O Sistema Solar formou-se em menos de 200.000 anos. Foi como “uma gravidez de 12 horas”

O Sistema Solar formou-se em menos de 200.000 anos, um período de tempo considerado muito curto tendo em conta a escala astronómica.

Esta é a conclusão de uma nova investigação que levou a cabo uma série de análises isotópicas do elemento químico molibdênio encontrado em meteoritos antigos.

O material que compõe o Sol e o restante Sistema Solar é fruto do colapso de uma grande nuvem de gás e poeira, que ocorreu há cerca de 4,5 mil milhões de anos, tal como escreve a agência noticiosa espanhola Europa Press.

Olhando para outros sistemas estelares que se formaram de forma semelhante à do Sistema Solar, os astrónomos estimaram que demora cerca de um a dois milhões de anos para o colapso de uma nuvem e a ignição de uma estrela, mas esta é a primeira investigação capaz de fornecer números sobe o nosso próprio sistema solar.

“Até então, o período de formação não era realmente conhecido para o nosso sistema solar”, afirmou o cosmquímico Greg Brennecka, do LLNL (Lawrence Livermore National Laboratory), autor principal do estudo, citado em comunicado.

“Esta investigação mostra que esse colapso, que levou à formação do Sistema Solar, ocorreu de forma muito rápida, em menos de 200.000 anos”, continuou, antes de exemplificar: “Se escalarmos tudo isso para a vida humana, a formação do Sistema Solar poderia ser comparada a uma gravidez de 12 horas em vez de nove meses“.

“Este foi um processo rápido”, concluiu.

O procedimento experimental

Os sólidos mais antigos do Sistema Solar são as inclusões ricas em cálcio e alumínio (CAI, na sua sigla em inglês), e essas amostras fornecem um registo direto da formação do Sistema Solar. Essas inclusões de um micrómetro a um centímetro encontradas em meteoritos formaram-se num ambiente de altas temperaturas (mais de 1.300 graus Kelvin), provavelmente perto do ainda jovem Sol.

Foram depois transportadas para a zona onde os meteoritos condritos carbonáceos (e os seus corpos-mãe) se formaram, onde estão atualmente. A maioria dos CAIs foi formada há 4.567 milhões de anos, num período de aproximadamente 40.000 a 200.000 anos.

E é exatamente a partir daqui que se desenvolveu o o trabalho do LLNL: a equipa internacional de cientistas mediu as composições isotópicas e elementos de molibdênio (Mo) numa variedade de CAIs extraídos de meteoritos condritos carbonáceos, incluindo Allende, o maior condrito carbonáceo já encontrado na Terra.

Uma vez que a equipa de cientistas descobriu que as diferentes composições isotópicas de Mo dos CAIs cobrem toda a gama de material que se formou no disco protoplanetário, em vez de apenas uma pequena fração, essas inclusões devem ter-se formado dentro do intervalo de tempo do colapso da nuvem.

Assim, e tendo em conta que o intervalo de tempo observado de acreção estelar (1-2 milhões de anos) é muito mais longo do aquele que foi necessário para a formação de CAIs, a equipa foi capaz de determinar em que fase astronómica na formação do Sistema Solar se registou a formação de CAIs e, em última análise, a rapidez com que o material que compõe o Sistema Solar se expandiu.

Os resultados da investigação foram publicados recentemente na revista Science.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu Walter Mondale, ex-vice-presidente de Jimmy Carter

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Walter Mondale, ícone do Partido Democrata, morreu nesta segunda-feira aos 93 anos, informou a imprensa norte-americana. A imprensa, que cita um comunicado familiar, não especifica as causas da morte do ex-vice-presidente …

Vão nascer mais duas praias fluviais no Alqueva este verão

A albufeira do Alqueva vai “ganhar” duas novas praias fluviais, no próximo verão, situadas nos concelhos de Alandroal e Portel, no distrito de Évora, num investimento global superior a um milhão de euros. O projeto da …

Nova ponte que vai ligar Porto e Gaia custa 21 milhões e terá oito acessos

A obra da nova ponte rodoviária sobre o Douro custará 21 milhões de euros, oito dos quais em acessos, e o projeto de conceção e construção será lançado "muito em breve", disse o autarca …

A tinta mais branca de sempre pode ajudar na luta pelo clima

A tinta mais branca já desenvolvida até agora reflete 98.1% da luz, podendo ser uma boa aliada no combate às alterações climáticas. No ano passado, uma equipa de cientistas desenvolveu uma tinta ultra-branca que atingiu uma …

Dois milhões com primeira dose esta terça-feira. Centros de vacinação precisam de mais 1.700 profissionais

Portugal deve atingir nesta terça-feira a marca dos dois milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose de vacina contra a covid-19, adiantou esta segunda-feira a task force responsável pelo plano de vacinação. "Estima-se que, até …

Governo quer renovar contrato do SIRESP por seis meses (mas Altice recusa-se)

O Ministério da Administração Interna vai reunir-se esta terça-feira com a Altice, a quem iria propor uma renegociação e renovação por mais seis meses do contrato que assegura o Sistema Integrado das Redes de Emergência …

Pedro Nuno quer tirar carros das estradas (e que viagens de avião com menos de 600 quilómetros desapareçam)

Esta segunda-feira, foi lançado o Plano Ferroviário Nacional (PFN) numa sessão pública organizada no LNEC-Laboratório Nacional de Engenharia Civil, que deverá estar concluído em março de 2022. Na apresentação, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, …

Estas formigas encolhem o cérebro para se tornarem rainhas

Cientistas descobriram que as formigas saltadoras indianas reduzem o tamanho do seu cérebro para terem a oportunidade de se tornarem rainhas (e que são capazes de reverter esta mudança quando é preciso). Há muito que …

O "fantasma" de Sócrates pairou no aniversário do PS, mas ninguém o mencionou

O secretário-geral do PS, António Costa, homenageou esta segunda-feira, dia do 48.º aniversário do partido, os primeiros 115 autarcas socialistas eleitos em 1976 e afirmou que os militantes do partido são mais importantes do que …

"Sem paralelo em qualquer outra experiência externa". Marcelo elogia reuniões no Infarmed

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que as reuniões do Infarmed, que juntam especialistas, líderes políticos e parceiros sociais, são realizadas “num quadro político e institucional sem paralelo em qualquer outra experiência …