Trabalhar de noite provoca caos no metabolismo e danos a longo prazo

marcel maia / Flickr

-

Trabalhar de madrugada pode provocar um “caos” no corpo humano e causar danos à saúde a longo prazo, afirma um estudo conduzido por investigadores britânicos.

A pesquisa, realizada por especialistas do Sleep Research Centre, da Universidade de Surrey, revelou como os turnos de trabalho nocturnos podem alterar o metabolismo e prejudicar o bom funcionamento molecular.

Segundo os autores do estudo, publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, a descoberta sobre a rapidez e gravidade dos danos causados por ficar acordado até tarde foi “uma surpresa”.

Na investigação explicam que o corpo humano segue um ritmo natural próprio e que o relógio biológico é programado para ficar activo durante o dia e dormir à noite.

As mudanças podem causar sérios efeitos colaterais, como alterações hormonais, de humor, de actividade cerebral, da temperatura corporal e do desempenho dos atletas.

Os investigadores acompanharam 22 pessoas que trabalhavam durante o dia e que foram transferidas para turnos nocturnos.

Exames de sangue mostraram que, em média, 6% dos nossos genes são programados para ficar mais ou menos activos, actuando em sintonia em momentos específicos do dia.

Tendo em conta que os voluntários passaram a trabalhar à noite, essa sintonia genética “perdeu-se”.

‘Caos do tempo’

“Quase todos os genes ficaram fora de sintonia devido à falta de sono”, afirma Simon Archer, um dos autores da pesquisa.

“E isso explica porque nos sentimos tão mal quando ficamos com jet lag ou se temos de trabalhar em turnos alternados”, disse.

O professor Derk-Jan Dijk acrescentou que todos os tecidos do corpo têm seu próprio ritmo durante o dia, mas que ao ficarem “acordados” à noite, perdem a sua sincronia, podendo causar danos sérios a longo prazo, como aceleração dos batimentos cardíacos e alterações no funcionamento dos rins e do cérebro.

“É um caos. É como viver numa casa onde há um relógio em cada divisão e cada um marca uma hora diferente”, disse o professor à BBC.

Estudos anteriores já tinham indicado que dormir em horas erradas do dia aumenta os riscos de diabetes tipo 2 e obesidade.

Outras investigações indicam também que as pessoas que trabalham à noite têm mais possibilidades de sofrer de ataques do coração.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …