A televisão está a morrer. Lentamente

break_of_day / Flickr

-

Estará a televisão a morrer? Sim, mas lentamente. Já a Internet está a tornar-se na principal fonte de entretenimento para novas gerações de espectadores.

Quando foi a última vez que viu televisão da forma tradicional? Leia-se: sentado (ou deitado) a consumir a programação que escolheram para si, e não a sua própria grelha de programação personalizada.

Este comportamento – o de ver televisão no seu formato tradicional – está a ser substituído pelo consumo personalizado de conteúdos. E se as recentes afirmações do CEO da Netflix permitiram levantar suspeitas, os dados mais recentes da Nielsen vieram validar estas afirmações.

O consenso é o de que cada vez menos pessoas estão a ver televisão e a optar por aderir a serviços de vídeo online, bem como a recorrer a dispositivos multimédia e a televisões inteligentes.

Este estudo, importa dizer, diz respeito apenas ao mercado norte-americano – as diferenças no comportamento geral do consumo de conteúdos deverão  aplicar-se uma forma lenta, gradual e progressiva no mercado português.

Estamos a assistir, portanto, a uma morte lenta. Os dados permitem concluir que existe realmente um aumento na popularidade das alternativas à televisão – mas a televisão, enquanto meio de entretenimento, ainda continua a ser o canal dominante.

Ou seja: os utilizadores estão, sim, a passar mais horas online a ver serviços de streaming. A Time também relata que existem mais lares norte-americanos a saltar a opção de incluir serviços de televisão por cabo.

Apesar dos números atuais serem praticamente o dobro dos divulgados no ano passado, esta percentagem ainda só representa 2,8% dos lares norte-americanos.

Por outras palavras: existe, sim, um declínio no consumo da televisão tradicional. Em média, um espectador assistir a 141 horas de televisão por mês, representa um pequeno declínio comparativamente às 147 horas registadas no Q3 de 2013 – cerca de 12 minutos por dia, sensivelmente.

Não será necessário o leitor perguntar-se quem é que anda a beneficiar com estas quedas – serviços como o Netflix, por exemplo, estão a apresentar-se como alternativas viáveis ao formato mais tradicional.

40% dos lares norte-americanos subscrevem serviços de video on-demand (como o Netflix, ou o concorrente Amazon Prime Instant Video). Esta percentagem situava-se nos 13% no ano passado.

Além dos serviços de streaming de vídeo, dispositivos multimédia como a Apple TV ou o Google Chromecast estão a ocupar as preferências dos utilizadores para consumir televisão. As próprias televisões inteligentes já incluem aplicações nativas como o Netflix, para streaming de conteúdos.

Quantas horas perde o leitor por mês a visualizar conteúdos no computador? Se forem “muitas”, fique a saber que está a corresponder às novas tendências: a visualização online de vídeos aumentou sensivelmente quatro horas em relação a 2013, o que se traduz numa média mensal de 10 horas e 42 minutos.

O consumo de vídeos em telemóveis também apresenta uma interessante média de 14 horas e meia por mês. Tudo isto, contudo, representa apenas uma pequena percentagem do tempo real que os telespectadores ainda gastam a ver televisão.

“Mas com a CBS a acabar de lançar uma versão online do seu canal, e a HBO a preparar uma versão cable-free do HBO Go, algures para o próximo ano, estas tendências provavelmente vão continuar a acelerar”, refere a Time.

Resta saber se, por volta de 2030, alguém terá saudades da televisão convencional.

Lauro Lopes, Telemóveis.com

PARTILHAR

RESPONDER

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …

Está a nascer o primeiro comboio português a hidrogénio (e vai substituir o Vouguinha)

Já arrancou o projecto para o desenvolvimento do primeiro comboio português a hidrogénio. A iniciativa visa transformar as automotoras a gasóleo que circulam na Linha do Vouga - o comboio chamado Vouguinha - por células …

Guardiola diz que Bernardo Silva "sempre foi importante" para City

O treinador Pep Guardiola disse esta sexta-feira que o português Bernardo Silva “está de volta” ao melhor nível e que “sempre foi importante" para o Manchester City, depois de ter "sentido" dificuldades na temporada passada. “Ele …