Venda de armas online. PSP faz buscas e detém suspeito de traficar armas no OLX

Uma pessoa foi detida, esta quinta-feira, na sequência de uma megaoperação de combate à venda online de armas. A investigação estava a decorrer há quase um ano.

De acordo com a RTP, a PSP está a realizar buscas domiciliárias e não domiciliárias nos concelhos de Lisboa, Setúbal, Guarda, Viseu e Bragança, no âmbito de uma investigação de comércio ilícito de armas online.

Segundo o Expresso, no âmbito da investigação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DIAP), foram realizados 10 mandados de busca domiciliários e oito não domiciliários, assim como um mandado de detenção fora de flagrante delito.

O principal suspeito foi identificado e detido em Lisboa e terá entre 20 e 30 anos. A CNN Portugal apurou que o jovem bancário foi detido por suspeitas de tráfico de armas, que comercializa através da plataforma OLX.

O jovem, que trabalha na Caixa Geral de Depósitos (CGD), é também suspeito de ter desviado cerca de 30 mil euros das contas bancárias de clientes. Terá ainda emitido cartões de débito em nome de clientes, através dos quais terá levantado milhares de euros.

No âmbito da investigação, que ainda está em curso, foram apreendidos três bastões extensíveis, um aerossol de defesa e uma reprodução/réplica de arma de fogo.

Em declarações à estação pública, o intendente da PSP Paulo Costa referiu que as diligências são o resultado de uma investigação, que correu durante cerca de 12 meses. “É fruto daquilo que é a atividade da atividade da PSP no âmbito da verificação do comércio ilícito online”, explicou.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.