Trump pondera privatizar a Estação Espacial Internacional

NASA

A EEI – Estação Espacial Internacional

A Casa Branca quer entregar a gestão da parte norte-americana da Estação Espacial Internacional, EEI, a uma empresa privada.

A administração Trump está a estudar a privatização da Estação Espacial Internacional, que é dirigida pela agência espacial americana, NASA, em articulação com as agências espaciais russa, Roscosmos, e europeia, ESA.

De acordo com o The Washington Post, que avança com a notícia com base em documentos internos da agência espacial norte-Americana, o objetivo é cortar o financiamento do estado americano a partir de 2024, através de um plano de transição para que a EEI seja gerida pelo setor privado.

“A decisão de acabar com o apoio federal direto à ISS em 2025 não implica que a plataforma não seja mantida em órbita nessa altura – é possível que a indústria queira continuar a operar certos elementos ou capacidades da ISS como parte de uma futura plataforma comercial”, lê-se numa passagem citada pelo jornal.

A Estação Espacial Internacional, colocada em órbita terrestre baixa (a 350 quilómetros de altitude), é a maior e mais moderna estrutura já montada pelo Homem no Espaço. Esta serve de plataforma para missões e como laboratório para experiências espaciais, como explica o Expresso.

Para assegurar esta transição, a Casa Branca vai pedir uma “análise do mercado e planos de desenvolvimento” ao setor privado. Já desde a presidência de George W. Bush que a NASA tem entregue determinadas operações a privados, como é o caso dos voos de abastecimento, que agora são da responsabilidade de empresas como a SpaceX.

Segundo o mesmo jornal, no projeto de Orçamento para 2018/2019, que irá ser apresentado esta segunda-feira, o governo Trump vai pedir 150 milhões de dólares, cerca de 122 milhões de euros, bem como mais dinheiro nos anos seguintes.

Esse dinheiro tem como destino “o desenvolvimento e a maturação de entidades comerciais e das suas capacidades” de forma a “assegurar que os sucessores comerciais da ISS estão operacionais quando for necessário”.

No entanto, a aposta em parcerias com privados está longe de ser consensual, já que o governo norte-americano já gastou cerca de 100 mil milhões de dólares na EEI. Além disso, o quadro legal envolve vários países: EUA, Rússia, o parceiro europeu – através da Agência Espacial Europeia (ESA) – Japão e Canadá.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pedro Soares não acredita em nova geringonça. "Não há condições"

De acordo com Pedro Soares, "não há condições para uma nova geringonça." O deputado não se recandidatará e acredita que o BE deve voltar a aproximar-se dos valores da sua génese. Apesar de ressalvar que esta …

BCP começa hoje a cobrar transferências por MB Way

O Millennium BCP começa hoje a cobrar as transferências feitas pelo MB Way. As transferências pela App Millennium têm um custo de 0,50€, enquanto as que forem feitas pela aplicação do MB Way têm um …

Estado gastou milhões de euros em obras sem utilidade

O Estado português investiu milhões de euros em vários obras que hoje não têm qualquer tipo de uso. Muitas delas foram feitas com a ajuda de fundos comunitários. São várias as obras feitas pelo Estado que …

Só uma dúzia de pessoas conhecem as perguntas dos exames nacionais

O primeiro exame nacional é de Filosofia do 11º ano. Quando chegar às mãos dos estudantes, o enunciado da prova já passou por várias fases, desde a elaboração, a impressão e a distribuição, em que …

Marcelo promulga compra do SIRESP. "Tudo o que acontecer será responsabilidade do Estado”

O Presidente da República promulgou o decreto-lei do Governo com vista à compra, pelo Estado, de 100% do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP). Marcelo Rebelo de Sousa alertou para as …

Maior manifestação de sempre em Hong Kong leva Governo a pedir desculpa

Seis horas depois do início da marcha de protesto contra a lei da extradição, “uma multidão nunca vista” continuava a inundar as ruas de Hong Kong este domingo, na “maior manifestação de sempre”, disseram vários …

Mais de 200 ex-políticos acumulam subvenções vitalícias e reformas

Quase quinze anos depois de o Parlamento ter decidido acabar com as subvenções vitalícias, existem ainda 322 beneficiários de subvenções mensais vitalícias para antigos políticos. Destes, 216 têm uma acumulação de pensão e subvenção superior …

Mulher de Netanyahu considerada culpada de usar dinheiros públicos em refeições de luxo

A mulher do primeiro-ministro israelita foi, no domingo, considerada culpada do uso indevido de dinheiros públicos e condenada a pagar uma multa, segundo uma decisão do tribunal de Jerusalém. Acusada em junho de 2018 por fraude, …

Incêndio catastrófico destruiu a "Pompeia britânica" um ano depois de ser construída

O assentamento incrivelmente preservado na Idade do Bronze, denominado "Pompeia britânica", foi destruído por um incêndio um ano depois de ser construído. Um novo estudo, publicado na revista Antiquity, revela novos detalhes sobre Must Farm, uma …

Marcelo responde à Fenprof: uma “história mal amanhada”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo incompreensíveis as críticas da federação dos professores, que o acusou de não ser Presidente de todos os portugueses. O Presidente da República advertiu que, “por …