Os segredos que guarda estão a magoá-lo (mas não da forma que pensa)

Magoa guardar segredos. Secretismo está associado com um menor bem-estar, pior saúde e relações menos satisfatórias. Estudos ligam o secretismo à ansiedade, depressão e à progressão rápidas de doenças.

Há uma explicação óbvia para estas consequências: esconder segredos dá trabalho. É preciso pensar no que se vai dizer para que nada escape – e isto requer evasão e até mentiras. A vigilância constante e a dissimulação pode ser mesmo exaustivo.

Um novo estudo, contudo, sugere que os danos dos segredos não tem a sua origem no “esconder”. O verdadeiro problema não é ter de o ocultar, mas sim viver com ele e pensar nele.

O conceito de secretismo invoca a imagem de duas pessoas numa conversa, com uma delas ativamente a omitir algo da outra. Ainda assim, este tipo de dissimulação é incomum. É bem mais comum ruminar os nossos próprios segredos. Há mesmo uma tendência a pensar nos segredos que são mais prejudiciais para o nosso bem-estar.

Pensar, simplesmente, num segredo pode fazer-nos sentir “não autênticos”. Ter um segredo que volta à mente várias vezes pode ser cansativo. Quando se pensa num segredo, pode fazer-nos sentir isolados.

Para melhor compreender os danos do secretismo, Michael Slepian, da Columbia University, e a sua equipa quiseram compreender melhor que segredos as pessoas guardam – e por quanto tempo. Eles concluíram que 97% das pessoas têm sempre, pelo menos, um segredo. Além disso, as pessoas têm, em média, 13 segredos.

Uma sondagem de mais de cinco mil pessoas concluiu que os segredos mais comuns incluem preferências, desejos, problemas relacionados com relacionamentos e sexo, traições, infidelidade e quebra de confiança de outras pessoas.

Os investigadores perguntaram aos participantes quão frequentemente ocultavam segredos durante uma conversa e quão frequentemente pensavam nesse mesmo segredo fora das interações sociais.

Segundo as conclusões, quanto mais vezes as pessoas pensavam no segredo, pior se sentiam. A frequência de dissimulação ativa, contudo, não estava associada ao bem-estar.

Depois da investigação, os cientistas publicaram o estudo na revista Social Psychological and Personality Science e revelaram porque é que pensar num segredo é tão prejudicial.

De acordo com os investigadores, quando uma pessoa confia o segredo a um terceiro, isso não reduz a frequência com que têm que esconder o segredo de outros. Pelo contrário, reduz a frequência com que a mente se desvia para o segredo em momentos irrelevantes.

O ato de confiar um segredo pode aliviador, não é suficiente. Ao confidenciar um segredo, o que é útil é a conversa que se segue. As pessoas relatam que quando partilham um segredo com outra pessoa, muitas vezes recebem apoio emocional, orientação útil e conselhos úteis. Essas formas de apoio fazem com que as pessoas se sintam mais confiantes e capazes de lidar com o segredo.

Quando as pessoas encontram uma maneira mais saudável de pensar sobre o seu segredo, refletem menos sobre isso e melhoram o bem-estar. Os estudos sugerem que o importante é conversar com outra pessoa sobre um segredo. Uma única conversa pode levar a uma perspetiva e mente mais saudáveis.

A nova ciência do sigilo traz boas e más notícias. A má notícia é que, mesmo quando não estamos a esconder os nossos segredos, eles ainda estão connosco e podem magoar-nos. A boa notícia é que, mesmo quando se escolhe manter algo secreto, conversar com outra pessoa pode fazer diferença.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Vaticano destitui ex-cardeal dos Estados Unidos por acusações de abusos sexuais

A Congregação para a Doutrina da Fé expulsou do sacerdócio o ex-cardeal e arcebispo emérito de Washington Theodore McCarrick depois de este ser acusado de abusos sexuais de menores e seminaristas, anunciou o Vaticano. Num comunicado, …

Maré de água suja atingiu a já debilitada Grande Barreira de Coral

Um enorme manto de água poluída oriunda das recentes inundações que se registaram no nordeste da Austrália penetrou em partes da já debilitada Grande Barreira de Coral, o maior recife de coral do mundo. Estas camadas …

É oficial: Pedro Marques é o cabeça-de-lista socialista às europeias

O atual ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, é o cabeça de lista dos socialistas às eleições europeias. Era uma notícia já avançada por vários órgãos de comunicação social e hoje António Costa confirmou-a. …

Governo espanhol aprova ordem de exumação de Franco

O Governo espanhol aprovou a ordem para exumar o ditador Francisco Franco do seu atual lugar de enterro, o monumento do Vale dos Caídos, medida à qual a família ainda se opõe. Os familiares de Franco …

Sonda da NASA aperta órbita em preparação para a missão Marte 2020

A missão MAVEN (Mars Atmosphere and Volatile Evolution) da agência espacial norte-americana, já com 4 anos, está a embarcar numa nova campanha para apertar a sua órbita em torno de Marte. A operação vai reduzir …

Trump precisa de oito milhões de dólares para o muro e a Casa Branca explica onde os vai buscar

A Casa Branca identificou esta sexta-feira os fundos federais que serão utilizados pela administração de Donald Trump para conseguir financiar a construção do muro na fronteira com o México. O Presidente norte-americano declarou esta sexta-feira estado …

Desativação de bomba da II Guerra Mundial paralisa e evacua Paris

Mais de mil moradores e trabalhadores evacuados, comboios urbanos, nacionais e internacionais cancelados, estradas fechadas, rotas de autocarro desviadas e pelo menos uma estação de metro encerrada em Paris. Também o bairro de porte de La …

Pouco se sabe sobre a morte de Khashoggi. Mas há um homem que diz ter muito para contar

Neste momento, as informações aparecem a conta-gotas. Foi a estratégia usada pelas autoridades turcas, desde o primeiro momento, para gerir a forma como revelaram informações sobre o assassinato de Jamal Khashoggi. Khashoggi morreu dentro do consulado …

Enfermeiros marcam greve nacional para 8 de março

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE) vai decretar greve nacional para dia 8 de março, para permitir a participação dos profissionais numa marcha em homenagem à enfermagem que está programada para Lisboa. O anúncio foi …

Octogenário espanhol usava bancos portugueses para lavar dinheiro

Duas agências bancárias situadas no Porto e em Valença do Minho foram usadas por um narcotraficante espanhol para lavar o dinheiro que ganhava com a venda de estupefacientes e ainda no contrabando de tabaco. Uma investigação …