Trump e Putin têm novo encontro à vista em Paris

Kremlin

A primeira cimeira entre os líderes ocorreu em julho, em Helsínquia

O Presidente norte-americano, Donald Trump, quer reunir-se com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em Paris, a 11 de novembro, indicou o conselheiro da Casa Branca para a Segurança Nacional, John Bolton.

“O Presidente Trump ficará muito feliz por se reunir consigo em Paris, à margem das comemorações dos 100 anos do Armistício”, declarou Bolton no início do seu encontro com Putin em Moscovo, de acordo com o que foi transmitido pela televisão.

“Será útil prosseguir um diálogo direto com o Presidente dos Estados Unidos. Por exemplo, em Paris, se a parte norte-americana estiver interessada em tais contactos”, declarou, por sua vez, Putin.

Os dois dirigentes deslocam-se a Paris a 11 de Novembro para participar nas comemorações do fim da Primeira Guerra Mundial, nas quais é esperada a presença de mais de 60 chefes de Estado e de Governo.

“Quaisquer que sejam as abordagens, é possível e necessário procurar pontos de convergência”, prosseguiu Putin, salientando que as trocas comerciais entre a Rússia e os EUA estão a aumentar, apesar dos “esforços” de Trump, comentou referindo-se às sanções.

“No ano passado, [as trocas comerciais] cresceram 16% e este ano, 8%. Isto é pouco, muito pouco, em números absolutos, mas contudo é uma tendência. E, a propósito, com um saldo positivo para os Estados Unidos”, sublinhou.

Helsínquia recebeu a primeira reunião

Donald Trump e Vladimir Putin encontraram-se para a sua primeira cimeira bilateral em Helsínquia, em julho, e no final, o Presidente norte-americano foi muito criticado no seu país por se ter mostrado muito conciliador com o homólogo russo.

“Foi, na minha opinião, um encontro útil e até bastante duro. Apesar disso, foi, penso eu, construtivo”, afirmou hoje Putin sobre a cimeira de Helsínquia.

“Para ser franco, ficamos às vezes surpreendidos por ver os EUA adotarem contra a Rússia medidas absolutamente injustificadas, que não podemos classificar como amigáveis”, observou o Presidente russo, acrescentando: “Nós praticamente não ripostamos a essas medidas. Mas isso continua a acontecer mais uma vez e mais outra vez?”.

John Bolton reuniu-se na segunda-feira e terça-feira com vários altos responsáveis russos antes de ser recebido por Putin. A sua visita ocorre depois do anúncio feito por Donald Trump da retirada em breve dos EUA do tratado sobre as armas nucleares de alcance intermédio INF (Intermediate Nuclear Forces Treaty), concluído com a União Soviética durante a Guerra Fria, em 1987.

O Presidente russo disse que seria útil trocarem opiniões sobre questões de “estabilidade energética, desarmamento e conflitos regionais”.

“Recentemente, ouvimos da intenção dos Estados Unidos de abandonarem o tratado de eliminação de mísseis de médio e curto alcance (INF), e conhecemos as dúvidas do Governo norte-americano quanto à necessidade de prolongar o START-3, bem como o propósito de colocar certos elementos de defesa antimísseis no espaço”, enumerou Putin.

PARTILHAR

RESPONDER

Há mais de 100 mil crianças migrantes detidas nos EUA, garante a ONU

Mais de 100 mil crianças migrantes estarão atualmente em centros de detenção nos Estados Unidos (EUA), disse na segunda-feira um perito independente da Organização das Nações Unidas (ONU), esclarecendo que esta estimativa, que classificou como …

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …

O Natal traz emoções fortes. Viva-as intensamente

Quando o tempo frio faz as suas primeiras aparições, quase imediatamente alguém afirma “não tarda nada estamos no Natal”. De facto, a quadra natalícia é o grande prémio de consolação do Inverno: o motivo pelo qual …

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …