Foi a primeira norte-americana no Espaço. E tudo começou com uma simples carta

Sally Ride foi a primeira mulher norte-americana a ir ao Espaço. A sua jornada espacial começou com uma simples carta, escrita à mão e com apenas 40 palavras, que enviou à NASA.

A história de Sally Ride, a primeira mulher norte-americana a ir ao Espaço, começa no ano de 1977, numa altura em que estava a terminar o seu doutoramento em Astrofísica. Ao ver um artigo no jornal Stanford Daily, no qual se lia que a NASA estava a recrutar mulheres para fazerem parte do seu programa espacial, Sally pôs mãos à obra.

Numa carta escrita à mão, agora revelada pelo Business Insider, a norte-americana precisou apenas de 40 palavras (e ainda menos, quando traduzida para Português) para demonstrar o seu interesse:

“A quem possa interessar,
Sou uma doutoranda em Astrofísica, na Universidade de Stanford, e estou interessada no vosso programa espacial. Por favor, peço que me enviem os formulários necessários para concorrer como candidata ao cargo de ‘especialista de missão’.
Obrigada,
Sally Ride”

A missiva, que tinha até uma palavra riscada, foi partilhada com o jornal pela companheira de vida da astronauta, Tam O’Shaughnessy, e iniciou o percurso daquela que seria uma das seis mulheres astronautas aceites nesse programa da NASA.

Em declarações ao Business Insider, citado pelo site Science Alert, O’Shaughnessy conta que Sally nunca tinha pensado ser astronauta até ler aquele artigo. “Estava a tomar o pequeno-almoço na cafeteria da universidade e teve um daqueles ‘cliques’: ‘Meu deus, quero fazer isto. Quero tentar fazer isto’. Por isso enviou a carta à NASA”.

A astronauta foi pela primeira vez ao Espaço, no dia 18 de junho de 1983, como especialista de missão na segunda missão do Space Shuttle Challenger, e voltou a ir no ano seguinte. A ideia era voltar lá novamente mas esses planos foram travados com a destruição do Challenger em 1986, num acidente no qual morreram os sete tripulantes.

Numa entrevista à NASA, em 2002, Sally conta que, no início, o processo de seleção dos candidatos foi até “divertido” e “rápido”. “Não sei se foi numa semana ou num mês, recebi um formulário simples de uma ou duas páginas que não era muito mais do que: ‘Existe realmente alguém do outro lado deste formulário? Quer realmente concorrer a esta vaga?”.

Ao longo do tempo, o processo foi ficando mais sério, tendo sido aceite no programa da agência espacial norte-americana. Sally tornou-se uma especialista da NASA em sistemas de robótica e fez parte da comissão que investigou o desastre do Challenger.

A astronauta, que faleceu em 2012, recebeu no ano seguinte, numa homenagem póstuma, a Medalha Presidencial da Liberdade, entregue pelo então Presidente dos EUA, Barack Obama, que a considerou “mais do que uma astronauta, mas sim um tesouro americano”.

Sally dedicou a sua vida ao Espaço, não só ao melhorar a educação da ciência, mas também ao fundar a organização sem fins lucrativos Sally Ride Science. A astronauta queria encorajar crianças e jovens a ter uma maior paixão pela ciência, sobretudo raparigas.

“Penso que a maioria das pessoas ainda a vê apenas como uma astronauta. Mas não valorizam o tanto que ela fez por trás de cena que afetou a política espacial e a política de educação científica”, conclui o marido.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …