/

Terceira fossa oceânica mais profunda da Terra explorada pela primeira vez. Encontraram plástico

1

(dr) Envato Elements

Um cientista decidiu explorar, pela primeira vez, a terceira fossa oceânica mais profunda da Terra. Surpreendentemente, encontrou plástico.

Deo Florence Onda e o seu colega Victor Vescovo, da Caladan Oceanic, uma organização privada dedicada ao avanço da tecnologia submarina, realizaram, no final de março, a primeira viagem à terceira fossa oceânica mais profunda da Terra.

O investigador do Instituto de Ciências Marinhas da Universidade das Filipinas desceu à fossa oceânica a bordo de um pequeno veículo submarino, desenvolvido pela empresa norte-americana Triton Submarines.

Segundo o Unilad, os cientistas viajaram até ao ponto mais profundo da fossa das Filipinas, denominada Galathea, a mais de dez quilómetros de profundidade. Lá, permaneceram um longo período de 12 horas e ficaram muito surpreendidos com o que encontraram.

“Houve uma cena engraçada quando estávamos a explorar a área. Havia um material branco a flutuar e eu disse: ‘Victor, isto é uma medusa’. Fomos até lá e era apenas plástico“, contou o cientista em declarações à emissora Channel News Asia.

A única coisa incomum que havia era o lixo. Havia muito lixo na fossa oceânica. Havia muitos plásticos, umas calças, uma camisa, um ursinho de peluche, embalagens e muitos sacos de plástico. Não esperava isto”, acrescentou.

A principal investigação de Deo Florence Onda foca-se no ciclo de vida e no papel dos microrganismos, como o fitoplâncton, que ajudam a produzir oxigénio e se encontram entre os principais impulsionadores da acumulação de energia e biomassa no ecossistema marinho.

Os cientistas admitem que são precisas mais investigações para saber como é que o lixo consegue chegar a tais profundezas.

De acordo com a Surfers Against Sewage, cerca de oito milhões de pedaços de plástico acabam nos oceanos todos os dias. Este material representa 80% de todos os detritos marinhos estudados.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

  1. Ásia , mais especificamente a China ( sempre ela…) com cerca de 80 % de contribuição de lixo plástico nos rios e oceanos. Representam sozinho 35 % de toda a poluição e destruição do meio ambiente do mundo. Cadê aquela menina chata Greta ? Não vai na China ? hahahaha…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.