Testes de vacina contra Ébola suspensos na Suíça devido a efeito secundário

PAHO / WHO

-

A diretora geral adjunta da Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou esta quinta-feira a suspensão dos testes clínicos da vacina contra o vírus Ébola devido a um efeito secundário imprevisto registado nos voluntários.

Marie-Paule Kieny confirmou à imprensa que os Hospitais Universitários de Genebra (HUG) pararam os testes clínicos da vacina esta manhã, falando numa conferência de imprensa realizada no quadro do encontro de alto nível sobre a construção de sistemas de saúde resilientes nos países afetados por Ébola.

De acordo com a responsável, os médicos dos HUG preferiram suspender o estudo durante algumas semanas devido a dores imprevistas nos dedos em alguns dos 50 voluntários que foram vacinados até hoje.

“Houve um fenómeno imprevisto. Alguns voluntários tiveram pequenas inflamações nas articulações dos dedos. Portanto, houve uma decisão que é melhor para a segurança deles”, declarou.

Por outro lado, esta pausa vai permitir aos médicos compreender, analisar a razão das dores e observar a sua frequência. “É uma pausa para compreender o que se trata e logo recomeçar”, disse.

Para a diretora adjunta, foi um problema imprevisto, mas no fundo não é algo novo porque acontece em caso de infeções virais.

“Não estou preocupada. Não é um passo atrás. O ensaio foi realizado de acordo com as medidas de seguranças e boas práticas médicas”, declarou.

Inicialmente, os ensaios deviam durar até a próxima semana, parar durante as festas de fim de ano e ser retomados em janeiro.

“Do ponto de vista do tempo, o resultado desta pausa é um atraso de uma semana em relação ao calendário inicial. E esperamos que os ensaios sejam retomados como previsto”, declarou.

Neste momento, há duas vacinas experimentais que são as principais candidatas aos testes, a vacina da Merck-Newlink, avaliada em Genebra e a vacina da empresa farmacêutica britânica GSK estudada em Lausana, com a qual não houve problemas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto pode dar 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …

Encontradas centenas de garrafas de cerveja tóxica da era vitoriana

Mais de 600 garrafas de cerveja com cerca de 140 anos foram encontradas no Reino Unido. Muitas ainda continham cerveja, que estava contaminada com elevados níveis de chumbo. Uma equipa de arqueólogos encontrou mais de 600 …