A Tabela Periódica mais antiga do mundo foi encontrada por acaso num armazém

Cientistas da Universidade de St. Andrews acreditam ter encontrado o primeiro exemplo sobrevivente de uma tabela periódica de sala de aula.

O químico Dmitri Mendeleev fez a sua famosa revelação sobre a periodicidade em 1869 e a tabela de St Andrews é bastante semelhante, mas não idêntica à segunda tabela de Mendeleev de 1871.

A tabela, impressa em alemão sobre papel de linho, foi descoberto em 2014, enquanto funcionários da Escola de Química estavam a limpar o seu armazém, de acordo com um comunicado da Universidade.

Entre a desordem de equipamentos de laboratório e frascos químicos, os funcionários encontraram um antigo depósito de cartas de ensino enormes e enroladas. Um dos pergaminhos continha a tabela periódica – com tinta em papel tão velho que começou a destruir-se quando foi tocada.

Uma inscrição no canto inferior esquerdo – Verlag v. Lenoir & Forster, Wien – identifica um impressor científico que operou em Viena entre 1875 e 1888. Outra inscrição – Lith. von Ant. Hartinger & Sohn, Wien – identifica o litógrafo do gráfico, que morreu em 1890.

O professor Eric Scerri, da Universidade da Califórnia, datou a tabela entre 1879 e 1886 com base nos elementos representados. Por exemplo, tanto o gálio quanto o escândio, descobertos em 1875 e 1879, respetivamente, estão presentes, enquanto o germânio, descoberto em 1886, não está.

A investigadora da Universidade de St. Andrews, M Pilar Gil, encontrou uma entrada nos registos da transação financeira nos arquivos de St Andrews que registava a compra de uma tabela de 1885 pelo professor Thomas Purdie do catálogo alemão de C Gerhardt (Bonn) por três marcos (equivalente a 1,53 euros) em outubro de 1888.

Esta entrada e evidência de compra por correspondência parece definir a origem da Tabela Periódica de St Andrews. Foi produzido em Viena em 1885 e foi comprado pelo professor Purdie em 1888. Segundo a Universidade, esta tabela parece ser a única da sua altura a sobreviver em toda a Europa.

“A descoberta da Tabela Periódica mais antiga do mundo na Universidade de St Andrews é notável”, disse David O’Hagan, professor de química da Universidade de St Andrews. “A tabela estará disponível para estudo e exibição na Universidade e temos uma série de eventos planeados em 2019, designado ano internacional da tabela periódica pelas Nações Unidas, para coincidir com o 150º aniversário da criação da tabela por Mendeleev.”

“Estamos muito satisfeitos por agora saber quando é que a mais antiga Tabela Periódica conhecida chegou a St Andrews para ser usada no ensino“, disse Gabriel Sewell, Chefe de Coleções Especiais da Universidade de St. Andrews.

“Graças à generosidade do National Manuscripts Conservation Trust, a tabela foi preservada para as gerações atuais e futuras e estamos ansiosos para torná-la acessível a todos.”

ZAP // Sci News

PARTILHAR

RESPONDER

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …

Identificado em Portugal o primeiro caso da variante da África do Sul

O primeiro caso de covid-19 associado à variante genética da África do Sul foi identificado esta sexta-feira em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), adiantou à agência Lusa a instituição. O caso identificado …

Está a nascer o primeiro comboio português a hidrogénio (e vai substituir o Vouguinha)

Já arrancou o projecto para o desenvolvimento do primeiro comboio português a hidrogénio. A iniciativa visa transformar as automotoras a gasóleo que circulam na Linha do Vouga - o comboio chamado Vouguinha - por células …

Guardiola diz que Bernardo Silva "sempre foi importante" para City

O treinador Pep Guardiola disse esta sexta-feira que o português Bernardo Silva “está de volta” ao melhor nível e que “sempre foi importante" para o Manchester City, depois de ter "sentido" dificuldades na temporada passada. “Ele …