Efeito colateral de tratamento contra o cancro escurece os cabelos grisalhos

Vários pacientes que participaram em testes para um novo tratamento contra o cancro terminaram a experiência sem cabelos brancos. Entre 52 indivíduos com cancro de pulmão, 14 recuperaram a cor de cabelo.

A queda dos fios é um efeito colateral comum em tratamentos de quimioterapia, já a mudança da cor do cabelo apanhou os cientistas de surpresa. “Foi um efeito colateral totalmente inesperado”, explicou Noelia Rivera, dermatologista da Universidade Autónoma de Barcelona e co-autora do estudo publicado na JAMA Dermatology.

Quando o primeiro paciente consultou os especialistas sobre esta transformação, a equipa pensou que se tratava de um caso isolado. Mas, ao conversar com outros pacientes e analisar fotografias tiradas antes e depois do tratamento, foi possível concluir que os medicamentos Keytruda, Opdivo e Tecentriq, usados em tratamentos de imunoterapia contra o cancro, provocavam uma mudança na cor dos cabelos dos pacientes.

Em 14 pacientes, o cabelo tornou-se castanho escuro ou negro. Os outros 38 pacientes ou não eram grisalhos na época do tratamento ou não notaram mudanças.

“Os pacientes dizem que é a cor que tinham quando eram jovens, mas como a maioria da nossa população tem o cabelo castanho escuro ou preto, e como não tivemos loiros no estudo, não podemos dizer com absoluta certeza de que não se trata simplesmente de um escurecimento do cabelo”, explica Rivera.

Um factor interessante associado à mudança de cor do cabelo é que o novo estudo parece indicar que o tratamento está a funcionar para os pacientes. Todos – com exceção de um – dos 14 pacientes que manifestaram uma mudança de cor no cabelo responderam bem ao tratamento.

No entanto, Rivera esclarece que o estudo ainda não foi concluído, e o tratamento ainda está em fase de testes.

(dr) Jama Network - American Medical Association

(dr) Jama Network - American Medical Association

Agora, muitos especialistas questionam quais são as possibilidades de desenvolver um tratamento para reverter os cabelos brancos a partir desta descoberta. Mas, segundo a especialista, este medicamento não pode ser usado em pessoas saudáveis para fins estéticos porque tem efeitos colaterais sérios.

O tratamento de imunoterapia estimula o sistema imunológico a combater o cancro, porque os tumores conseguem desativar o sistema de defesa do corpo, que deixa de os reconhecer como uma ameaça. O medicamento injetado na corrente sanguínea faz com que as células de defesa continuem a funcionar.

Como estimula o sistema imunológico, este medicamento tem provocado reações nas quais as células de defesa de alguns pacientes atacam o próprio organismo, provocando doenças autoimunes.

“Este tratamento pode provocar doenças autoimunes do sistema endócrino, pode alterar a tiróide e outros órgãos, as glândulas suprarrenais, a hipófise, pode afectar o fígado de forma autoimune, entre outros”, destaca Riviera.

No entanto, Rivera destaca que se for encontrado o mecanismo molecular responsável pela mudança da cor do cabelo dos pacientes, será possível desenvolver um fármaco mais seguro com essa intenção específica.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, anéis de Saturno podem ser quase tão antigos como o Sistema Solar

Um novo estudo sugere que os anéis de Saturno podem ser quase tão antigos como o Sistema Solar, depois de uma pesquisa anterior ter dito que tinham apenas 100 milhões de anos. Os anéis de Saturno …

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …