Trump e Putin têm novo encontro à vista em Paris

Kremlin

A primeira cimeira entre os líderes ocorreu em julho, em Helsínquia

O Presidente norte-americano, Donald Trump, quer reunir-se com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em Paris, a 11 de novembro, indicou o conselheiro da Casa Branca para a Segurança Nacional, John Bolton.

“O Presidente Trump ficará muito feliz por se reunir consigo em Paris, à margem das comemorações dos 100 anos do Armistício”, declarou Bolton no início do seu encontro com Putin em Moscovo, de acordo com o que foi transmitido pela televisão.

“Será útil prosseguir um diálogo direto com o Presidente dos Estados Unidos. Por exemplo, em Paris, se a parte norte-americana estiver interessada em tais contactos”, declarou, por sua vez, Putin.

Os dois dirigentes deslocam-se a Paris a 11 de Novembro para participar nas comemorações do fim da Primeira Guerra Mundial, nas quais é esperada a presença de mais de 60 chefes de Estado e de Governo.

“Quaisquer que sejam as abordagens, é possível e necessário procurar pontos de convergência”, prosseguiu Putin, salientando que as trocas comerciais entre a Rússia e os EUA estão a aumentar, apesar dos “esforços” de Trump, comentou referindo-se às sanções.

“No ano passado, [as trocas comerciais] cresceram 16% e este ano, 8%. Isto é pouco, muito pouco, em números absolutos, mas contudo é uma tendência. E, a propósito, com um saldo positivo para os Estados Unidos”, sublinhou.

Helsínquia recebeu a primeira reunião

Donald Trump e Vladimir Putin encontraram-se para a sua primeira cimeira bilateral em Helsínquia, em julho, e no final, o Presidente norte-americano foi muito criticado no seu país por se ter mostrado muito conciliador com o homólogo russo.

“Foi, na minha opinião, um encontro útil e até bastante duro. Apesar disso, foi, penso eu, construtivo”, afirmou hoje Putin sobre a cimeira de Helsínquia.

“Para ser franco, ficamos às vezes surpreendidos por ver os EUA adotarem contra a Rússia medidas absolutamente injustificadas, que não podemos classificar como amigáveis”, observou o Presidente russo, acrescentando: “Nós praticamente não ripostamos a essas medidas. Mas isso continua a acontecer mais uma vez e mais outra vez?”.

John Bolton reuniu-se na segunda-feira e terça-feira com vários altos responsáveis russos antes de ser recebido por Putin. A sua visita ocorre depois do anúncio feito por Donald Trump da retirada em breve dos EUA do tratado sobre as armas nucleares de alcance intermédio INF (Intermediate Nuclear Forces Treaty), concluído com a União Soviética durante a Guerra Fria, em 1987.

O Presidente russo disse que seria útil trocarem opiniões sobre questões de “estabilidade energética, desarmamento e conflitos regionais”.

“Recentemente, ouvimos da intenção dos Estados Unidos de abandonarem o tratado de eliminação de mísseis de médio e curto alcance (INF), e conhecemos as dúvidas do Governo norte-americano quanto à necessidade de prolongar o START-3, bem como o propósito de colocar certos elementos de defesa antimísseis no espaço”, enumerou Putin.

PARTILHAR

RESPONDER

Sim, as pessoas ficam mais bonitas quando estamos bêbados

Uma investigação acaba de provar a teoria dos "óculos de cerveja": depois de ingerirmos álcool, as outras pessoas tornam-se mais atraentes para nós. Uma equipa de investigadores da Edge Hill University, no Reino Unido, resolveu investigar …

Leverkusen vs FC Porto | Luis Díaz mantém “dragão” à tona

O FC Porto perdeu na Alemanha, na visita ao Bayer Leverkusen, por 2-1, e tem tudo em aberto na perspetiva de chegar aos oitavos-de-final da Liga Europa. Após uma primeira parte difícil, na qual praticamente não …

Ex-presidente do Tribunal da Relação Vaz das Neves arguido na Operação Lex

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa foi constituído arguido no processo Operação Lex, em que também são arguidos o desembargador Rui Rangel e a sua ex-mulher e juíza Fátima Galante. A fonte adiantou à …

Rangers vs Braga | "Braveheart" romeno estraga noite "guerreira"

  O Sporting de Braga perdeu em casa dos escoceses do Rangers por 3-2, esta quinta-feira, em jogo da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol em que esteve a vencer …

Morreu Joaquim Pina Moura, antigo ministro da Economia e das Finanças

O ex-ministro da Economia e das Finanças morreu em casa, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa, disse à agência Lusa o filho, o fotojornalista João Pina. Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), …

Duran Duran e A-ha levam anos 80 ao Rock in Rio

Os noruegueses A-ha, responsáveis por Take on me, tema que fez sucesso na década de 80, estrear-se-ão em palcos portugueses no Rock in Rio Lisboa, atuando no mesmo dia em que os ingleses Duran Duran. Segundo …

Maior avião comercial do mundo vai ser reciclado (mas vende lembranças)

O primeiro Airbus A380 vai ser dividido em peças para futuras substituições, mas vai voltar aos céus através de etiquetas de bagagem. O MSN003 começou a ser fabricado em 2004 e tornou-se o primeiro avião super …

Caso Roger Stone. Ex-consultor de Trump condenado a 40 meses de prisão

O ex-consultor do Presidente dos Estados Unidos foi condenado, esta quinta-feira, a mais de três anos de prisão, apesar da interferência do procurador-geral para reduzir a recomendação de sentença. Um tribunal federal condenou o ex-consultor de …

Shakhtar D. vs Benfica | "Águia" perde mas sai viva

Ainda não foi esta quinta-feira que o Benfica regressou à senda dos bons resultados. Na visita a Kharkiv, casa emprestada do Shakhtar Donetsk, os campeões nacionais perderam por 2-1. Os três golos nasceram todos na etapa …

Após 40 anos, a Casa dos Amantes de Pompeia abre ao público

Pela primeira vez após 40 anos, a Casa dos Amantes, rica em frescos e decorações e uma das jóias de Pompeia, vai abrir ao público. Encontrada durante escavações em 1933, a Casa dos Amantes, em Pompeia, …