Uma supernova de baixa massa pode ter desencadeado a formação do Sistema Solar

NASA

Uma equipa de investigação liderada por Yong-Zhong Qian, da Escola de Física e Astronomia da Universidade de Minnesota, nos EUA, defende que uma Supernova de massa baixa desencadeou a formação do nosso Sistema Solar.

Há cerca de 4,6 mil milhões de anos, uma nuvem de gás e poeira, que eventualmente formou o nosso Sistema Solar, foi perturbada. O colapso gravitacional resultante formou o proto-Sol com um disco protoplanetário que mais tarde viria a formar os planetas, luas, asteroides e outros corpos.

Uma supernova – a explosão de uma estrela no final do seu ciclo de vida – teria energia suficiente para comprimir tal nuvem de gás. No entanto, não havia provas conclusivas para apoiar esta teoria.

De acordo com o estudo publicado na Nature Communications, os cientistas decidiram focar-se nos isótopos de curta duração presentes no início do Sistema Solar que, devido à sua pequena vida, só podiam ter vindo da supernova desencadeante.

As suas abundâncias foram reveladas pelos meteoritos – que revelam bastante acerca da composição do Sistema Solar e, em particular, quais os isótopos de curta duração que a supernova desencadeadora forneceu.

“Esta é a prova que precisamos para explicar a formação do Sistema Solar,” comenta Qian.

As investigações anteriores de Yong-Zhong Qian e da sua equipa concentraram-se em vários mecanismos pelos quais os isótopos de curta duração ocorrem em supernovas de diferentes massas.

Os especialistas perceberam que os esforços anteriores no estudo da formação do Sistema Solar estavam focados numa supernova de alta massa como “gatilho”, o que teria deixado um conjunto de impressões digitais nucleares que não estão presentes no registo meteórico.

Portanto, Qian decidiu investigar se uma supernova de baixa massa, cerca de 12 vezes mais massiva que o nosso Sol, podia explicar o registo de meteoritos.

A equipa de investigadores examinou o Berílio-10, um isótopo que se encontra amplamente distribuído em meteoritos.

Na verdade, a presença do Berílio-10 era uma espécie de mistério. Muitos cientistas teorizaram que a espalação – o processo no qual as partículas altamente energéticas removem protões ou neutrões de um núcleo para formar novos núcleos – por raios cósmicos seria a responsável pelo Berílio-10 encontrado nos meteoritos.

Com recurso a novos modelos de supernovas, Qian e colaboradores descobriram que o Berílio-10 pode ser produzido por espalação de neutrinos tanto em supernovas de baixa massa como alta.

No entanto, apenas uma supernova de massa baixa como “gatilho” para a formação do Sistema Solar é consistente com o registo meteórico em geral.

“Para além de explicar a abundância do Berílio-10, este modelo de supernova de baixa massa também explicaria os isótopos de curta duração do Cálcio-41, do Paládio-107 e alguns outros encontrados em meteoritos”, afirmou Qian.

Os cientistas pretendem, agora, examinar os mistérios restantes dos núcleos de curta duração encontrados em meteoritos.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Depois das sementes, norte-americanos recebem máscaras, óculos de sol e até meias sujas da China

Vários residentes da Flórida, nos Estados Unidos, receberam pacotes misteriosos da China pelo correio que não tinham encomendado. Desta vez não eram sementes, mas sim máscaras cirúrgicas, óculos de sol e até meias sujas. Em declarações …

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …