“Variações” estreia-se hoje nas salas de cinema portuguesas

(dr) David & Golias

“Variações”, filme de João Maia e protagonizado pelo ator Sérgio Praia

O filme de João Maia sobre o músico António Variações, que morreu em 1984, aos 39 anos, protagonizado pelo ator Sérgio Praia, estreia-se esta quinta-feira em cerca de 60 salas de cinema portuguesas.

O filme é inspirado na vida do barbeiro minhoto António Joaquim Rodrigues Ribeiro, que desejou viver da música e que em Lisboa se transformou em António Variações, marcando a música portuguesa a partir dos anos 80.

António Variações nasceu em 1944 em Fiscal, no concelho de Amares, que acolheu na segunda-feira a antestreia de “Variações”.

O filme é protagonizado pelo ator Sérgio Praia que, além da interpretação física do músico, também canta todas as canções, recriando as sessões de composição e gravação embrionária dos temas em várias cassetes — sozinho em casa com um gravador e uma caixa de ritmos — até à primeira atuação de Variações, na discoteca Trumps, em Lisboa, em 1981.

Em julho do ano passado, durante a rodagem do filme, o ator partilhou que andava há mais de dez anos a preparar a personagem, tendo o mais importante sido perceber humanamente quem era o músico.

“Se tivesse feito filme há dez anos não tinha densidade. Foi preciso este cansaço para hoje conseguir perceber melhor aquilo que ele viveu, a busca constante, o faz-não-faz. Este tempo foi bom para o meu trabalho”, afirmou o ator na altura em declarações à Lusa.

Além de Sérgio Praia, o elenco inclui, entre outros, Filipe Duarte, Victoria Guerra, Augusto Madeira, Filipe Albuquerque, Lúcia Moniz, Afonso Lagarto, Maria José Paschoal, José Raposo e Dinarte Freitas.

O filme foca-se sobretudo na transformação de António Ribeiro em António Variações, num período de vida entre 1977 e 1981, a época em que um barbeiro ambicionava viver da música, gravava canções em cassetes e ensaiava com músicos amadores, muito antes de editar oficialmente qualquer canção.

Arrojado e irreverente, influenciado pelo fado, pela música popular e pelo pop rock, António Variações morreu aos 39 anos, a 13 de junho de 1984. Deixou apenas dois álbuns editados pouco antes de morrer: “Anjo da guarda” (1983) e “Dar e receber” (1984).

No filme, Sérgio Praia interpreta todas as canções, que foram gravadas num álbum, a ser editado na sexta-feira.

Em julho, a banda sonora foi apresentada ao vivo no festival Alive, em Oeiras, em julho. Em palco, Sérgio Praia esteve acompanhado por Armando Teixeira (sintetizador) e pelos músicos Vasco Duarte (guitarra), David Santos (baixo) e Duarte Cabaça (bateria).

O músico e produtor Armando Teixeira, que assina a direção musical do filme, teve acesso às cassetes que António Variações deixou com dezenas de canções, excertos, ensaios, experimentações; as mesmas cassetes que foram recuperadas para o projeto Humanos, em 2004, e das quais é agora retirado um tema inédito, intitulado “Quero dar nas vistas”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …