Tratamento inovador para cancro do pâncreas apresentado em Évora

Marcos Santos / USP

-

Um tratamento inovador do cancro do pâncreas, a segunda neoplasia maligna mais frequente do tubo digestivo e que provoca a morte a 99% dos doentes, vai ser apresentado em Évora este fim de semana.

No último dia dos Encontros da Primavera de Oncologia, um dos temas em destaque é o cancro do pâncreas, sendo apresentado um novo tratamento para o carcinoma, aprovado em janeiro pela Autoridade Europeia do Medicamento (EMA).

Trata-se da primeira terapêutica, em sete anos, a ser aprovada para este tipo de cancro e demonstrou, através de estudos clínicos, aumentar a sobrevida do doente através da redução global de 28% no risco de morte.

O tratamento conta com um mecanismo de ação inovador dirigido às células do tumor no pâncreas que otimiza a atuação do fármaco, melhorando o acesso do medicamento às células do tumor.

O cancro do pâncreas é a 5ª causa mais comum de mortes por cancro no mundo e é assintomático nos estádios iniciais, progredindo de forma muito rápida.

Das pessoas diagnosticadas, 99% acaba por morrer, sendo de apenas três a seis meses a sobrevivência média das pessoas com doença inoperável ou com metástases.

Doentes vivem até três anos

Ana Castro, médica oncologista do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, afirmou hoje à agência Lusa que o novo tratamento tem várias mais-valias e está já a ser utilizado em Portugal.

“Ao ser aprovado pela EMA, é aprovado pelo INFARMED em termos de fármaco. Já é utilizado, mas o reembolso, ou seja, o financiamento do fármaco pelo Estado, ainda carece de uma avaliação fármaco-económica”, disse.

A terapêutica “é importante”, segundo a especialista, porque “duplicou o número de doentes vivos aos dois anos” e, pela primeira vez, permitiu “dados de sobrevivência, ou seja, doentes vivos, aos três anos”.

“Se olharmos só para os dados da sobrevivência, pois, o fármaco aumenta em dois ou três meses a sobrevivência global, parece que não é nada. Mas é um carcinoma com muitos novos doentes diagnosticados por ano e 98% acaba por falecer antes do segundo ano”, realçou.

Por isso, disse Ana Castro, neste ensaio, há que olhar “para os valores de doentes vivos aos dois anos”, o que é “um bom indicador”, pois, “habitualmente quase não há sobreviventes nessa altura”.

“Com este tratamento, se passamos a ter o dobro dos doentes vivos aos dois anos, e se até temos doentes vivos aos três, essa é a grande mais-valia e inovação”, frisou.

Outra novidade do estudo, destacou a especialista, é o facto de ser “um dos primeiros a reportar dados sobre a qualidade de vida” dos doentes.

“O fármaco é dado e, apesar de tudo, o impacto é positivo em termos da qualidade de vida, ou seja, o doente melhora e as toxicidades não são de ordem a que fique pior do que aquilo que estava sem fazer o tratamento”, disse.

Anualmente, surgem no mundo cerca de 280.000 novos casos de cancro do pâncreas. Em Portugal, estima-se que haja 1.225 novos casos por ano, dos quais 693 já com o tumor metastizado no momento do diagnóstico.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As pessoas estão a ser envenenadas por óleos essenciais (e pode ser fatal)

https://vimeo.com/378812079 Óleos essenciais cheiram bem, mas, se ingeridos oralmente, podem causar muitos problemas, incluindo toxicidade severa, pondo a vida em risco.  Estudos recentes mostraram que envenenamentos com óleos essenciais têm sido cada vez mais comuns e mais …

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …