Há 500 milhões de anos, as trilobites morreram em fila indiana (e agora sabemos porquê)

(dr) Jean Vannier

Há 480 milhões de anos, no período Ordoviciano baixo, muitas trilobites morreram no fundo do mar em fila indiana. Agora, uma equipa de cientistas da Universidade de Lyon, em França, desvendou o mistério.

Em linhas estranhamente ordenadas, com os seus longos espinhos a tocarem uns nos outros como se estivessem em fila indiana ou a caminhar meticulosamente: foi assim que morreram várias trilobites no fundo do mar, há 480 milhões de anos.

O porquê de estes animais terem morrido em fila indiana permaneceu um mistério durante muito tempo. Agora, uma recente investigação sugere uma resposta.

A maneira como os artrópodes morreram, enterrados por sedimentos, sugere a presença de tempestades na altura, ou seja, o comportamento migratório coletivo foi desencadeado por distúrbios no ambiente.

Atualmente, muitos animais exibem comportamentos coletivos e sociais. Mas como e porque é que o comportamento coletivo evoluiu ainda permanece bastante sombrio, uma vez que exemplos deste tipo no registo fóssil são relativamente escassos.

Há cerca de 10 anos, uma equipa de paleontologistas encontrou uma espécie de artrópode anteriormente desconhecida do Baixo Cambriano (541 a 485 milhões de anos atrás) numa linha peculiar quase perfeita.

Vannier et al. / Scientific Reports, 2019

Até agora, os cientistas estavam convencidos de que esta linha era indicativa de comportamento coletivo, ou migratório ou relacionado com a reprodução. No entanto, análises até ao momento deixaram de fora informações muito importantes, como pesquisas do ambiente sedimentar em que foram enterradas.

Recentemente, o geólogo Jean Vannier, da Universidade de Lyon, e uma equipa internacional de cientistas descreveram as várias filas destas trilobites, chamadas Ampyx priscus, encontradas no Tremadocian Fezouata Shale Lagerstätte, perto de Marrocos.

“Mostramos que estes alinhamentos de trilobites não resultam de transporte e acumulação passivos por correntes, mas sim de um comportamento coletivo“, escreveram os cientistas, no artigo científico publicado na Scientific Reports. “O Ampyx priscus estava, provavelmente, a migrar em grupo e usou os seus longos espinhos projetados para manter uma formação de fileira única por contactos físicos possivelmente associados a mecanorreceptores e/ou comunicação química“.

Segundo o Science Alert, esta análise constatou que os sedimentos em que as trilobites foram enterradas são consistentes com os sedimentos agitados e depositados por ondas provocadas por tempestades – em quantidades suficientes para enterrar linhas de trilobites, mas não fortes o suficiente para carregá-las.

Assim, sepultadas numa camada do fundo do mar, as trilobites morreram como estavam, envenenadas com sulfureto de hidrogénio, agitado pela tempestade, ou sufocadas.

Esta investigação torna claro o facto de haver fortes indícios de que o comportamento coletivo já prosperava há quase meio milhão de anos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Hoje a ciência diz que foi à 480 milhões depois amanhã descobre que foi à 480.000 milhões de para a semana descobre que foi à 480 biliões de anos rsrsrsrsrssrsrsrsr

    • Caro Partout
      Alguns cientistas apontam a idade da Terra para 4,6 mil milhões de anos (ou 4,6 bilhões na nomenclatura americana) e o aparefimento das trilobites para os 590 milhões de anos (fianl do Pré-Cambriano, início do Paleozóico/), pelo que a data de 480 milhões para aquele evento é pláusivel.

  2. Boa tarde, gostaria deixar aqui a minha humilde opinião. Não tenho nada contra a ciência, muito lhe devemos. Todavia, é caricato (diria mesmo ridículo), que a ciência tenha alguma dificuldade em autópsia, descobrir em alguns casos, a causa da morte, bem como a idade de um determinado individuo, cujo corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição. Porém, alguns iluminados (…), conseguem recuar no tempo 480 milhões de anos. Viva a ciência, mas sem demagogia.

    • Procure por “decaimento radioativo” na internet ou, se lhe parecer mais fiável, numa biblioteca.
      Qualquer edição atual do manual de Biologia e Geologia do 11o ano também explica o processo. Os valores de decaimento para cada tipo de rocha também se encontram tabelados.
      Boa noite.

  3. os cientistas lembraram-se de dizer 480 milhões de anos como se poderiam ter lembrado que foi há 10 milhões de anos… ou 5 milhões 😀

RESPONDER

Reino Unido inicia nova etapa de desconfinamento com viagens para Portugal

O Reino Unido inicia hoje uma nova etapa do plano de desconfinamento, incluindo autorização para viajar de férias para o estrangeiro, mas apenas alguns países, entre os quais Portugal, permitem a entrada a britânicos. Dos 12 …

Sporting campeão da Europa de hóquei em patins pela terceira vez

O Sporting conquistou, este domingo, a Liga Europeia de hóquei em patins pela terceira vez, a segunda consecutiva, ao vencer o FC Porto, por 4-3, após prolongamento, na final disputada no Luso. Os leões revalidaram o …

Romanos tinham um sistema para manter o seu maior aqueduto limpo

Cientistas conseguiram perceber qual foi o sistema usado pelos Romanos no Aqueduto de Valente, situado na atual Turquia, para manter esta poderosa infraestrutura tão limpa. O Aqueduto de Valente, em Istambul, na Turquia, já foi uma …

PS reforça liderança. PSD abaixo do resultado das legislativas de 2019

A mais recente sondagem da Intercampus para o CM/CMTV e Jornal de Negócios mostra que o PS continua a subir nas intenções de voto (e o PSD a descer). Segundo o Correio da Manhã, o fosso …

Costa deve remodelar o Governo em outubro (e "Eduardo Cabrita vai sair nessa ocasião")

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes antecipou que António Costa se prepara para fazer uma remodelação do Governo após as eleições autárquicas. O conselheiro de Estado disse também que o …

Ataque mais mortífero. Aviões israelitas lançam novos ataques em Gaza

Este domingo foi o dia mais mortal do conflito. O exército israelita voltou a fazer dezenas de ataques na Faixa de Gaza, enquanto grupos armados disparavam foguetes contra Israel. Este domingo, ataques aéreos israelitas à cidade …

Dos ecossistemas à economia. Vespas são mais importantes do que se pensa

As vespas trazem grandes benefícios para os ecossistemas, a nossa saúde e até a economia mundial, mostra um novo estudo feito por investigadores britânicos. Ao ver uma vespa, o instinto da grande maioria das pessoas é …

Portugal com um recorde de 200 mil vacinados este fim-de-semana

A task force que coordena o programa de vacinação contra a covid-19 em Portugal previu que este fim-de-semana tenham sido vacinadas 200 mil pessoas. "De acordo com dados provisórios, neste fim-de-semana foram, até às 18h00, …

Gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera

Um novo estudo mostra que as enormes emissões de gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera. Tal como explica o jornal The Guardian, os investigadores descobriram que a espessura desta camada atmosférica …

Morreu Luís Nunes da Ponte, fundador do PS

Luís Nunes da Ponte morreu aos 75 anos. O PS manifestou “profundo pesar” e agradeceu o seu trabalho “em prol da luta pela liberdade e pela democracia”. Luís Nunes da Ponte, um dos fundadores do PS, …