grande dimensão e dos setores do alojamento e restauração e dos transportes e armazenagem (…) as que sobressaem nesta situação, antecipando períodos mais longos de retorno à normalidade”, indicaram os autores do estudo, Cristina Manteu, Nuno Monteiro e Ana Sequeira.

Poucas são as empresas que parecem encontrar soluções para contrair essas quebras. De acordo com o estudo, em junho, apenas 16% das empresas visavam redirecionar a atividade para novos mercados-alvo, apostando no teletrabalho, em investimento em tecnologias de informação, em mudanças de fornecedores, de produtos e serviços prestados, de atividade principal.

A incapacidade de as empresas se adaptarem reflete “a natureza global desta crise, verificando-se uma deterioração da atividade generalizada aos vários mercados e, por outro, a elevada incerteza quanto aos desenvolvimentos futuros da pandemia, o que dificulta a tomada de decisões no presente”, acrescentaram as autores.

“O impacto sobre o emprego foi relativamente contido, com três quartos das empresas a reportar variações nulas no número de postos de trabalho entre março e julho, para o que contribuiu de forma assinalável a medida do lay-off simplificado”, disseram os especialistas.

Quanto as moratórias, “as empresas que beneficiaram destes apoios apresentavam uma situação relativamente mais adversa, quer em termos de encerramento e quedas do volume de negócios no período analisado quer em termos de condições de liquidez reportadas em abril”, referiram.

“Em julho, a situação de liquidez da generalidade das empresas tinha melhorado significativamente – o que é consistente com a evolução da atividade -, mas essa melhoria foi mais notória nas empresas beneficiárias”, defenderam.

Mais de metade do apoio às microempresas já foi usada

Como apontou esta quinta-feira o ECO, a Linha de Apoio a Microempresas do Turismo já aprovou 6.337 operações, que vão receber um financiamento de 50 milhões de euros, o que significa que mais de metade da dotação da linha já foi utilizada (55%), segundo um balanço feito pelo Ministério da Economia.

“A Linha de Apoio a Microempresas do Turismo, abrangendo, nomeadamente, as atividades de alojamento turístico, de restauração e bebidas, da animação turística, das agências de viagens e da organização de eventos passou a ter uma dotação orçamental de 90 milhões de euros”, indicou ao jonrla fonte oficial do Ministério da Economia.

Gerida pelo Turismo de Portugal, a linha foi lançada em março, com uma dotação inicial de 60 milhões de euros, reforçada para 90 milhões no final de agosto.

As 6.337 operações já aprovadas são levadas a cabo por empresas ou empresários em nome individual, com menos de dez postos de trabalho e cujo volume de negócios anual não exceda os dois milhões de euros.

O último balanço dava conta de mais de 5.000 empresas que tinham recebido luz verde para obter este apoio, com um financiamento associado de cerca de 40 milhões de euros, no espaço de pouco mais de dois meses.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PJ descobre depósito de explosivos da Resistência Galega no centro de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) desativou, em Coimbra, uma base logística do grupo independentista Resistência Galega, onde apreendeu “um importante” espólio de material usado nas atividades da organização. A PJ agiu no quadro de uma operação policial …

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …