Trump acusa Hillary de cumplicidade com as infidelidades de Bill Clinton

O provável candidato republicano às eleições presidenciais norte-americanas Donald Trump lançou, este fim de semana, uma nova polémica, ao acusar a rival democrata Hillary Clinton de ter sido “cúmplice” das infidelidades conjugais do seu marido.

A candidata à nomeação presidencial democrata Hillary Clinton é casada com o ex-Presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.

Numa entrevista, hoje transmitida pelo canal de televisão norte-americano ABC, o multibilionário justificou que tais afirmações “fazem parte do jogo”, a partir do momento em que o casal Clinton aparece junto em ações de campanha pelo país.

“Ela é casada com um homem que foi o pior agressor de mulheres na história da política. Ela é casada com um homem que fez sofrer muitas mulheres”, afirmou o empresário.

“E Hillary foi cúmplice e tratou essas mulheres de forma terrível“, disse o candidato, acrescentando que algumas dessas mulheres ficaram devastadas, não pelo comportamento de Bill Clinton, mas pela forma como foram tratadas pela ex-primeira-dama.

O magnata do imobiliário já tinha lançado acusações similares durante um encontro na sexta-feira à noite, no estado de Oregon.

Hillary Clinton “foi uma cúmplice extremamente maliciosa” das ligações extraconjugais de Bill Clinton, referiu, na altura, Donald Trump.

Segundo a imprensa internacional, estas afirmações parecem encaixar numa nova estratégia de Trump para reconquistar o eleitorado feminino, depois de ter feito várias declarações polémicas sobre as mulheres: associar Hillary Clinton a Bill Clinton e apresentar a candidata do Partido Democrata como uma pessoa insensível ao sofrimento das mulheres.

Serviços de informação entregam relatório secreto a Trump

Após uma importante vitória, na terça-feira, no estado do Indiana, e da desistência do senador Ted Cruz e do governador John Kasich, Donald Trump ficou como o único candidato à nomeação republicana para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, agendadas para 08 de novembro deste ano.

A convenção nacional do Partido Republicano, que deverá confirmar a indigitação de Trump, realiza-se em julho, em Cleveland, no estado do Ohio.

Perante a provável nomeação de Trump como o candidato republicano à Casa Branca, o multibilionário terá acesso a alguns dos dossiês secretos dos Estados Unidos, como é habitual durante a campanha eleitoral para as eleições gerais.

gageskidmore / Flickr

O milionário americano Donald Trump

O milionário americano Donald Trump

Mas, tendo em conta o temperamento tempestuoso do candidato que nunca exerceu qualquer cargo político, a situação parece estar a suscitar algumas dúvidas.

A Casa Branca confirmou esta semana que os serviços de informações norte-americanos vão entregar um relatório classificado ao empresário, depois de o Partido Republicano oficializar a sua indigitação na convenção.

Este relatório é entregue desde 1952 aos candidatos presidenciais dos dois principais partidos.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, foi esta semana questionado sobre a eventual preocupação do Presidente Barack Obama, com o facto de Trump ir receber informações classificadas.

“Essas são avaliações que têm de ser feitas pelos serviços de informações, e o Presidente tem plena confiança na capacidade dos nossos profissionais”, disse o porta-voz.

O diretor dos serviços de informações dos EUA, James Clapper, afirmou há alguns dias que a administração de Obama pretendia manter a prática de informar os candidatos presidenciais dos dois principais partidos sobre alguns dos assuntos mais secretos do país.

“Já estabelecemos um plano para informar os candidatos quando forem nomeados, e certamente depois de novembro, quando o presidente eleito for conhecido, a informação será mais intensa“, explicou Clapper.

“Temos uma equipa para fazer isso, e já foi selecionado quem vai liderar o processo, e não foi escolhido a partir de um ponto de vista político”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que o Todo Poderoso salve o planeta Terra de possíveis governantes como esta coisa que caso seja eleito certamente irá proporcionar aos seres humanos um descalabro total, já que este sr. não tem hombridade, não tem NADA p/ ser governantes nem de 1 pais pequeno quanto mais da maior potencia mundial. Mais 1 c/ falinhas mansas, olhem p/ o passado deste homem. O que é que ele fez p/ o bem dos americanos? Pois ele sempre teve rios de dinheiro, mas q se saiba nada fez de construtivo p/ a sociedade, agora quer poleiro na politica. Para quê? Para ter poder, protagonismo? Americanos tenham juízo nessa cabeça, pensem pela v/ cabeça e não pelo que este sr. vos diz. Palavras levas o vento, o que o ser humano necessita são atos.

RESPONDER

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …