Efeito colateral de tratamento contra o cancro escurece os cabelos grisalhos

Vários pacientes que participaram em testes para um novo tratamento contra o cancro terminaram a experiência sem cabelos brancos. Entre 52 indivíduos com cancro de pulmão, 14 recuperaram a cor de cabelo.

A queda dos fios é um efeito colateral comum em tratamentos de quimioterapia, já a mudança da cor do cabelo apanhou os cientistas de surpresa. “Foi um efeito colateral totalmente inesperado”, explicou Noelia Rivera, dermatologista da Universidade Autónoma de Barcelona e co-autora do estudo publicado na JAMA Dermatology.

Quando o primeiro paciente consultou os especialistas sobre esta transformação, a equipa pensou que se tratava de um caso isolado. Mas, ao conversar com outros pacientes e analisar fotografias tiradas antes e depois do tratamento, foi possível concluir que os medicamentos Keytruda, Opdivo e Tecentriq, usados em tratamentos de imunoterapia contra o cancro, provocavam uma mudança na cor dos cabelos dos pacientes.

Em 14 pacientes, o cabelo tornou-se castanho escuro ou negro. Os outros 38 pacientes ou não eram grisalhos na época do tratamento ou não notaram mudanças.

“Os pacientes dizem que é a cor que tinham quando eram jovens, mas como a maioria da nossa população tem o cabelo castanho escuro ou preto, e como não tivemos loiros no estudo, não podemos dizer com absoluta certeza de que não se trata simplesmente de um escurecimento do cabelo”, explica Rivera.

Um factor interessante associado à mudança de cor do cabelo é que o novo estudo parece indicar que o tratamento está a funcionar para os pacientes. Todos – com exceção de um – dos 14 pacientes que manifestaram uma mudança de cor no cabelo responderam bem ao tratamento.

No entanto, Rivera esclarece que o estudo ainda não foi concluído, e o tratamento ainda está em fase de testes.

(dr) Jama Network - American Medical Association

(dr) Jama Network - American Medical Association

Agora, muitos especialistas questionam quais são as possibilidades de desenvolver um tratamento para reverter os cabelos brancos a partir desta descoberta. Mas, segundo a especialista, este medicamento não pode ser usado em pessoas saudáveis para fins estéticos porque tem efeitos colaterais sérios.

O tratamento de imunoterapia estimula o sistema imunológico a combater o cancro, porque os tumores conseguem desativar o sistema de defesa do corpo, que deixa de os reconhecer como uma ameaça. O medicamento injetado na corrente sanguínea faz com que as células de defesa continuem a funcionar.

Como estimula o sistema imunológico, este medicamento tem provocado reações nas quais as células de defesa de alguns pacientes atacam o próprio organismo, provocando doenças autoimunes.

“Este tratamento pode provocar doenças autoimunes do sistema endócrino, pode alterar a tiróide e outros órgãos, as glândulas suprarrenais, a hipófise, pode afectar o fígado de forma autoimune, entre outros”, destaca Riviera.

No entanto, Rivera destaca que se for encontrado o mecanismo molecular responsável pela mudança da cor do cabelo dos pacientes, será possível desenvolver um fármaco mais seguro com essa intenção específica.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Atlético ganhou a corrida. João Félix vai para Madrid

João Félix deverá rumar ao Atlético de Madrid. Segundo escreve a imprensa desportiva esta terça-feira, os colchoneros adiantaram-se na corrida pelo avançado de 19 anos e estarão mesmo dispostos a bater a cláusula de 120 …

Freira e Diocese de Fátima disputam imóveis de 5 milhões de euros

É uma "guerra" que corre pelos tribunais há 11 anos e que envolve um património imobiliário avaliado em 5 milhões de euros. Podia ser mais uma história comum de desaguisados na justiça, não fosse o …

Fim das taxas moderadoras custa mais de cem milhões de euros por ano

O diploma aprovado, na última semana, no Parlamento para acabar com a maioria das taxas moderadoras vai custar ao Estado mais de cem milhões de euros por ano. O projeto de lei do Bloco do Esquerda …

Tancos. Detetada discrepância na listagem de lança-granadas

O CDS alega diferenças entre as listas comunicadas pelo Exército e entregues pela Polícia Judiciária Militar ao Ministério Público e quer alterar relatório final sobre Tancos. O CDS alegou existir uma diferença de 80 lança-granadas …

Rio defende inocência de Álvaro Amaro e critica julgamentos na praça pública

O presidente do PSD defendeu esta segunda-feira, em Viana do Castelo, o respeito pelo princípio de presunção de inocência para todos os portugueses e criticou julgamentos "na praça pública", referindo-se ao processo que envolve o …

Campanha para ajudar Miguel Duarte já angariou mais de 30 mil euros

A campanha de crowdfunding para ajudar Miguel Duarte, acusado pela justiça italiana de auxílio à imigração ilegal, já angariou quase 30 mil euros. Para surpresa de Miguel Duarte, o objetivo inicial da campanha de crowdfunding lançada no …

Misteriosas ilhas artificiais na Escócia são mais antigas que Stonehenge

Arqueólogos da Universidade de Southampton, que trabalharam com colegas da Universidade de Reading e com o arqueólogo local Chris Murray, descobriram que alguns "crannogs" escoceses datam do período neolítico - muito mais antigos do que …

Greves da Soflusa e Transtejo desconvocadas

A secretária-geral e responsável pela comunicação da Soflusa, Margarida Perdigão, confirmou esta segunda-feira que as greves da empresa de transportes foram desconvocadas. As greves tinham início marcado para terça-feira. Os sindicatos assinaram um protocolo que vai …

ONG pede investigação sobre a morte do ex-presidente do Egito Mohamed Morsi

A organização não-governamental Human Rights Watch pediu uma investigação sobre o acesso à assistência médica e aos alegados maus tratos sofridos ao longo dos anos por parte do ex-presidente do Egito Mohamed Morsi, que morreu …

Os golfinhos formam amizades porque partilham os mesmos interesses

No que diz respeito a criar laços de amizade, parece que os golfinhos são mais parecidos connosco do que imaginávamos. O comportamento homófilo desempenha um papel central na formação das amizades humanas, uma vez que os …