Turismo liberta três vezes mais CO2 no ambiente do que se pensava

Um estudo recente mostra que o turismo mundial é responsável por 8% das emissões de carbono na atmosfera, um número três vezes maior do que as estimativas anteriores.

A indústria do turismo tem um peso maior do que se pensava nas emissões de gases com efeito de estufa. Esta atividade mundial é responsável por mais de 8% das emissões globais e, por isso, terá de ser considerada nos acordos internacionais para travar as alterações climáticas, como o Acordo de Paris.

De acordo com o estudo, publicado recentemente na Nature Climate Change, o turismo continua a crescer a um ritmo bastante acelerado em todo o mundo, o que faz com que a perceção do futuro não seja muito risonha.

Manfred Lenzen, da Universidade de Sydney, refere que “o crescimento rápido da procura turística está a superar as tecnologias de descarbonização”, o que faz com que as suas emissões continuem, certamente, a crescer.

Analisando os contributos dos transportes, dos produtos alimentares, de todo o comércio envolvido no turismo e de tudo o que envolve esta indústria nos 160 países estudados, os cientistas chegaram à conclusão que o turismo é responsável por mais de 8% das emissões globais de gases com efeito de estufa, quase três vezes mais do que se pensava.

“A nossa análise constitui a primeira visão global do verdadeiro custo do turismo em emissões, que inclui, além dos transportes, todos os consumíveis, como a alimentação e os comércio de souvenirs, para termos a certeza de que não deixámos de fora nenhum dos impactos”, diz Arunima Malik, da Faculdade de Física da Universidade de Sydney.

“Com estes novos dados passamos a ter uma informação crucial que a Organização Mundial do Turismo e a Organização Meteorológica Mundial tinham identificado como estando em falta para se perceber a verdadeira pegada global do turismo“, destaca a investigadora.

Contas parcelares feitas só para os transportes e hotelaria – e em apenas algumas regiões  atribuíam ao turismo cerca de 2,5% das emissões globais. Este novo estudo mostra que, se tivermos tudo em conta, ela sobe para 8%.

Estados Unidos, China, Alemanha e Índia são os quatro países no top das emissões de gases com efeito de estufa, devendo-se a maior parte destas emissões a transportes domésticos.

Além disso, o estudo realça que os maiores responsáveis por este aumento são as pessoas com grandes posses económicas, isto porque, quando viajam, tendem a gastar mais dinheiro tanto em transportes como em atividades que qualquer destino tem para oferecer.

Os cientistas defendem que é urgente tornar o turismo mais sustentável e acreditam que isso é possível. Para isso, afirmam, taxas de carbono ou esquemas de compensação de emissões aplicados a esta atividade podem (e devem) ser melhorados.

A consciencialização, adiantam, também é um fator essencial. A crise recente no abastecimento de água na Cidade do Cabo ajudou as pessoas a reconhecerem que as mudanças climáticas podem mesmo impactar os recursos básicos.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Arquitetura óssea pode inspirar asas de aeronaves mais fortes

Uma nova descoberta na estrutura interna do osso pode levar a um melhor tratamento da osteoporose e a componentes de aeronaves mais duráveis. A densidade tem sido a referência para medir a força óssea. No entanto, …

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …