Sistema que evitava acidentes foi rejeitado por ser caro, diz engenheiro da Boeing

Um engenheiro da Boeing apresentou queixa contra a própria empresa, acusando-a de ter evitado a aplicação de um sistema de segurança por ser caro.

Um engenheiro da Boeing apresentou queixa contra a própria empresa, acusando-a de ter evitado a aplicação de um sistema de segurança no 737 Max, destinado a corrigir as falhas que se presumem estar na causa dos acidentes da Etiópia e da Indonésia. Segundo a queixa, a direção da Boeing estava “mais preocupada com os custos e com os prazos do que com segurança e qualidade”.

Segundo o Observador, o engenheiro refere na queixa que chegou a ser desenvolvido um sistema de cálculo da “velocidade sintética”, que permitiria alertar os pilotos para quando o “ângulo de ataque” (a posição do avião em pleno ar) fosse desaconselhada ou perigosa.

Ainda assim, aponta que a empresa evitou aplicar esse sistema de segurança ao Boeing 737 Max, porque isso obrigaria a novos e dispendiosos testes a serem feitos por pilotos em simuladores de voo. O sistema acabou por ser aplicado mais tarde noutro modelo da Boeing, o 787 Dreamliner.

A queixa foi apresentada ao Departamento de Justiça e analisada pelo norte-americano The New York Times, que identifica o engenheiro como Curtis Ewbank. De acordo com o profissional – que trabalhou para a Boeing entre 2010 e 2015, tenho regressado à empresa no ano passado -, a sua saída em 2015 deveu-se em parte às suas preocupações sobre a alegada falta de prioridade dada à segurança na construção dos aviões.

Ainda que não seja “possível dizer com toda a certeza que qualquer aplicação do sistema de velocidade sintética no 737 Max teria prevenido os acidentes” da Indonésia e da Eitópia, é claro para o engenheiro que a empresa deveria ter outras prioridades, ao invés de evitar custos em detrimento da segurança.

Ao The News York Times, um ex-funcionário da Boeing confirmou a acusação de Curtis Ewbank. Contudo, acrescentou que a queixa do engenheiro era exagerada quanto à possibilidade de o sistema de “velocidade sintética” corrigir as situações que levaram aos acidentes de outubro de 2018 e março de 2019.

A Boeing também reagiu a estas declarações, rejeitando em comunicado enviado ao jornal as acusações de Curtis Ewbank, dizendo que “a segurança, a qualidade e a integridade estão no centro dos valores da Boeing”.

“A Boeing oferece aos seus empregados vários canais para expor as suas preocupações e queixas e tem processos rigorosos a decorrer, tanto para assegurar que estas queixas são devidamente consideradas como para proteger a confidencialidade dos empregos que as fazem”, completou o porta-voz da Boeing Gordon Johndroe.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …

Poluição do ar em Sydney entre as 20 piores do mundo devido aos incêndios

A poluição do ar em Sydney, a maior cidade da Austrália com mais de cinco milhões de habitantes, está hoje entre as 20 piores do mundo devido ao fumo dos incêndios no leste do país. "Sydney, …

Audições da RTP sobre "Sexta às 9" aprovadas pelos deputados

Os deputados da comissão parlamentar de Cultura e Comunicação aprovaram "por unanimidade", esta terça-feira, as audições da diretora de informação e do presidente da RTP sobre o programa "Sexta às 9". O grupo parlamentar do PSD …

Conquistas da seleção renderam 140 milhões em menos de 20 anos

As conquistas da seleção portuguesa renderam já mais de 140 milhões de euros à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em menos de 20 anos. Os números são avançados esta terça-feira pelo O Jogo, que dá …

Rosa Grilo acusa PJ de "agarrar em dois idiotas" para acusar de homicídio

A arguida acusou a Polícia Judiciária (PJ), esta terça-feira, de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito", em alusão a si e a António Joaquim, para os incriminar da morte do marido, reiterando que …

Aeroporto de Lisboa encerra de madrugada entre janeiro e junho

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, vai fechar para obras de alargamento da pista de janeiro a junho, entre as 23h30 e as 05h30 da manhã. De acordo com a TSF, o Aeroporto Humberto Delgado, em …

Fase de Instrução do processo Hells Angels começa no dia 27

A fase de instrução do processo Hells Angels vai começar no dia 27 deste mês, no Tribunal Central de Instrução Criminal, e já há sessões marcadas até 19 de dezembro. Fonte judicial referiu à agência Lusa …