Trabalhadora despedida por recusar dar toques de telemóvel vai ser indemnizada

O despedimento de uma trabalhadora de uma associação que não cumpriu uma ordem para dar “um toque” para o telemóvel do presidente da direcção, à entrada e à saída do trabalho, foi ilícito, considera o Tribunal da Relação do Porto.

O acórdão, a que a Lusa teve acesso, vem confirmar a decisão da primeira instância, que tinha condenado a associação a pagar à funcionária uma indemnização de cerca de 23 mil euros, acrescida do valor das retribuições que deixou de auferir desde a data do despedimento até ao trânsito da presente decisão.

No acórdão, os juízes desembargadores consideram que o “toque do telefone” para controlo da pontualidade e da assiduidade do trabalhador é “uma prática grotesca” e constitui uma “ofensa à sua dignidade”.

A funcionária recebeu em Julho de 2015 um aviso do presidente da direcção, por correio electrónico, segundo o qual deveria dar todos os dias um toque ao seu telemóvel, quando chegasse de manhã, quando saísse para o intervalo de almoço, quando regressasse do intervalo de almoço e quando saísse no final do dia.

Após quase um mês a dar os quatro toques diários, a mulher deixou de cumprir a ordem, uma situação que, segundo a empregadora, configura “uma desobediência dolosa a ordem legítima”, revelando “indisciplina e desautorização”.

A funcionária, que trabalhava para a associação há cerca de 25 anos, acabou por ser despedida por missiva remetida em 20 de Novembro de 2015.

A mulher recorreu do despedimento para o Tribunal de Trabalho do Porto que lhe deu razão, notando que, face ao passado anterior de confiança na relação laboral, o referido controlo “assoma ofensivo para a dignidade da trabalhadora“, percebendo-se a saturação que o seu cumprimento durante cerca de um mês deve ter causado.

“É manifestamente incompreensível que a ré pretenda, após mais de 20 anos de serviço da autora, impor-lhe um controlo da pontualidade e assiduidade como o que se descreveu”, concluiu o tribunal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. So espero que no caso da entidade empregadora se for publica seja o director “inteligente” a pagar a idemenisacao do seu vencimento para que da próxima vez tenha bom censo e mais cuidado…

    • “Idemnisação e bom censo”. Que maravilha de português. Que prazer tenho eu na leitura de comentários, com escrita de alto nível. Com a proliferação das redes sociais, a massificação da ignorância e a desculpa do teclado inteligente dos smartphones, tem servido a muita gente que de outra forma, por falta de habilitações literárias, na esmagadora maioria, por decisão pessoal de abandono escolar, vem a público regurgitar o português escrito, que um dia “ appremdeo”.

      • Caro Aquilino Barbosa
        Faca um favor a si mesmo, não perca tempo com “gentinha” ignorante e sem cultura como eu.
        Deixe de ler este tipo de comentários em que a única preocupação é a troca de ideias, e a rapidez das escrita desvie a atenção e não se repare na substituição das palavras pelo dicionário, mas talvez isso ou outra desculpa seja mesmo iliteracia…
        Junte-se a gente como o senhor que estão a cima de todos nós.
        Ja agora quando se escreve uma palavra com apostrofes não tem espaço entre o apostrofe e a palavra.
        Até nunca mais. Ok?
        António Joaquim (Aj)

      • É tão bonito que os detentores da verdade, do bom português e de mais sabe-se lá o quê, venham com o seu magnânimo senso de responsabilidade corrigir os outros, pobres coitados que são iletrados e/ou que desistiram da escola porque não lhes apeteceu ser instruídos.
        É um gesto mui nobre sem dúvida.
        Só é pena que depois só escrevam “cocó”, em vez de educadamente corrigir aqueles que “não tinham educação para mais” … não é, caro Sr. “AQULINO”?

        Como diz? Não é esse o seu nome? Certamente que uma pessoa com o seu elevado nível cultural não se enganou a escrever o próprio nome no comentário que enviou, pois não Sr. AQULINO?

        Enfim, volte lá para baixo do calhau de onde saiu, e lembre-se da velha máxima que lhe devem ter ensinado no colégio privado onde andou e onde lhe “ofereceram” a nota da disciplina de português: quando não se tem nada útil para dizer, mais vale estar calado…

  2. Aqui está a prova do nosso pacifismo! No concerto das nações e pelos critérios utilizados para aferir o pacifismo, nós, portugueses, não importamos armas, não temos agitação social, aceitamos e fingimos que aceitamos a diversidade étnica e multicultural. Daí o terceiro lugar entre os países mais calmos do mundo. Mas, em contrapartida, a violência em Portugal é tácita, como prova este caso e as condutas de “diretores” e “diretorinhos” nas empresas, nas escolas, nos serviços públicos e privados, como bancos, repartições etc., onde o assédio sexual, psicológico e moral é uma praga indizível, que destrói e mata aos poucos, num processo lento de trituração que é de uma violência extrema. Portugal tem muita dificuldade em aprender… em aprender por exemplo as vantagens das hierarquias planas e o dirigentismo é ignaro e sórdido, sem habilitções ou com habilitações desadequadas e , em geral, mais de 60% dessa infame gente sofre de perturbações mentais e outras, o que coloca o problema sério e nunca discutido das doenças que nos governam.

  3. Se um patrão manda o empregado limpar todos os dias 4x a casa de banho penso eu de que a ordem tem de ser cumprida se for esse o seu trabalho. Se o Sr. Diretor mandou a Senhora empregada informá-lo por chamadas interrompidas das saídas e entradas no trabalho já o meu patrão obriga-me a deslocar-me ao “ponto” nestas situações (deveria processá-lo?). A questão está em que o Sr. Diretor deveria ter provido a Senhora empregada de um telemóvel da empresa (assim como eu tenho o “ponto” e o cartão/impressão digital) e frisar que os avisos deveriam ser feitos 2 minutos antes do início/fim do seu trabalho (já eu tenho que “picar” depois da hora). Cumprimentos a todos.

RESPONDER

Tem dores nas articulações quando está de chuva? É mito

A relação entre o tempo de frio e chuva e as dores nas articulações é um mito que persiste desde a antiguidade, mas não há qualquer relação, garante um estudo feito nos Estados Unidos e …

Vieira da Silva "absolutamente tranquilo"

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social reafirma estar "absolutamente tranquilo" relativamente à sua implicação no caso relativo a suspeitas de gestão danosa na associação Raríssimas. "Uma equipa técnica do Instituto de Segurança …

China constrói campos de refugiados na fronteira com a Coreia do Norte

A China, que sempre defendeu uma solução pacífica para a crise da Coreia do Norte, pode estar a preparar-se para um eventual conflito militar ou para a queda do regime de Kim Jong-un. Isto numa …

Ministério abre processo disciplinar por fuga de informação no exame de Português

O inquérito à fuga de informação no exame nacional de Português deste ano determinou a abertura de um processo disciplinar a uma professora "para apuramento de responsabilidade", adiantou o Ministério da Educação. O processo disciplinar é …

"Super-homem chinês" cai de um edifício e filma a própria morte

O "super-homem" Wu Yongning, uma estrela na rede social chinesa Weibo, morreu ao cair do 62º andar de um edifício em Changsha, na China. Wu Yongning, de 26 anos, morreu numa queda ocorrida quando tentava subir …

Governo concede tolerância de ponto no dia 26 de dezembro na função pública

O Governo vai conceder tolerância de ponto em 26 de dezembro "aos trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e institutos públicos", de acordo com …

Juncker envolvido em processo judicial por escutas ilegais

Jean-Claude Juncker pode ser envolvido num processo judicial por escutas ilegais e adulteração de conversas. A investigação é relativa a uma altura em que o Presidente da Comissão Europeia era primeiro-ministro do Luxemburgo. Jean-Claude Juncker, presidente …

ONU prepara projeto contra reconhecimento pelos EUA de Jerusalém como capital de Israel16

Um projeto de resolução contra o reconhecimento pelos Estados Unidos de Jerusalém como capital de Israel está a ser preparado na ONU para demonstrar o isolamento dos norte-americanos no Conselho de Segurança. Os Estados Unidos da …

Senador John McCain hospitalizado devido a tumor

O senador e ex-candidato republicano à Casa Branca foi hospitalizado, esta quarta-feira, nos arredores de Washington. John McCain foi diagnosticado em julho com um tumor cerebral. "O senador McCain está a receber tratamento no Centro Médico …

Último aviso da Cassini: se for a Saturno, leve guarda-chuva

Se está a pensar fazer uma viagem até Saturno deixamos um conselho: não se esqueça do guarda-chuva. Cientistas norte-americanos descobriram recentemente que os anéis de Saturno podem produzir uma espécie de chuva. A sonda Cassini viveu …