Tribunal da Pensilvânia envia queixa de Trump para julgamento

Stefani Reynolds / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Um juiz da Pensilvânia decidiu hoje enviar para julgamento a pretensão da candidatura do republicano Donald Trump que pretende impedir as autoridades de certificar resultados eleitorais, alegando irregularidades.

Um juiz distrital dos EUA, Matthew Brann, disse aos advogados de campanha de Trump e às autoridades eleitorais estaduais da Pensilvânia que devem “estar preparados para discussões e questionamentos” no âmbito do processo, mantendo-o como válido.

A candidatura de Trump quer evitar a certificação dos resultados que dão ao presidente eleito, Joe Biden, os 20 votos do colégio eleitoral daquele estado, alegando que os processos eleitorais não foram uniformes em todo o território e estão feridos de diversas irregularidades.

O tribunal da Pensilvânia aceitou esta pretensão e decidiu que a matéria em apreço deverá ser julgada em tribunal, o que deverá atrasar a confirmação do resultado das eleições presidenciais neste estado.

A secretária de Estado da Pensilvânia, Kathy Boockvar, uma democrata, pediu que o processo fosse arquivado, argumentando que terão existido apenas, “na melhor das hipóteses, irregularidades normais”.

Apesar da maioria dos media norte-americanos já terem declarado Biden como vencedor das eleições presidenciais, Trump recusou conceder a derrota e está a bloquear os esforços do candidato democrata para uma transição de poder.

Ainda sem os resultados oficiais da Geórgia, onde os votos estão a ser recontados, Biden já tem 290 votos do colégio eleitoral, suficientes para evitar que uma eventual reviravolta da sua vitória na Pensilvânia coloque a sua eleição em causa.

A margem de Biden na Pensilvânia é de quase 70.000 votos e a maioria dos especialistas considera que os processos que Trump colocou na justiça não serão capazes de reverter o resultado final das eleições.

A candidatura de Trump alega várias irregularidades e problemas legais no processo eleitoral da Pensilvânia, incluindo problemas com assinaturas nos boletins de voto por correspondência, envelopes com marcas postais questionáveis ou mesmo erros na contagem de votos presenciais.

Para já, a equipa jurídica de Trump conseguiu apenas duas pequenas vitórias: num caso em que um tribunal permitiu que os seus observadores ficassem um pouco mais próximos dos funcionários eleitorais que processavam votos; noutro caso em que os condados da Pensilvânia foram obrigados a não contabilizar boletins de voto enviados por correio ou presenciais por antecipação que não tivessem uma identificação válida no prazo de seis dias após o dia das eleições (03 de novembro).

Muitas outras contestações legais apresentadas pela candidatura republicana foram rapidamente eliminadas ou rejeitadas por tribunais de vários estados, incluindo Wisconsin, Michigan, Pensilvânia e Geórgia, sem que tivessem sequer sido apresentadas justificações pelos juízes.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Titã pode estar condenada a chocar contra Saturno

A maior lua de Saturno, Titã, tem um enorme efeito na inclinação do planeta, e o seu afastamento do planeta pode derrubá-lo e condenar a própria Titã. A cada ano que passa, Titã afasta-se 11 centímetros …

É um cenário de filme de ficção científica - mas será possível a Lua colidir contra a Terra?

Está sempre aparentemente calma no céu, mas será que a Lua pode algum dia vir a chocar com a Terra? Há simulações que ajudam a ter uma ideia do que aconteceria neste cenário. Um novo filme …

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …