Trump vai começar a desmantelar o ObamaCare no primeiro dia na Casa Branca

Michael Reynolds / EPA

-

O Presidente eleito dos Estados Unidos vai iniciar a 20 de janeiro, o seu primeiro dia na Casa Branca, o desmantelamento da reforma da Saúde do seu antecessor, anunciou o vice-presidente eleito.

Mike Pence reuniu-se esta quarta-feira com congressistas republicanos no Capitólio para lhes transmitir a mensagem de que a primeira ação do novo Congresso, que iniciou sessão na terça-feira, deverá ser “revogar e substituir o ObamaCare”, como é conhecida a reforma na saúde do ainda Presidente dos Estados Unidos.

Em conferência de imprensa depois dessa reunião, o vice-presidente eleito precisou que Trump vai tomar decisões contra o ObamaCare desde o seu “primeiro dia” na Sala Oval, assinando várias ordens executivas.

Na mesma conferência de imprensa, o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano Paul Ryan, sublinhou que, assim que se consiga revogar a lei da Saúde de Obama, é necessário garantir que haja uma “transição estável” para um novo sistema de saúde com “mais opções” e “mais liberdade”.

“Esta lei fracassou”, sentenciou Ryan sobre o ObamaCare, uma reforma promulgada em 2010, que estabelece a obrigatoriedade de se ter um seguro de saúde.

“Cuidem do povo norte-americano”, pede Obama

Do outro lado, Obama também esteve no Capitólio reunido com congressistas democratas com o objetivo de delinear uma estratégia para proteger a sua reforma da Saúde.

Segundo Josh Earnest, porta-voz da Presidência, Obama falou sobre as consequências “óbvias e tangíveis”, bem como “devastadoras”, que teria para os cidadãos de todo o país desmantelar o ObamaCare, sobretudo para os mais de 20 milhões de pessoas que passaram a ter acesso à cobertura de um seguro de saúde graças a essa lei.

Revogar o ObamaCare “não é uma melhoria”, alertou o porta-voz, depois de referir que o próprio Presidente reconheceu que a lei não é perfeita mas também nunca encontrou “vontade política” entre os republicanos para corrigir as suas debilidades.

Apesar da insistência dos jornalistas, o ainda chefe de Estado não fez declarações ao abandonar o Capitólio, tendo apenas dito que a sua mensagem para os democratas foi: “Cuidem do povo norte-americano”.

Depois da reunião com o Presidente, os principais responsáveis democratas do Congresso participaram numa conferência de imprensa para discutir a questão.

O líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, frisou que a consequência de derrogar o ObamaCare será “voltar a pôr o país doente” e não “torná-lo grande”, como dizia o lema de campanha do atual Presidente eleito.

Por sua vez, a líder da minoria democrata na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, declarou que os cuidados de saúde “são um direito, não um privilégio” e que Obama lhes perguntou se estão “preparados” para lutar pelo ObamaCare no Congresso.

Guterres já falou com Trump

Na conferência de imprensa diária, um porta-voz do secretário-geral da ONU indicou que o contacto telefónico “de apresentação” permitiu a Trump e Guterres manterem uma “discussão muito positiva” sobre as relações entre as Nações Unidas e os EUA.

“O secretário-geral disse que espera estabelecer outra conversa com o Presidente” logo que assuma o cargo, acrescentou o porta-voz, Farhan Haq.

No decurso de uma conversa telefónica com jornalistas, Sean Spicer, o porta-voz de Trump, disse por sua vez que os Estados Unidos pretendem uma “reforma” nas Nações Unidas para que a organização seja “mais eficiente”, precisou a agência noticiosa Efe.

A 28 de dezembro, o Presidente eleito afirmou na Flórida, onde passou o Natal, que a ONU “não está à altura” do seu potencial e que “provoca problemas em vez de os resolver”.

Dias antes, tinha já considerado na sua conta do Twitter que, apesar do seu “grande potencial”, a ONU se tornou “apenas um clube para as pessoas se juntarem, conversarem e passarem um bom bocado”. “Tão triste!”, acrescentou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …

"Mário Centeno está a perder influência no Governo". Os (maus) sinais para o Orçamento de Estado 2020

A proposta de Orçamento do Estado para 2020 [OE 2020] vai ser apresentada daqui a uma semana e alguns economistas antecipam os riscos do documento, falando de uma "situação potencialmente perigosa para as contas públicas" …

Utilizadores russos do Reddit terão divulgado documentos comprometedores sobre o Brexit

A rede social Reddit anunciou ter concluído que utilizadores russos estiveram na origem da divulgação de documentos confidenciais do governo britânico sobre as negociações comerciais do Brexit. O Reddit anunciou, num comunicado citado pela Associated Press, …