Tratamento radical poderá ser a cura da esclerose múltipla

Jessica Wilson / Science Photo Library

Ressonância magnética de cérebro normal (esquerda) e com esclerose múltipla (direita)

Ressonância magnética de cérebro normal (esquerda) e com esclerose múltipla (direita)

Um novo tratamento pode fazer com que os sintomas da esclerose múltipla não só estabilizem como até regridam, um indício de que o sistema nervoso tem capacidade regenerativa.

A esclerose múltipla é uma doença autoimune na qual o sistema imunitário do paciente ataca o sistema neurológico, causando sintomas como fadiga, depressão e perturbações do equilíbrio, podendo mesmo causar a morte do paciente.

O novo tratamento consiste em substituir todo o sangue e medula óssea do paciente, “reiniciando” o sistema imunitário, e foi descoberto a partir de alguns pacientes com leucemia, o cancro de sangue.

O estudo, cujos resultados foram publicados na semana passada na Lancet, começou em 2000 com um teste clínico feito no Canadá.

No tratamento de leucemia, o tecido da medula é retirado e uma quimioterapia agressiva é aplicada, matando as células do sistema imunitário. A medula é processada, retirando todas as células cancerosas, e reposta no paciente, onde vai reconstruir o sistema imunitário.

Surpreendentemente, este tratamento é eficaz não apenas para a leucemia, mas também para esclerose múltipla.

Outras doenças autoimunes podem também vir a ser tratadas com o mesmo método, entre elas a doença de Crohn, quando o sistema imunitário ataca o intestino, e uma doença da pele rara chamada escleroderma.

No caso da esclerose múltipla, o teste clínico no Canadá, feito com 25 pacientes, apresentou 17 casos de remissão.

Uma das pacientes que estava em cadeira de rodas quando começou o tratamento, e hoje já voltou a trabalhar e pratica desporto. Por outro lado, um paciente morreu de danos no fígado e infecção.

Este tipo extremo de tratamento só é oferecido a pacientes de esclerose múltipla agressiva, já que no período em que o paciente se submete a quimioterapia agressiva, durante o restabelecimento do sistema imunitário, este fica vulnerável a qualquer doença, além de perder cabelo e unhas, ter diarreia e náuseas.

“É importante que os pacientes percebam que este tratamento não é pêra doce”, afirma Mark Freedman, do Ottawa Hospital Research Institute, em Ontario.

Outros efeitos colaterais da quimioterapia incluem esterilidade, além de menopausa prematura para as mulheres.

Para já, os médicos estão a experimentar quimioterapias menos agressivas, que não prejudiquem demasiado o fígado. “Ainda é preciso encontrar um equilíbrio entre toxicidade e eficácia”, comentou John Snowden, do Sheffield Teaching Hospital, à New Scientist.

HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Jornalismo barato e sensacionalista, sem investigação e atoardas!
    Informem-se junto de médicos antes de publicarem coisas completamente alarmantes e erradas.
    Desde quando alguém portador deste problema, morre?!
    Causar a morte é que tem ELA (esclerose lateral amiotrofica) e não esclerose múltipla!
    É assim fica a sociedade esclarecida com disparates destes, assim como quem padece do mal, alarmado é mais vale matar-se já! Sinceramente!

RESPONDER

Portugueses são dos que mais confiam nas notícias (mas confiança tem vindo a baixar)

Portugal é um dos países que mais confiam nas notícias, ocupando a segunda posição numa lista de 38 países analisados no âmbito do Reuters Digital News Report 2019. “Portugal destaca-se em 2019, mais uma vez, como …

Angela Merkel eleita (pela nona vez) a mulher mais poderosa do mundo

A chanceler alemã conquistou, esta quinta-feira, o título de mulher mais poderosa do mundo. É a nona vez que a revista Forbes lhe concede o primeiro lugar da lista. A revista Forbes anunciou, esta quinta-feira, o …

Ator e encenador Tiago Rodrigues vence Prémio Pessoa 2019

O ator, encenador e diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Tiago Rodrigues, é o vencedor do Prémio Pessoa 2019. Tiago Rodrigues, ator, encenador, dramaturgo e diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, é …

Portugal não vai ter de devolver verbas a Bruxelas

Todos os programas operacionais ultrapassam em mais de 100% a meta definida para 2019, pelo que Portugal não terá de devolver qualquer verba a Bruxelas. Cada programa operacional tem de dividir a sua dotação por sete …

Nova ponte sobre o Douro não vai estar concluída em 2022

As câmaras do Porto e Gaia admitiram esta quinta-feira que a nova ponte sobre o rio Douro "dificilmente" vai estar pronta em 2022, como estava previsto, apontando para 2020 o lançamento do concurso público. O ponto …

Tribunais com luz verde para aceder a dados escolares de menores. Governo ignora alerta sobre Protecção de Dados

A Justiça vai ter acesso directo e automático às informações escolares de menores por via da "desmaterialização da informação" prevista no Simplex. A medida foi aprovada numa nova portaria conjunta dos ministérios da Justiça e …

"Ridícula". Donald Trump critica escolha de Greta Thunberg para Personalidade do Ano

O Presidente norte-americano, Donald Trump, comentou esta quinta-feira, a escolha da Greta Thunberg como “Personalidade do Ano” pela revista Time, aconselhando a jovem sueca a controlar a “raiva” e ir ao cinema. A ativista já …

Bruno de Carvalho sabia que o plantel "não estava com ele", diz Podence em tribunal

O futebolista Daniel Podence disse em tribunal, esta quinta-feira, que o antigo presidente do Sporting sabia "perfeitamente que o plantel não estava com ele", na altura da invasão à academia do clube, em Alcochete. Na 12.ª …

"É o que dá ser novata". Líder parlamentar do PAN engana-se no tema do debate

A líder parlamentar do PAN, Inês Sousa Real, protagonizou um momento caricato na Assembleia da República, esta quinta-feira, quando subiu à tribuna e começou a sua intervenção sobre pessoas sem-abrigo quando o debate era sobre …

Pelo menos um morto e 25 feridos na explosão em prédio na Alemanha

Pelo menos uma pessoa morreu e 25 ficaram feridas esta sexta-feira na sequência de uma explosão num edifício residencial em Blankenburg, na Alemanha. Uma explosão num prédio de habitação na cidade de Blankenburg, região da Sáxonia, …