Trump e Putin têm novo encontro à vista em Paris

Kremlin

A primeira cimeira entre os líderes ocorreu em julho, em Helsínquia

O Presidente norte-americano, Donald Trump, quer reunir-se com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em Paris, a 11 de novembro, indicou o conselheiro da Casa Branca para a Segurança Nacional, John Bolton.

“O Presidente Trump ficará muito feliz por se reunir consigo em Paris, à margem das comemorações dos 100 anos do Armistício”, declarou Bolton no início do seu encontro com Putin em Moscovo, de acordo com o que foi transmitido pela televisão.

“Será útil prosseguir um diálogo direto com o Presidente dos Estados Unidos. Por exemplo, em Paris, se a parte norte-americana estiver interessada em tais contactos”, declarou, por sua vez, Putin.

Os dois dirigentes deslocam-se a Paris a 11 de Novembro para participar nas comemorações do fim da Primeira Guerra Mundial, nas quais é esperada a presença de mais de 60 chefes de Estado e de Governo.

“Quaisquer que sejam as abordagens, é possível e necessário procurar pontos de convergência”, prosseguiu Putin, salientando que as trocas comerciais entre a Rússia e os EUA estão a aumentar, apesar dos “esforços” de Trump, comentou referindo-se às sanções.

“No ano passado, [as trocas comerciais] cresceram 16% e este ano, 8%. Isto é pouco, muito pouco, em números absolutos, mas contudo é uma tendência. E, a propósito, com um saldo positivo para os Estados Unidos”, sublinhou.

Helsínquia recebeu a primeira reunião

Donald Trump e Vladimir Putin encontraram-se para a sua primeira cimeira bilateral em Helsínquia, em julho, e no final, o Presidente norte-americano foi muito criticado no seu país por se ter mostrado muito conciliador com o homólogo russo.

“Foi, na minha opinião, um encontro útil e até bastante duro. Apesar disso, foi, penso eu, construtivo”, afirmou hoje Putin sobre a cimeira de Helsínquia.

“Para ser franco, ficamos às vezes surpreendidos por ver os EUA adotarem contra a Rússia medidas absolutamente injustificadas, que não podemos classificar como amigáveis”, observou o Presidente russo, acrescentando: “Nós praticamente não ripostamos a essas medidas. Mas isso continua a acontecer mais uma vez e mais outra vez?”.

John Bolton reuniu-se na segunda-feira e terça-feira com vários altos responsáveis russos antes de ser recebido por Putin. A sua visita ocorre depois do anúncio feito por Donald Trump da retirada em breve dos EUA do tratado sobre as armas nucleares de alcance intermédio INF (Intermediate Nuclear Forces Treaty), concluído com a União Soviética durante a Guerra Fria, em 1987.

O Presidente russo disse que seria útil trocarem opiniões sobre questões de “estabilidade energética, desarmamento e conflitos regionais”.

“Recentemente, ouvimos da intenção dos Estados Unidos de abandonarem o tratado de eliminação de mísseis de médio e curto alcance (INF), e conhecemos as dúvidas do Governo norte-americano quanto à necessidade de prolongar o START-3, bem como o propósito de colocar certos elementos de defesa antimísseis no espaço”, enumerou Putin.

PARTILHAR

RESPONDER

Em 2010, Berardo já não tinha dinheiro para pagar a dívida

Em 2010, o Banco de Portugal (BdP) não encontrou provas de que o grupo Berardo tivesse capacidade financeira para pagar a dívida à Caixa Geral de Depósitos (CGD). Em 2010, a Fundação Berardo e a Metalgest …

A polícia vai deixar de lhe pedir para soprar ao balão

A partir de 2022, a polícia vai deixar de pedir aos condutores para "soprar no balão". A União Europeia prepara-se para implementar novos sistemas de segurança obrigatórios nos novos modelos de automóveis.  Os veículos vão passar …

MH370. Investigador diz que foi usado um avião chamariz durante "desaparecimento forjado"

Andre Milne acredita que foi usada uma aeronave chamariz para enganar e causar a impressão de que os Estados Unidos foram responsáveis pelo sequestro do voo MH370 da Malaysia Airlines. O investigador voluntário Andre Milne afirma …

Grandes devedores levam Ferro Rodrigues a convocar reunião

Na próxima terça-feira, dia 28 de maio, a mesa da Assembleia da República vai ter uma reunião para discutir o acesso à lista dos grandes devedores dos bancos. O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro …

Arqueólogos descobrem o que estava no cardápio dos camponeses medievais

Há 30 anos, arqueólogos escavaram uma das primeiras aldeias medievais na Inglaterra e descobriram os restos de 73 recipientes usados na altura. Mas encontraram algo mais: os restos minúsculos da sua última refeição. Investigadores da Universidade …

Falta de pessoal cria "graves problemas" à ADSE

O Conselho Geral e de Supervisão da ADSE alerta que a falta de recursos humanos no instituto que gere o sistema de assistência na doença da função pública coloca "graves problemas de gestão". No parecer aprovado …

Marcelo aceita passagem do hospital de Braga para o SNS

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou o fim da PPP, reforçando o seu argumento sobre a nova Lei de Bases da Saúde. "A escolha política" do Governo foi "a da criação de uma Entidade Pública Empresarial". O …

A Ciência descobriu qual é a melhor altura do dia para beber café (e não é de manhã)

https://vimeo.com/338075463 Enquanto recolhemos mais grãos, produzimos mais café e patrocinamos os nossos cafés locais, podemos não estar a maximizar os benefícios de saúde e de aumento de energia da nossa caneca diária de café. De acordo com …

Estes aracnídeos vivem nos seus poros, comem a sua gordura e acasalam na sua cara enquanto dorme

Provavelmente terá neste momento alguns dezenas de aracnídeos dentro dos seus poros a alimentar-se silenciosamente dos seus óleos naturais. Mas não há nada a temer. Estes aracnídeos são conhecidos como Demodex e, de acordo com um …

Há uma nova teoria para explicar a onda de sismos silenciosos que fez a Terra tremer em 2018

Em maio de 2018, milhares de terramotos sacudiram a pequena ilha francesa de Mayotte, no arquipélago das Comoras, situado entre o continente africano e Madagáscar. A maioria foram tremores leve mas, um deles, a 15 …