Trump admite que o surto de coronavírus nos EUA vai piorar antes de melhorar

Chris Kleponis / EPA POOL

Depois de ter declarado durante meses que os Estados Unidos (EUA) tinham derrotado o coronavírus e que este desaparecia em breve, o Presidente Donald Trump alertou na terça-feira os norte-americanos de que o surto, que já matou 141 mil pessoas no país, provavelmente se agravará.

“Provavelmente, e infelizmente, piorará antes de melhorar”, afirmou o chefe de Estado numa reunião na Casa Branca. Recentemente, Trump apelou aos norte-americanos para usarem máscara, depois de ter rejeitada essa prática durante meses. “Use máscara. Goste ou não da máscara, consiga uma máscara”, disse Trump, frisando: “Elas fazem efeito”.

Contudo, segundo noticiou esta quarta-feira o Independent, os legisladores democratas consideraram lenta e ineficaz a resposta de Trump no combate ao novo coronavírus, criticando-o por, até recentemente, se recusar a usar a máscara em público.

Enquanto membros de ambos os partidos e alguns dos seus principais assessores têm feito um esforço para começar a trabalhar num quinto projeto de recuperação económica, o Presidente afirmou que o país não volta a fechar, algo que seria muito prejudicial em termos económicos.

Uma paralisação permanente seria “completamente insustentável”, declarou Trump, cuja popularidade tem estado em baixa nas sondagens para as eleições presidenciais de novembro, na qual enfrentará o candidato democrata Joe Biden.

“Queremos nos livrar disso [vírus]. Assim que pudermos”, sublinhou, indicando que o desenvolvimento de uma vacina está bem encaminhado. Mesmo quando estados como Arizona, Florida e Carolina do Sul registavam picos maciços de casos confirmados, Trump repetiu a sua alegação não apoiada ou fundamentada de que “o vírus desaparecerá”.

Após meses com ‘briefings’ diários sobre vírus, Trump e a sua equipa cancelaram esses encontros depois que estes se revelaram politicamente prejudiciais, incluindo um em que o Presidente sugeriu aos norte-americanos que injetassem desinfetante para matar o vírus.

barackobamadotcom / Flickr

Joe Biden, antigo vice-Presidente dos EUA e candidato à Presidência nas eleições de 2020

O Presidente aproveitou a reunião na Casa Branca para declarar: “Fizemos muitas coisas certas. É uma pena que isto [vírus] tenha acontecido. A China devia o ter travado”. Apesar de criticado por democratas e alguns republicanos, em dois momentos do ‘briefing’ Trump se referiu ao coronavírus como a “vírus da China”.

Ainda durante o encontro, Trump minimizou as suas críticas ao uso de máscaras e atitudes controversas sobre outras práticas, como o distanciamento social. A Casa Branca tem agora tentado mostrar que o Presidente – que durante a reunião apresentou novos dados e admitiu que o surto está a piorar – encara o vírus com mais seriedade.

Antes mesmo de Trump entrar na sala de reuniões da Casa Branca, Biden criticou a resposta do Presidente à pandemia. “Nenhum país fez o que fizemos”, disse Biden à MSNBC. “Não há liderança aqui. Ele [Trump] rendeu-se”, frisou.

O Presidente disse ainda que “houve um grande progresso” no trabalho para o quinto pacote de ajuda económica. No Senado, contudo, onde se discutiam os medidas desse pacote, os republicanos discordaram, evidenciando as divergências sobre o orçamento do governo federal para combater e reagir ao surto de covid-19.

Horas antes, a secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse aos jornalistas que o Presidente quer medidas que englobem fundos para “testes direcionados”. A responsável referiu que Trump quer igualmente “pelo menos 70 mil milhões de dólares” (cerca de 61 mil milhões de euros) para ajudar as escolas a reabrir no outono.

Com a mesma motivação, a Casa Branca enviou o vice-presidente Mike Pence e outros deputados para a Carolina do Sul. Pence afirmou que, se os seus filhos ainda estivessem em idade escolar, se sentiria “absolutamente” confortável em enviá-los de volta para as salas de aula.

Durante a reunião na Casa Branca, a administração informou ainda que foram registados 3,8 milhões de casos no país, com alguns analistas a defender que esse número pode ser de 3 a 12 vezes maior. “Provavelmente, infelizmente, piorará antes de melhorar”, disse Trump, “algo que eu não gosto de dizer sobre as coisas – mas é assim que as coisas são”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu aos 98 anos o historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu este sábado, aos 98 anos, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, disse à Lusa a pintora Emília Nadal, sua …

Ventura: "Não vejo outra possibilidade senão a ministra da Saúde ou pedir desculpa ou ser afastada"

O Chega vai questionar formalmente o Governo pelo “facto de a ministra da Saúde ter utilizado um carro do Estado” para ir a uma ação de campanha no Porto na sexta-feira, anunciou este sábado André …

Ouvir 30 segundos de uma sonata de Mozart pode reduzir ataques de epilepsia

Ouvir a Sonata para Dois Pianos em Ré Maior (K448), de Wolfgang Amadeus Mozart, durante pelo menos 30 segundos, ajuda a reduzir a atividade elétrica cerebral associada à epilepsia resistente a medicação. Os resultados também sugerem …

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …