Supremo confirma sentença. Salgado terá de pagar 75 mil euros ao BdP

José Sena Goulão / Lusa

Ricardo Salgado

O Supremo Tribunal de Justiça julgou “totalmente improcedente” o recurso de Ricardo Salgado, confirmando “integralmente a sentença proferida pelo Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão que julgou improcedente a impugnação judicial interposta pelo arguido da decisão do Banco de Portugal”.

Segundo o acórdão a que a Rádio Renascença teve acesso, Salgado foi multado pelo Banco de Portugal por ter financiado ilegalmente o Grupo Alves Ribeiro para a aquisição de ações da Espírito Santo Finantial Group (ESFG) na operação de aumento de capital de 2012.

A multa de 75 mil euros foi confirmada pelo Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão de Santarém e confirmada pela Relação de Lisboa. Salgado recorreu para o Supremo, que confirma agora a sentença.

Salgado é acusado de 65 crimes, incluindo associação criminosa, corrupção ativa no setor privado, burla qualificada, branqueamento de capitais e fraude fiscal, infidelidade, manipulação de mercado e falsificação.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.