Tribunal liberta 37 membros dos Hells Angels que estavam em prisão domiciliária

O Tribunal de Loures decidiu libertar, esta segunda-feira, 37 membros do grupo de motards Hell’s Angels que estavam em prisão domiciliária.

Segundo apurou o Jornal de Notícias, em causa está o facto de não ser possível que o julgamento termine antes de ser atingido o prazo máximo legal para os arguidos estarem privados de liberdade sem serem condenados em primeira instância.

O julgamento, com 88 arguidos, ainda está a decorrer e, com esta decisão, quase todos vão aguardar o seu fim em liberdade.

Os arguidos estão acusados de crimes como associação criminosa, tentativa de homicídio qualificado agravado pelo uso de arma, ofensa à integridade física, extorsão, roubo, tráfico de droga e posse de armas e munições, entre outros ilícitos.

O julgamento começou no passado dia 28 de setembro, mais de três anos depois de, em julho de 2018, a Polícia Judiciária ter lançado uma operação que culminou na detenção de 56 pessoas.

Em outubro do ano passado, 89 elementos dos Hell’s Angels foram acusados pelo Ministério Público de centenas de crimes. Como lembra o JN, o juiz Carlos Alexandre confirmou que 88 desses 89 arguidos iriam mesmo a julgamento.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.