Sporting vs Benfica | Águia imperial em dérbi escaldante

Manuel de Almeida / Lusa

O Benfica bateu o Sporting por 4-2 no dérbi de Alvalade e mantém a perseguição ao FC Porto, deixando o anfitrião em grandes dificuldades na luta pelo título.

Os “leões” até tiveram mais bola e remataram mais, mas os “encarnados” foram bem mais perigosos, em especial nas transições, criando as únicas quatro ocasiões flagrantes do jogo, mas desperdiçaram três, pelo que o resultado poderia ter sido mais desnivelado a seu favor.

O Jogo explicado em Números

  • Início de dérbi com algumas cautelas, com lances bem desenhados pelas duas equipas, na tentativa de ultrapassar as defesas com passes rasgados. O Benfica parecia mais seguro no seu futebol e chegou à vantagem aos 11 minutos. Álex Grimaldo fugiu pela esquerda, cruzou e Haris Seferovic, sem marcação, cabeceou com eficácia para o 1-0.
  • O “leão” até tinha mais bola (54% de posse), mas a “águia” facturou ao primeiro remate que fez. E esse domínio sportinguista acentuou-se após o golo, pois a equipa estava em desvantagem e precisava de correr atrás do prejuízo. O Benfica, contudo, voltou a colocar a bola no fundo da baliza leonina, aos 22 minutos, por João Félix, lance anulado pelo VAR, por falta um pouco antes do tento.
  • Aos 24, Seferovic isolou-se, mas permitiu a defesa de Renan Ribeiro, numa altura em que os “encarnados” atacavam menos, mas sempre com muito perigo, chegando aos dois remates enquadrados em três por volta da meia-hora, contra os cinco disparos leoninos, mas apenas um com boa direcção. Ainda assim, o jogo tornou-se mais faltoso chegando às 19 infracções nesta fase, 11 delas por parte do Benfica.
  • Até que essa qualidade benfiquista no ataque acabou por dar frutos novamente. Aos 36 minutos, Seferovic isolou João Félix e este, perante Renan, não desperdiçou o 2-0. As “águias” ampliavam ao sexto remate, quarto enquadrado. O Sporting tinha pela frente uma tarefa difícil, mas não impossível.
  • Tanto não era que o Sporting reduziu aos 43 minutos. Perda de bola do Benfica a meio-campo, Nani fugiu, serviu Bruno Fernandes e este, vindo de trás, rematou forte para o 2-1 – um tento ao sétimo disparo leonino, terceiro com boa direcção. EO jogo estava relançado.
  • Primeira parte muito competitiva em Alvalade, com alguns momentos de muito bom futebol e um certo equilíbrio, expresso nos 51% de posse de bola para o Benfica.
  • Os “encarnados” foram sempre mais perigosos no ataque, enquadrando quatro de seis remates, o que lhes garantiu dois golos e vantagem ao descanso.
  • Os comandados de Bruno Lage somavam seis passes para finalização contra somente três dos sportinguistas, e criaram três ocasiões flagrantes, contra nenhuma dos anfitriões. O melhor em campo nesta fase era Seferovic.
  • O Jogador do mês de Janeiro registava um GoalPoint Rating de 7.4 ao intervalo, com um golo e uma assistência em três passes para finalização.
  • A segunda parte começou com o 3-1 para o Benfica, aos 47 minutos. Pizzi bateu um livre da direita e Rúben Dias saltou mais alto que todos e cabeceou colocadíssimo. Não podiam as “águias” recomeçar melhor a partida.
  • Aos 56 minutos, novo golo anulado, desta feita a Seferovic, por fora-de-jogo do suíço. O Benfica continuava a ser muito perigoso, em especial quando conseguia lançar transições rápidas, com muitos jogadores a subir em bloco. Chegada a hora de jogo, os “encarnados” registavam quatro remates no segundo tempo (todos na grande área contrária), dois enquadrados, contra apenas um disparo (para fora) dos “leões”.
  • O goleador leonino Bas Dost estava a sentir muitos problemas para ter bola na grande área benfiquista. Por volta dos 70 minutos somava apenas três acções com bola na área contrária, duas delas no primeiro tempo. COlectivamente, o “leão” já registava mais bola (53% de posse) e mas apenas dois remates no segundo tempo, contra cinco das “águias”.
  • Até que o Benfica acabaria por ampliar, aos 73 minutos. Renan Ribeiro carregou João Félix na grande área e, na cobrança do respectivo penálti, Pizzi fez o 4-1, embora o guardião leonino estivesse perto de defender. E aos 76 minutos, Seferovic acertou no poste e Félix atirou por cima, quando não tinha sequer Renan na baliza.
  • Aos 79 minutos, Abdoulay Diaby reduziu, mas também este tento foi anulado pelo árbitro, por fora de jogo do maliano.
  • E o encontro entrou nos últimos dez minutos com sete jogadores do Benfica no comando dos GoalPoint Ratings, todos acima de 6.0. Colectivamente, as “águias” somavam oito disparos no segundo tempo, três enquadrados, contra somente dois do “leão”, nenhum à baliza.
  • Mas o Sporting acabaria por reduzir. Vlachodimos fez falta sobre Bas Dost na grande área quando o holandês se aprestava para marcar e foi expulso por vermelho directo. Dos não desperdiçou e fez o 4-2, aos 89 minutos, ao quarto remate sportinguista na segunda parte, segundo enquadrado. E ainda faltava alguns minutos para o final.
  • O Sporting, em vantagem numérica, atirou-se para o ataque, mas mais com a cabeça do que com o coração. O Benfica fechou-se e segurou a vantagem até final.

O Homem do Jogo

Grande jogo de Rúben Dias neste dérbi. O central benfiquista vinha a realizar uma época abaixo do que mostrou em 2017/18, mas em Alvalade esteve em grande plano. O internacional português registou um GoalPoint Rating de 6.8, fruto, acima de tudo, do golo que marcou, o 3-1, mas também dos três desarmes, os três duelos aéreos defensivos ganhos em sete, as oito recuperações de posse e os dois dribles completos em três. Uma noite para recordar para o benfiquista.

Jogadores em foco

  • João Félix 6.6 – O jovem benfiquista está a viver um sonho e está feito um senhor jogador. Mais uma vez marcou no dérbi ante o Sporting e realizou uma grande exibição. Para além do golo, em três remates (dois enquadrados), Félix ainda completou três de quatro tentativas de drible e foi sobre ele cometida a grande penalidade que deu o 4-1.
  • Haris Seferovic 6.6 – O suíço voltou a mostrar porque foi o melhor jogador de Janeiro. Para além de ter inaugurado o marcador, Seferovic fez o passe para o 2-0 e terminou a partida com três entregas para finalização. E ainda atirou uma bola ao poste.
  • Bas Dost 6.3– O outro ponta-de-lança em campo acabou por ser o melhor do Sporting. O holandês fez um golo, de penálti, tendo sido sobre ele cometida a falta que valeu o castigo máximo. Para além disso, foi o mais rematador da partida, com cinco disparos, três deles enquadrados, e ganhou sete dos 15 duelos aéreos ofensivos em que participou.
  • Álex Grimaldo 6.3 – Na primeira parte era ver o espanhol a subir “furiosamente” pelo seu flanco, a criar muitos problemas à defesa leonina. E num desses lances assistiu Seferovic para o 1-0. Grimaldo completou dois de cinco dribles e somou 14 acções defensivas, entre elas cinco desarmes, não tendo sido driblado uma única vez.
  • Bruno Fernandes 6.2 – O médio fez o 2-1 para o Sporting, num excelente remate cruzado a passe de Nani. Para além disso, fez dois passes para finalização, somou o número máximo de acções com bola do jogo (86) e registou cinco desarmes.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Bebé nos EUA nasceu sem pele (e ainda não se sabe porquê)

Um bebé no Texas, nos EUA, nasceu sem pele na maior parte do seu corpo. Ja'bari Gray nasceu a 1 de janeiro e pesava apenas 1,4 quilogramas. O menino não tem pele na maior parte do …

Os donos de cães são mais felizes que os donos de gatos

O mundo está dividido em dois: amantes de cães e amantes de gatos. Um estudo acaba de revelar que os donos de cães são mais felizes do que os donos de felinos. Será que os donos …

Estávamos quase a perder um osso do joelho (mas afinal está de volta)

Algumas pessoas têm um osso extra no joelho, conhecido como fabela. Ninguém identificou um propósito para o osso, que até aumenta o risco de artrite. Não era uma surpresa que o osso estivesse a tornar-se cada …

Explosões em hotéis e igrejas no Sri Lanka fazem 200 mortos. Há um português entre as vítimas

Uma série de oito explosões simultâneas em quatro hotéis, um complexo de casas e três igrejas no Sri Lanka deixou pelo menos 207 mortos, entre os quais nove estrangeiros, e 469 pessoas feridas. Um dos …

Os ratos (também) têm sentimentos

Cientistas detetaram “neurónios-espelho” nos ratos. Quando um rato sofre, as células que o seu cérebro ativa são as mesmas do que quando vê um outro rato sofrer. A dor é partilhada e transversal, exatamente como …

Milhares de peregrinos vão a Shingo em busca de Jesus (que, diz a lenda, ali está enterrado)

Jesus não morreu aos 33 anos, mas aos 109. Casou e teve três filhas. Quem foi crucificado em Jerusalém foi o seu irmão. Estas são as crenças de um pequeno grupo de cristãos que vivem …

Os Simpsons fazem 30 anos a celebrar o seu dia internacional

A série sobre uma das famílias mais queridas da televisão mundial "Os Simpsons" vai fazer em dezembro 30 anos desde a sua estreia neste formato, mas as comemorações começam já esta sexta-feira com direito a …

Só as mulheres podem parar o Apocalipse nuclear

O aumento da participação feminina no setor nuclear ajudaria a reduzir a ameaça de um Apocalipse, afirmou recentemente a analista Xanthe Scharf. O conflito nuclear continua a ser a maior ameaça imediata à segurança global. Os …

Esqueleto que caiu de um penhasco pode ter pertencido a uma princesa

Há mais de um século, um tronco esculpido que continha o antigo esqueleto de uma mulher caiu de um penhasco à beira-mar na pequena vila costeira polaca de Bagicz. Agora, os investigadores determinaram que a mulher …

Apanhado no Facetime. Prisão perpétua para português por violação e agressão em Inglaterra

Um português a residir em Inglaterra foi condenado a prisão perpétua por violação e agressão a uma jovem de 19 anos, tendo uma captura de ecrã durante uma chamada de FaceTime sido um elemento chave. Samuel …