Terceira espécie nova de dinossauro saurópode descoberta na Lourinhã

(cv) Museu da Ciência da U.Coimbra / YouTube

O paleontólogo Octávio Mateus, da Universidade de Lisboa, fundador do Museu da Lourinhã

O paleontólogo Octávio Mateus, da Universidade de Lisboa, fundador do Museu da Lourinhã

O Museu da Lourinhã anunciou esta terça-feira a descoberta da terceira nova espécie de dinossauro saurópode, a partir de achados encontrados no concelho em 1996 e agora estudados pelo português Octávio Mateus e pelos ingleses Philip Mannion e Paul Upchurch.

«Durante muito tempo pensámos que se tratava de uma espécie que era conhecida de Espanha, do género turiassauros, mas, na verdade, as diferenças anatómicas que começámos a reparar eram suficientes para classificarmos, não só uma nova espécie, como um novo género para a ciência», disse Octávio Mateus.

Diferenças anatómicas descobertas por comparação com outros dinossauros do mesmo género e família levaram os paleontólogos a concluir que este animal possui «várias cristas diferentes nos ossos dos membros», explicou.

Trata-se da terceira nova espécie de dinossauro saurópode classificada a partir fósseis descobertos no concelho da Lourinhã, um dos locais do mundo mais rico em achados paleontológicos.

Além de um dos autores do artigo científico agora publicado no “Journal of Vertebrate Paleontology“, o paleontólogo foi quem em 1996 encontrou o achado nas arribas da praia de Paimogo, naquele concelho.

Entre 2000 e 2002, foram escavados dessa jazida a pata dianteira completa, de quatro metros de comprimento, um dente e um osso da cauda, cujos fósseis originais estão em exposição no Museu da Lourinhã e têm uma réplica na fachada desta instituição.

Sabe-se agora que pertencem a um dinossauro saurópode, agora apelidado de “zby atlanticus“.

Trata-se de um herbívoro de cerca de 19 metros de comprimento e quatro de altura pertencente a um dos escassos grupos de origem ibérica, de invulgares dentes largos, e que viveu há 150 milhões de anos, no período correspondente ao chamado Jurássico Superior.

O nome “Zby atlanticus” é inspirado no paleontólogo russo Georges Zbyszewski (1909 – 1999), que trabalhou grande parte da sua vida em Portugal, e no Oceano Atlântico, cuja abertura e consequente separação dos continentes americano e europeu justificam a diversidade paleontológica da Lourinhã e junto ao qual os fósseis do novo dinossauro foram achados.

O estudo é subscrito por Octávio Mateus, da Universidade Nova de Lisboa, e por Philip Mannion e Paul Upchurch, do Imperial College e do University College of London.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Classe pura". Ingleses rendidos a Bruno Fernandes

O Manchester United goleou esta quinta-feira o Club Brugge (5-0), conseguindo o apuramento para os "oitavos" da Liga Europa, numa partida em que o recém-chegado Bruno Fernandes esteve em destaque. O médio português ex-Sporting conseguiu …

Governador do Rio de Janeiro defende destituição de Bolsonaro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, defendeu na quinta-feira a destituição do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, após este ter partilhado vídeos, na plataforma de mensagens WhatsApp, com a convocação de uma manifestação contra …

Pelo menos 33 soldados turcos mortos em bombardeamento na Síria

Um ataque do exército sírio na província de Idlib, na Síria, causou esta quinta-feira a morte de pelo menos 33 militares turcos. Os números, inicialmente avançados pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), dava conta de …

Razia na Liga Europa com direito a lenços brancos. Todas as equipas portuguesas foram eliminadas

Benfica, FC Porto, SC Braga e Sporting foram eliminados nos 16 avos de final da Liga Europa. Portugal passou assim de ser o clube com mais representantes nesta prova europeia a um dos poucos sem …

Este animal marinho produz óvulos e espermatozóides ilimitados ao longo da sua vida

Um minúsculo animal marinho, chamado Hydractinia, foi analisado ao pormenor por uma equipa de investigadores que descobriu aquela que pode ser considerada uma habilidade muito rara desta criatura. Hydractynia consegue produzir ilimitadamente células germinativas, que são …

Há um segundo português internado no Japão por suspeitas de coronavírus

Um segundo português está hospitalizado no Japão “por indícios relacionados” com o Covid-19, também tripulante do navio de cruzeiros Diamond Princess,. “Dois dos tripulantes portugueses do Diamond Princess tiveram de ser hospitalizados, no Japão, por indícios …

Há um planeta gigante incrivelmente perto da Terra

Há um planeta gigante, com dimensões próximas das de Neptuno, a 90 anos-luz da Terra. É dos exoplanetas mais próximos do nosso planeta. Detetado pela primeira vez pelo "caçador" de planetas Kepler (NASA), a existência deste …

A primeira forma vida alienígena que encontrarmos será (muito provavelmente) inteligente

A primeira forma de vida alienígena que vier a ser encontrada pelo Homem será, muito provavelmente, inteligente, de acordo com um especialista do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI). A procura de vida para lá da …

Hackers podem "roubar" satélites e fazê-los colidir, alerta cientista

Um especialista da Universidade de Denver, nos Estados Unidos, alertou recentemente que eventuais vulnerabilidades em satélites artificiais em órbita podem vir a ser exploradas por piratas informáticos (hackers). Mais de 50 anos depois do lançamento do …

Benfica 3-3 Shakhtar D. | "Águia" permeável diz adeus à Europa

Todos eliminados. Os quatro clubes portugueses caíram todos nos 16 avos-de-final da Liga Europa, o último dos quais o Benfica. Após a derrota por 2-1 na Ucrânia, frente ao Shakhtar, os “encarnados” receberam os comandados de …