Posse de Marcelo dura 12 horas (com missa, Anselmo Ralph e José Cid)

PSD / Flickr

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa toma posse como novo Presidente da República de Portugal a 9 de Março próximo, num evento que vai durar 12 horas, incluindo uma missa na Mesquita de Lisboa e um concerto com figuras como Anselmo Ralph e José Cid.

O dia da tomada de posse de Marcelo começará às 9 horas no Parlamento e terminará cerca de 12 horas depois, com um concerto para jovens, com o hino nacional cantado pela fadista Mariza.

De acordo com a agenda provisória do Presidente eleito disponibilizada à Agência Lusa, a cerimónia oficial será idêntica à de há dez anos – quando Cavaco Silva substituiu Jorge Sampaio.

Assim, o Presidente da República cessante deve fazer a sua última revista às tropas, seguindo-se intervenções do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e de Marcelo Rebelo de Sousa, já depois do juramento oficial como o 19.º Presidente da República Portuguesa.

Após a cerimónia de tomada de posse, seguir-se-ão os cumprimentos da praxe e a deposição de um ramo de flores no túmulo de Luís de Camões, no Mosteiro dos Jerónimos, como é já tradição.

Mas Marcelo vai inovar, depositando também flores no túmulo de Vasco da Gama.

O novo Presidente da República entrará, de seguida, pela primeira vez nessa qualidade no Palácio de Belém, onde haverá também um cerimonial de boas-vindas e depois um almoço com um conjunto de individualidades do país.

Segue-se uma celebração ecuménica na Mesquita de Lisboa, que contará com a participação de diversas confissões religiosas.

Por volta das 18 horas, decorrerá a também habitual cerimónia no Palácio da Ajuda, com Marcelo Rebelo de Sousa a condecorar Cavaco Silva.

O último momento da agenda da tomada de posse está marcado para as 20 horas, na Câmara Municipal de Lisboa, com um concerto dedicado à juventude na Praça do Município.

Estão previstas as participações no espectáculo de José Cid, Paulo de Carvalho, Mariza – que cantará o hino nacional – e ainda actuações de Anselmo Ralph, HMB, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra.

No dia seguinte, decorrerá a recepção ao corpo diplomático no Palácio da Ajuda.

ZAP / Move Notícias

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. Tantos milhares, QUE FAZEM FALTA, gastos nestas andanças. Era melhor fazer uma cerimónia de acordo com o estado de penúria do País e o dinheiro que vai ser gasto para nada ser entregue a instituições de caridade. Assim deveria agir um presidente preocupado com o povo. Mas é mais um.

  2. Não se trata de que eu tenha nenhuma especial simpatia,,mas o novo PR deverá dar a mesma ou idêntica solenidade,como poderia ser dada a um novo rei,numa monarquia.
    Afinal somos uma república que todos devemos honrar e o cidadão em causa foi eleito democraticamente.
    Gasta-se tanto dinheiro mal gasto, que não me parece que este evento seja o único a ser criticável,.
    Pela parte que me toca votei noutro candidato, mas a partir daqui o senhor em questão é o Presidente da República Portuguesa regime que defendo ,”ipso facto” digno do meu respeito até razões em contrário.Viva o novo PR.

  3. É tudo à grande … e à portuguesa! Não interessa que o país esteja falido e a pagar juros da dívida que chegavam e sobravam para sustentar o SNS.

  4. Uma missa numa mesquita?!?!?!?! Começas bem, pah!…

    E se são várias confissões religiosas porque não ao ar-livre, no Terreiro do Paço.

    Já agora, para respeitar a diversidade e multiculturalidade EM PROPORÇÔES DEMOCRÀTICAS (chavão que utilizam agora para nos impingirem culturas que nunca foram, nem nunca serão, a nossa), a tal “missa”, deveria distribuir-se da seguinte forma: Celebração Cristã (Católicos, Protestantes e outros Cristãos, para simplificar), 55 minutos, Outras religiões… 1 minuto… (dá para cada um dizer uma sílaba, com sorte), os restantes são os agnósticos que, como não acreditam em nada, não falam, mas que, ainda assim, têm direito a mais tempo de antena que os muçulmanos e restantes… Ficará a assembleia, portanto, em silêncio por esses 4 minutos.

    Em Democracia respeitam-se as minorias, mas não daremos às minorias a mesma influência representativa das maiorias, precisamente por ser uma DEMOCRACIA!

    Caso contrário eu fundo amanhã o culto da galinha verde com dentes e quero ter o mesmo tempo de antena que todos os outros e 30 milhões para fazer um templo em Lisboa! Não é, Oh Kosta?

  5. Meus amigos, concordo com todos vós. Mas até quando continuamos a pagar o ordenado aos antigos presidentes? Não acham que durante o mandato receberam o suficiente para uma velhice digna? Pensem nisso, meus senhores (as).

  6. Uma missa na mesquita de Lisboa???
    Li bem ou é gralha?
    Será a preparação da entrega de Portugal ao DAESH?
    Esta festança não deveria ser feita no parque da Bela Vista? O evento poderia ser:
    “2016 Uns passam fome outros fazer a festa”.

  7. o Paulo de Carvalho vai cantar o Hino do PPD/PSD pois foi ele o compositor.
    Só falta um grupo musical de Lelos. Depois lá vem a Amnistia Internacional dizer que a festa do prof. Martelo foi racista pois não teve ciganos.

RESPONDER

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …

Espanha. Jovem é esfaqueado após alertar para o uso de máscara

Três homens foram detidos em Madrid sob suspeita de terem esfaqueado um jovem que chamou a atenção de um deles por não usar máscara no interior de uma mercearia. Espanha é dos países do mundo mais …

Dez apostas que podem despontar o seu talento na Liga NOS

Nos últimos anos, dificilmente se encontra um mercado de Verão tão interessante como este. Contra todas as expectativas, dado que a pandemia trouxe alguma incerteza, os clubes portugueses têm investido mais e melhor, desde o …

Mulher morre devido a um ataque de ransomware a um hospital na Alemanha

Uma mulher morreu esta semana devido a um ataque de ransomware direcionado ao sistema operativo de um hospital em Duesseldorf, na Alemanha. Segundo as autoridades alemãs, a mulher precisava de cuidados médicos urgentes e foi encaminhada …

Portugal está "numa terceira fase de crescimento" da pandemia, avisa epidemiologista

"Estamos numa terceira fase de crescimento" de novos casos de covid-19, garante Baltazar Nunes, epidemiologista do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. O número de novos casos voltou a aumentar esta sexta-feira, batendo o recorde …

Áustria corrige Trump. Os seus cidadãos não vivem em florestas

O Governo austríaco decidiu corrigir a afirmação do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que afirmou que as pessoas naquele país europeu vivem em "cidades da floresta". Trump referiu recentemente a Áustria e outros países europeu …