Supremo devolve investigações de corrupção sobre Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro

blogplanalto / Flickr

O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva

O ex-presidente do Brasil, Lula da Silva

O juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro e relator da Operação Lava Jato, Teori Zavascki, determinou esta terça-feira a devolução das investigações envolvendo Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro.

O jornal O Estado de São Paulo referiu que, assim, as investigações sobre do ex-Presidente brasileiro serão enviadas para o juiz responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância em Curitiba, no estado do Paraná.

O Procurador-geral da República do Brasil pediu esta sexta-feira ao STF para enviar ao juiz Sérgio Moro as investigações relativas à suposta participação do ex-Presidente Lula da Silva em esquemas de corrupção.

Na decisão, Teori Zavascki anulou ainda as escutas do ex-Presidente em diálogo telefónico com Dilma Rousseff, em março deste ano, e apontou que Sérgio Moro usurpou a competência do STF ao autorizar as escutas à atual Presidente afastada.

Dilma Rousseff foi escutada numa conversa com Lula da Silva em que o avisa sobre o envio de um documento de posse do ex-presidente como ministro da Casa Civil. Por uma decisão de Moro, os áudios foram tornados públicos, aumentando ainda mais a crise vivida pelo Governo da ex-Presidente, que foi afastada do cargo a 12 de maio.

Como consequência, o ministro Gilmar Mendes, do STF, acolheu um pedido para impedir a posse de Lula da Silva como ministro da Casa Civil, o braço-direito da Presidente.

Com a decisão de hoje, o diálogo no qual Dilma Rousseff aparece a dizer que vai enviar o termo de posse da Casa Civil a Lula da Silva para que usasse o documento “em caso de necessidade” não poderá ser utilizado como prova de que ambos atuaram para obstruir as investigações.

Suspeitas de corrupção

Entre as investigações que devem regressar a Moro estão a que tenta apurar se Lula da Silva é ou não dono de uma quinta em Atibaia e outra sobre um apartamento no Guarujá, imóveis em São Paulo que receberam remodelações financiadas por construtoras investigadas na Operação Lava Jato, da polícia federal, que está a investigar a corrupção em várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras.

Com esta decisão, as investigações voltam para o juiz Sérgio Moro que, a 4 de março, determinou a condução coercitiva de Lula da Silva – quando o investigado é levado pela Polícia Federal para prestar depoimentos – para explicar as suspeitas envolvendo os dois casos polémicos.

As conversas entre Lula da Silva e Dilma Rousseff foram divulgadas a 16 de março, na véspera do ex-Presidente tomar posse como ministro-chefe da Casa Civil.

Ainda em março, o juiz do STF determinou que Moro encaminhasse todas as investigações envolvendo o ex-Presidente para o Supremo Tribunal Federal. O juiz justificou a iniciativa dizendo que cabia ao STF avaliar de quem era a competência para continuar as investigações sobre Lula da Silva.

A decisão de enviar as investigações contra Lula da Silva para Moro acata em parte a manifestação do Procurador-geral da República Rodrigo Janot, já que o ex-Presidente não tem foro privilegiado.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Antigo ministro Pedro Mota Soares assume liderança da Apritel

O ex-ministro e ex-deputado do CDS foi o escolhido para liderar a Apritel, a associação que representa as principais operadoras de telecomunicações, como a Meo, a Nos e a Vodafone. O novo secretário-geral da associação …

E depois de Cristas? CDS atira congresso de sucessão para 2020

A direção nacional do partido vai propor que o Congresso, que decidirá a liderança do CDS, seja apenas em janeiro, apesar de Assunção Cristas ter manifestado vontade de que fosse ainda este ano. O CDS-PP reúne …

Hong Kong. Deputados pró-democracia forçam Carrie Lam a discursar à porta fechada

A chefe do Executivo de Hong Kong foi esta quarta-feira obrigada a discursar à porta fechada, depois ter sido impedida de falar no parlamento por deputados pró-democracia, que exibiram cartazes e projetaram um vídeo. O discurso …

CP recebeu injeções de 1800 milhões de euros do Estado nos últimos três anos

Nos últimos três anos, o Estado fez 17 operações de reforço de capital na CP, na ordem dos 1,8 mil milhões de euros. Estes serviram principalmente para pagar dívidas da empresa a privados e ao …

Imposto Mortágua foi aplicado a 75 mil contribuintes

O novo escalão do Adicional ao IMI, que prevê a aplicação de uma taxa de 1,5% sobre o valor patrimonial dos imóveis que ultrapasse os dois milhões, chegou a 331 contribuintes. Ao todo, o imposto …

Preço da luz vai descer 18 cêntimos no mercado regulado

Os preços da eletricidade no mercado regulado vão voltar a descer em 2020, segundo a proposta avançada esta terça-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Esta terça-feira, a ERSE propôs uma atualização em baixa de …

Portugal teve perdas fiscais de 900 milhões de euros por menor tributação do gasóleo

A tributação ao gasóleo é mais baixa do que os impostos à gasolina. A diferença entre os dois combustíveis leva a perdas de 900 milhões de euros ao Estado. Quem abastece um carro a gasóleo na …

Dulce Neto é a primeira mulher a presidir a um Supremo Tribunal português

A juíza conselheira toma posse, esta quarta-feira, como presidente do Supremo Tribunal Administrativo (STA), tornando-se na primeira mulher a ocupar o lugar cimeiro de um supremo tribunal em Portugal. Dulce Neto, de 58 anos, foi eleita …

Défice zero e mais crescimento. Previsões de Centeno para o OE2020 são de "elevado risco"

O Governo faz uma revisão das metas para 2020 no esboço do Orçamento de Estado para o próximo ano que enviou à Comissão Europeia, prevendo um aumento do crescimento económico e um saldo orçamental equilibrado, …

Conselho nacional do PSD pode ser atirado para novembro. Apoios a Rio e Montenegro equilibrados

Rui Rio mantém o silêncio sobre uma recandidatura a líder do PSD, o que está a ser visto como um condicionamento do partido, tendo também nas suas mãos o calendário interno. O conselho nacional para …