Super-erupções do Sol podem “fritar” satélites e redes elétricas

NASA

Na fronteira da Via Láctea, produz-se um dos espetáculos pirotécnicos mais brilhantes da galáxia. Algumas estrelas jovens e ativas, por razões que os cientistas ainda desconhecem, lançam explosões de energia que podem ser vistas a centenas de anos-luz de distância.

Estas super-erupções têm uma potência arrebatadora, na ordem de centenas a milhares de vezes maior do que a maior já registada com instrumentos modernos na Terra. Até recentemente, de acordo com um comunicado, os investigadores supunham que estas explosões não poderiam acontecer no nosso antigo e tranquilo Sol.

Porém, um novo estudo, publicado na revista The Astrophysical Journal a partir de dados de diferentes telescópios, afirma que o sol também tem a capacidade de causar grandes erupções, ainda que apenas uma vez em cada poucos milhares de anos.

Se algo semelhante tivesse acontecido há mil anos, as consequências teriam sido reduzidas a uma aurora resplandecente no céu. Mas, agora, alertam os cientistas, isso causaria estragos nas comunicações via satélite e redes de energia do nosso planeta – uma catástrofe em escala global.

Yuta Notsu, investigador da Universidade da Califórnia em Boulder, é o principal autor do estudo, revelado na reunião anual da American Astronomical Society em St. Louis, EUA. Na sua opinião, os resultados devem ser um alerta para a vida no nosso planeta.

“O nosso estudo mostra que as super-erupções são eventos raros”, disse Notsu, de acordo com a ABC. “Mas há uma possibilidade de que possamos experimentá-lo nos próximos 100 anos”.

Se uma super-chama viesse do Sol, a Terra provavelmente estaria no caminho de uma onda de radiação de alta energia. Tal explosão poderia interromper a eletrónica mundial, causando apagões e curtos-circuitos nos satélites de comunicação em órbita.

Os cientistas descobriram este fenómeno pela primeira vez graças ao Telescópio Espacial Kepler. A nave da NASA, lançada em 2009, procura planetas que giram em torno de estrelas distantes da Terra. Mas também encontrou algo estranho: às vezes, a luz das estrelas distantes parecia subitamente e momentaneamente mais brilhante.

As explosões de tamanho normal são comuns no Sol. “Quando o nosso Sol era jovem, era muito ativo porque girava muito rápido e provavelmente gerava chamas mais poderosas”, explicou o investigadores. “Mas não sabíamos se existem grandes labaredas no Sol moderno com uma frequência muito baixa”.

Para descobrir, Notsu e uma equipa internacional de cientistas voltaram-se para dados da sonda Gaia da Agência Espacial Europeia (ESA) e do Observatório Apache Point, no Novo México. Durante uma série de estudos, o grupo usou os instrumentos para delinear uma lista de super-chamas provenientes de 43 estrelas que se assemelhavam ao nosso Sol. Depois, submeteram esses eventos raros a uma análise estatística rigorosa.

A conclusão: a idade é importante. De acordo com os cálculos da equipa, as estrelas mais jovens tendem a produzir o maior número de super-erupções. Mas as estrelas mais antigas, como o nosso Sol, agora com ​​4,6 mil milhões de anos, também as produzem. “Estrelas jovens têm super-chamas uma vez por semana”, afirmou Notsu. “O Sol faz isso uma vez a cada poucos milhares de anos em média.”

Notsu está convencido de que este grande evento acontecerá, embora não saiba dizer quando. No entanto, isso poderia dar tempo para nos prepararmos, protegendo a eletrónica no solo e em órbita da radiação no espaço.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uau, que doideira mais maneira, um espetáculo pirotécnico que pode fritar os satélites, com certeza é uma explosão bem potente mesmo, para fazer esse estrago todo e ainda poder ser vista a centenas de anos-luz de distância, com certeza é algo muito imensdo. Agora, se o sol tiver esse tipo de erupção, será um grande problema.

RESPONDER

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …

Encontradas centenas de garrafas de cerveja tóxica da era vitoriana

Mais de 600 garrafas de cerveja com cerca de 140 anos foram encontradas no Reino Unido. Muitas ainda continham cerveja, que estava contaminada com elevados níveis de chumbo. Uma equipa de arqueólogos encontrou mais de 600 …

Há um fármaco, ainda em teste, que bloqueia efeitos da covid-19

Investigadores conseguiram decifrar como o SARS-CoV-2 interage e infeta as células humanas do rim e, a partir daí, começaram a testar o potencial do fármaco. Investigadores de um estudo internacional identificaram um fármaco, em fase clínica …

Europa quer usar Mecanismo Europeu de Estabilidade (e Centeno pode ir buscar 6 mil milhões)

O jornal espanhol El País revelou algumas das medidas de apoio às economias da Zona Euro que estão a ser preparadas pelo Eurogrupo. Portugal pode aceder a 6,3 mil milhões de euros. Os ministros da Finanças …

Cientistas descobrem novo parente do velociraptor nos Estados Unidos

Cientistas descobriram no Novo México, nos Estados Unidos, fósseis do chamado primo sul-americano do Velociraptor. De acordo com o site IFLScience, o Dineobellator notohesperus viveu durante o Cretáceo Superior, há cerca de 67 milhões de anos, …

Não é tempo de discutir aumentos. Prioridade da Função Pública é "garantir salários a 100%"

Pedro Siza Vieira não tem a certeza se os aumentos prometidos à Função Pública continuam de pé. Sindicatos dizem que a prioridade é garantir salários a 100% a todos os trabalhadores. O Governo prometeu à Função …

Elementos da equipa de Guaidó terão sido "sequestrados"

A oposição venezuelana denunciou esta sexta-feira que 10 colaboradores do líder opositor e presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, “foram sequestrados” nos últimos dias pelas forças de segurança. “Dez membros da sua equipa foram sequestrados, cinco …