Uma supernova de baixa massa pode ter desencadeado a formação do Sistema Solar

NASA

Uma equipa de investigação liderada por Yong-Zhong Qian, da Escola de Física e Astronomia da Universidade de Minnesota, nos EUA, defende que uma Supernova de massa baixa desencadeou a formação do nosso Sistema Solar.

Há cerca de 4,6 mil milhões de anos, uma nuvem de gás e poeira, que eventualmente formou o nosso Sistema Solar, foi perturbada. O colapso gravitacional resultante formou o proto-Sol com um disco protoplanetário que mais tarde viria a formar os planetas, luas, asteroides e outros corpos.

Uma supernova – a explosão de uma estrela no final do seu ciclo de vida – teria energia suficiente para comprimir tal nuvem de gás. No entanto, não havia provas conclusivas para apoiar esta teoria.

De acordo com o estudo publicado na Nature Communications, os cientistas decidiram focar-se nos isótopos de curta duração presentes no início do Sistema Solar que, devido à sua pequena vida, só podiam ter vindo da supernova desencadeante.

As suas abundâncias foram reveladas pelos meteoritos – que revelam bastante acerca da composição do Sistema Solar e, em particular, quais os isótopos de curta duração que a supernova desencadeadora forneceu.

“Esta é a prova que precisamos para explicar a formação do Sistema Solar,” comenta Qian.

As investigações anteriores de Yong-Zhong Qian e da sua equipa concentraram-se em vários mecanismos pelos quais os isótopos de curta duração ocorrem em supernovas de diferentes massas.

Os especialistas perceberam que os esforços anteriores no estudo da formação do Sistema Solar estavam focados numa supernova de alta massa como “gatilho”, o que teria deixado um conjunto de impressões digitais nucleares que não estão presentes no registo meteórico.

Portanto, Qian decidiu investigar se uma supernova de baixa massa, cerca de 12 vezes mais massiva que o nosso Sol, podia explicar o registo de meteoritos.

A equipa de investigadores examinou o Berílio-10, um isótopo que se encontra amplamente distribuído em meteoritos.

Na verdade, a presença do Berílio-10 era uma espécie de mistério. Muitos cientistas teorizaram que a espalação – o processo no qual as partículas altamente energéticas removem protões ou neutrões de um núcleo para formar novos núcleos – por raios cósmicos seria a responsável pelo Berílio-10 encontrado nos meteoritos.

Com recurso a novos modelos de supernovas, Qian e colaboradores descobriram que o Berílio-10 pode ser produzido por espalação de neutrinos tanto em supernovas de baixa massa como alta.

No entanto, apenas uma supernova de massa baixa como “gatilho” para a formação do Sistema Solar é consistente com o registo meteórico em geral.

“Para além de explicar a abundância do Berílio-10, este modelo de supernova de baixa massa também explicaria os isótopos de curta duração do Cálcio-41, do Paládio-107 e alguns outros encontrados em meteoritos”, afirmou Qian.

Os cientistas pretendem, agora, examinar os mistérios restantes dos núcleos de curta duração encontrados em meteoritos.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …