Efeito colateral de tratamento contra o cancro escurece os cabelos grisalhos

Vários pacientes que participaram em testes para um novo tratamento contra o cancro terminaram a experiência sem cabelos brancos. Entre 52 indivíduos com cancro de pulmão, 14 recuperaram a cor de cabelo.

A queda dos fios é um efeito colateral comum em tratamentos de quimioterapia, já a mudança da cor do cabelo apanhou os cientistas de surpresa. “Foi um efeito colateral totalmente inesperado”, explicou Noelia Rivera, dermatologista da Universidade Autónoma de Barcelona e co-autora do estudo publicado na JAMA Dermatology.

Quando o primeiro paciente consultou os especialistas sobre esta transformação, a equipa pensou que se tratava de um caso isolado. Mas, ao conversar com outros pacientes e analisar fotografias tiradas antes e depois do tratamento, foi possível concluir que os medicamentos Keytruda, Opdivo e Tecentriq, usados em tratamentos de imunoterapia contra o cancro, provocavam uma mudança na cor dos cabelos dos pacientes.

Em 14 pacientes, o cabelo tornou-se castanho escuro ou negro. Os outros 38 pacientes ou não eram grisalhos na época do tratamento ou não notaram mudanças.

“Os pacientes dizem que é a cor que tinham quando eram jovens, mas como a maioria da nossa população tem o cabelo castanho escuro ou preto, e como não tivemos loiros no estudo, não podemos dizer com absoluta certeza de que não se trata simplesmente de um escurecimento do cabelo”, explica Rivera.

Um factor interessante associado à mudança de cor do cabelo é que o novo estudo parece indicar que o tratamento está a funcionar para os pacientes. Todos – com exceção de um – dos 14 pacientes que manifestaram uma mudança de cor no cabelo responderam bem ao tratamento.

No entanto, Rivera esclarece que o estudo ainda não foi concluído, e o tratamento ainda está em fase de testes.

(dr) Jama Network - American Medical Association

(dr) Jama Network - American Medical Association

Agora, muitos especialistas questionam quais são as possibilidades de desenvolver um tratamento para reverter os cabelos brancos a partir desta descoberta. Mas, segundo a especialista, este medicamento não pode ser usado em pessoas saudáveis para fins estéticos porque tem efeitos colaterais sérios.

O tratamento de imunoterapia estimula o sistema imunológico a combater o cancro, porque os tumores conseguem desativar o sistema de defesa do corpo, que deixa de os reconhecer como uma ameaça. O medicamento injetado na corrente sanguínea faz com que as células de defesa continuem a funcionar.

Como estimula o sistema imunológico, este medicamento tem provocado reações nas quais as células de defesa de alguns pacientes atacam o próprio organismo, provocando doenças autoimunes.

“Este tratamento pode provocar doenças autoimunes do sistema endócrino, pode alterar a tiróide e outros órgãos, as glândulas suprarrenais, a hipófise, pode afectar o fígado de forma autoimune, entre outros”, destaca Riviera.

No entanto, Rivera destaca que se for encontrado o mecanismo molecular responsável pela mudança da cor do cabelo dos pacientes, será possível desenvolver um fármaco mais seguro com essa intenção específica.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

China proíbe a venda de vários modelos de iPhone (e as ações da Apple caem)

As ações da gigante norte-americana Apple sentiram uma queda de 1,7% na bolsa de Nova Iorque depois de o Tribunal de Fuzhou, na China, ter proibido a venda de alguns modelos de iPhone no país. …

Suspeito da morte de Maëlys admite ter filmado agressões sexuais a crianças

O principal suspeito da morte da jovem lusodescendente Maëlys de Araújo admitiu ter filmado agressões sexuais contra a afilhada e a prima, de quatro e seis anos de idade, respetivamente, antes de, alegadamente, matar a …

Preço do bilhete para visitar o Taj Mahal sobe 400% (para os indianos)

Os especialistas alertam que o fluxo de pessoas está a causar danos irreversíveis ao monumento emblemático mais importante da Índia. O preço do bilhete para os visitantes indianos do Taj Mahal foi aumentado em 400%, na …

Morreu Gérman, o último habitante das ilhas Ciés

Germán Luaces Freijeiro, de 54 anos, instalou-se no arquipélago de Cíes, localizado na foz do estuário de Vigo, em meados dos anos 90 e nunca mais se voltou a mudar. Vivia sozinho naquelas ilhas onde acolhia …

Atentado no Mercado de Natal de Estrasburgo faz quatro mortos e nove feridos

Um tiroteio que ocorreu esta terça-feira na cidade francesa de Estrasburgo, no local onde ocorre o Mercado de Natal, fez pelo menos quatro mortos e nove feridos, anunciou a autarquia local. A Câmara Municipal de Estrasturgo …

Galatasaray vs Porto | Eficácia dá vitória e record de pontos

O FC Porto não abranda e somou a 12ª vitória consecutiva em todas as competições. Na deslocação ao terreno do Galatasaray, em jogo da sexta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, os “dragões” tiveram …

"O luxo do século XXI vai ser o interior de Portugal"

O Turismo está "a cumprir bem" o seu papel no combate ao despovoamento, considera o presidente da Turismo Centro, Pedro Machado, que vaticina que "o luxo do século XXI vai ser o Interior de Portugal". O …

Mãe tenta vender virgindade da filha na Internet por 21 mil euros

Uma mãe pôs à venda a virgindade da filha de 13 anos na Internet por 21.200 euros. A mulher chegou a enviar fotografias de carácter sexual da filha ao comprador, mas não esperava o desfecho …

Há polícias a dormir no carro devido aos preços dos quartos

Sem dinheiro para arrendar quartos, face aos preços praticados, "há polícias a dormir dentro de carros", denuncia o Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP). Acabados de formar na Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, os …

António Lobo Antunes lamenta que Portugal e Espanha não sejam o mesmo país

O escritor António Lobo Antunes lamentou que portugueses e espanhóis não sejam cidadãos do mesmo país, numa entrevista dada ao jornal catalão La Vanguardia no âmbito da Feira Internacional do Livro de Guadalajara e publicada …