Um supercomputador pode ter desvendado o mistério da formação da Lua

Scientific Visualization Studio/ NASA

Uma equipa de astrónomos deu um importante passo para entender como é que a Lua se pode ter formado a partir de uma colisão gigante entre a Terra primitiva e outro objeto massivo, há 4,5 mil milhões de anos.

Segundo o Phys, investigadores da Universidade Durham, no Reino Unido, utilizaram um supercomputador para realizar simulações de um planeta do tamanho de Marte, chamado Theia, a colidir com a Terra primitiva.

Os resultados mostram que a colisão poderia produzir um corpo orbital que, por sua vez, poderia evoluir para um objeto semelhante à Lua. O artigo científico foi recentemente publicado na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

As simulações rastrearam o material da Terra primitiva e de Theia durante quatro dias após a colisão. Depois, foram executadas outras simulaçõe, depois de os investigadores girarem Theia como se fosse uma bola de bilhar.

O supercomputador produziu resultados diferentes dependendo do tamanho e da direção do spin inicial de Theia: Num extremo, a colisão fundiu os dois objetos, enquanto no outro extremo houve um impacto de “vai-e-volta”.

No entanto, os cientistas relataram que, entre esses resultados, houve vários: é o caso de um aglomerado que é criado e se estabelece numa órbita ao redor da Terra após o impacto. Esse aglomerado simulado apresenta um pequeno núcleo de ferro, semelhante ao da Lua, com uma camada externa de materiais composta da Terra primitiva e de Theia.

“O facto de algumas das nossas simulações terem produzido o aglomerado orbital de material, com um disco de material adicional ao redor da Terra pós-impacto que ajudaria o aglomerado a crescer em massa com o tempo, é fenomenal”, comentou Sergio Ruiz-Bonilla, autor principal do estudo.

O próximo passo da equipa é realizar mais simulações, mas desta vez alterando a massa, a velocidade e a taxa de rotação da Terra primitiva e de Thei. O intuito é observar o efeito que estes dados têm na formação de uma potencial Lua.

“Pode haver uma série de possíveis colisões por investigar que nos podem levar ainda mais perto de entender a formação da Lua”, explico Vincent Eke, couator do estudo, ao portal.

Acredita-se que a nossa Lua se formou há cerca de 4,5 mil milhões de anos após uma colisão que envolveu a Terra primitiva e um planeta antigo do nosso Sistema Solar, mas até agora não existem muitos dados para corroborar esta teoria.

Apesar de os cientistas terem o cuidado de dizer que esta não é uma prova definitiva da origem da Lua, eles acrescentam que pode ser uma fase promissora da investigação para entender como o nosso satélite natural pode ter sido formado.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

No Japão, o suicídio entre crianças atingiu um número recorde

Segundo um relatório divulgado pelas autoridades japonesas, o receio de uma infeção pelo novo coronavírus foi a justificação mais invocada por crianças e jovens para faltarem às aulas durante um longo período de tempo. Durante o …

Com uma nova subida de preços na segunda-feira, portugueses correm às bombas

Com o anúncio do Governo da redução do ISP, e um possível aumento do preço dos combustíveis já na próxima semana, os portugueses estão a aproveitar o fim-de-semana para abastecer. Na sexta-feira, o Governo anunciou a …

O candidato às eleições presidenciais das Filipinas Ferdinand Marcos Jr.

Ferdinand-Duterte: Eleições filipinas podem pôr duas dinastias frente-a-frente (ou lado a lado)

Ferdinand Marcos Jr. é filho de um antigo ditador filipino. Agora é candidato às eleições presidenciais e poderá enfrentar a filha de Rodrigo Duterte, Sara, ou até aliar-se a ela. Ainda faltam mais de seis meses …

Recuperados da covid-19 vão poder tomar segunda dose se for preciso para viajar

A diretora-geral da Saúde revelou, este sábado, que os recuperados da covid-19 vão agora poder tomar uma segunda dose da vacina, caso seja preciso para poderem viajar. Esta semana, o Jornal de Notícias tinha avançado que …

Líder do PCP diz que problemas do país "não se resolvem com dramatizações"

O secretário-geral do PCP defendeu, este sábado, que os problemas do país "não se resolvem com dramatizações ou com o agigantar de dificuldades sobre o futuro", numa crítica ao Governo. Num discurso de quase 30 minutos …

Marcelo fez o que podia para prevenir crise política. Agora, fica à espera do diálogo

O Presidente da República transmitiu, este sábado, que fez em público e privado o que podia para prevenir junto dos partidos uma crise política e afirmou que espera diálogo sobre o Orçamento do Estado nos …

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio de família sueca

O suspeito da tentativa de homicídio de uma família sueca em Moura, Beja, foi candidato do Chega à freguesia de Póvoa de São Miguel nas últimas eleições autárquicas. O líder do partido já condenou este …

A judoca Bárbara Timo

Judoca Bárbara Timo conquista ouro nos -63kg no Grand Slam de Paris

A judoca portuguesa Bárbara Timo conquistou, este sábado, a medalha de ouro no primeiro dia do Grand Slam de Paris, na sua estreia na categoria -63 kg em provas do circuito mundial. Bárbara Timo, de 30 …

Afinal, o início do Universo pode nunca ter realmente existido

Investigador português da Universidade de Liverpool partiu da teoria dos conjuntos causais para pôr em causa alguns dos conceitos mais importantes na complexa evolução do Universo. A ideia de que o nosso universo foi criado através …

Exoplaneta gigante conseguiu sobreviver à morte da sua estrela

Cientistas encontraram um exoplaneta gigante que parece ter conseguido sobreviver à morte da sua estrela, orbitando neste momento uma anã branca. As anãs brancas são o processo final de estrelas e chegam a ser tão densas …