Siemens vai criar comboio de alta velocidade que ligará Mar Vermelho e Mediterrâneo

Miguel A. Lopes / Lusa

Um consórcio liderado pela multinacional alemã Siemens estabeleceu um contrato de 4,5 mil milhões de euros para construir uma linha ferroviária de alta velocidade que ligue Ain Sukhna, no Canal de Suez, a Alexandria e a Marsa Matruh, ou seja, o Mar Vermelho ao Mar Mediterrâneo.

De acordo com o Spiegel, além de uma série de questões sociais e económicas, o Egito enfrenta há muito problemas nos transportes, com os autocarros de pequena dimensão sobrelotados, o trânsito caótico e as fracas estruturas e ferrovias. Os automóveis, as locomotivas e as tecnologias de sinalização desatualizadas completam o cenário.

Segundo o artigo, este projeto ficará concluído em 2027, sendo posteriormente estendido até Luxor e a cidade de Hurghada. A iniciativa proporcionará estímulo económico e criará empregos para cerca de 15.000 pessoas no Egito numa primeira fase, informou a Siemens. Duas empresas egípcias foram contratadas para a construção da rota.

A construção da ferrovia também criará empregos na Alemanha. A Siemens produzirá comboios de alta velocidade Velaro, em Krefeld, locomotivas para carga e transporte regional, em Munique, e tecnologia de sinalização, em Braunschweig.

Esta iniciativa é uma reminiscência de projetos de infraestrutura que empresas alemãs construíram na região durante as décadas de 1960 e 1970. Na época, Alemanha, França e outros países investiram em nações em desenvolvimento e emergentes, tendência que começou a diminuir na virada do milénio.

  Taísa Pagno, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.