Tribunal europeu autoriza hospital britânico a retirar o suporte de vida a bebé. Pais recusam

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos rejeitou um recurso da família de Alta Fixsler, uma bebé de dois anos, que não come ou respira sozinha, autorizando o Manchester University NHS Foundation Trust a retirar-lhe o suporte de vida.

Segundo noticiou o Guardian, os pais querem levá-la para os Estados Unidos (EUA), país que já emitiu o visto, mas o tribunal sublinhou que o melhor é retirar o suporte de vida. De acordo com os advogados da família, os pais, judeus ultraortodoxos, “só querem explorar todas as opções para tentarem salvar a vida da sua filha”.

Alta sofreu uma lesão cerebral à nascença, com os médicos a declarar que não tem perspetivas de recuperação e está em sofrimento constante, aconselhando a desligar as máquinas de suporte de vida e colocá-la em cuidados paliativos. Os pais defendem que isso atenta contra as suas crenças religiosas e invocam o direito a decidir sobre a filha.

Numa carta enviada à família na segunda-feira, o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos informou que rejeitava o recurso e concordou com a decisão do tribunal britânico. Os EUA e Israel já se ofereceram para acolher Alta e a família.

“Na cultura judaica, a pessoa torna-se um membro da fé na concepção e a religião de Alta proíbe a retirada dos cuidados que salvam vidas”, disse David Foster, da firma de advogados Moore Barlow.

“Acreditamos também que foi dado um peso excessivo a ‘causar dor’ como um factor na decisão. Argumentamos que Alta não sentiria mais ou menos dor ao ser transportada para um hospital em Israel do que se estivesse deitada numa cama em Manchester – mas a sua hipótese de tratamento posterior foi-lhe negada”, acrescentou.

Dominic Wilkinson, pediatra e diretor de ética médica da Universidade de Oxford, indicou à BBC Radio 4 que “a medicina já não a pode ajudar [Alta]”. “Mantê-la viva em máquinas num estado de dor consistente (…) com a perspetiva de continuar naquilo que [os médicos] descrevem como um estado de perpétuo silêncio e escuridão, é prejudicá-la”.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A decisão, do tribunal europeu dos direitos do homem, está errada. Enquanto há sinais de vida num ser humano, a que ter esperança em mante-la viva e na recuperação do ser humano em causa. Não se pode tirar a vida a um ser humano só porque está a sofre. Quem salva uma vida, salva o Mundo. Temos que ser fortes e lutar.

RESPONDER

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …