Dispara número de portugueses a ganhar salários superiores a três mil euros

Num ano, portugueses a ganharem salários de topo aumentaram 34,5%. Por outro lado, há menos 162 mil pessoas a receberem menos de 600 euros líquidos.

De acordo com o inquérito ao emprego do Instituto Nacional de Estatística (INE), cujos resultados foram revelados na edição desta quinta-feira do Jornal de Notícias, há cada vez mais salários de topo e menos salários muito baixos.

Os salários superiores a três mil euros são os que crescem ao ritmo mais elevado e os salários baixos, que rondam o mínimo nacional previsto na lei, estão em queda.

No segundo trimestre deste ano, Portugal tinha menos 162 mil pessoas a ganharem menos de 600 euros líquidos, em comparação com o mesmo período de 2017. Estes números correspondem a uma descida de 14,4% em relação ao cenário do ano passado.

Isto significa que há cada vez mais pessoas com salários nos escalões próximos da média nacional dos salários portugueses, ou seja, 887 euros. De acordo com o diário, quase metade dos trabalhadores portugueses tem salários entre 600 e 1200 euros, uma subida de 8,3%.

Já acima dos 1200 a evolução tem sido ainda mais surpreendente, uma vez que quase 70 mil pessoas ganham um ordenado acima da média para a economia portuguesa, um crescimento de 10,2%. Mas são os salários acima dos 3000 euros que crescem a um ritmo claramente mais elevado: 34,5% em apenas um ano.

Ainda assim, um em cada cem portugueses ganha aquele que é considerado um salário de topo.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Então, são uns felizardos… Não percebo é como há menos 162 mil pessoas a receberem menos de 600 euros líquidos. Morreram? Emigraram? Foram aumentadas em10 euros?

  2. Como dizia Winston Churchill: ” As únicas estatísticas em que se podem confiar são aquelas que nos mesmos falsificamos”,
    É mais do que óbvio que estes dados estatísticos estão todos martelados. Por um lado agora consideram o subsídio de alimentação com rendimento (que na verdade é, mas que só agora é considerado como dados estatístico), o subsidio de férias e de natal (mais uma vez é verdade que é um rendimento, mas que só agora é considerado como dados estatístico), deixaram de considerar certos compensações financeiras como rendimento (como é os valores miseráveis que muitas milhares de pessoas recebem nas formações, suicídios de desemprego, ajudas de custo, etc.).
    De ai que cada vez mais temos menos pessoas a receber o ordenado mínimo (e é verdade, o que não quer dizer é que cada vez mais não haja pessoas a receber menos!!!)
    Por outro lado, temos quase todos os funcionários públicos, de empresas públicas e diplomatas a verem atualizadas e devolvidas as regalias que tinhas anteriormente (se merecem ou não é outra questão!), assim como os executivos das grandes empresas (que na maioria das vezes são ex-políticos!).
    Desta forma vemos um disparar não real dos salários acima dos 3000€.
    Se martelarmos isto tudo como der jeito aos políticos, Portugal nunca teve rendimentos tão altos como agora.
    A infeliz realidade é que nunca na história de Portugal (república e monarquia) o pais esteve tão:
    -> “enterrado” em dívidas (somos um dos países mais devedores per capita do mundo… em média cada pessoa em Portugal deve por volta de 100.000€ ao exterior!)
    -> com o menor investimento (entenda-se por investimento todo o dinheiro que gera valor transacional, como empresas transformadora e de serviços com potencial exportador, e não a compra de imóveis por celebridade!!!) direto efetivo (que não é subsidiado pelo estado) do exterior (de facto o exterior esta retrair ou desfazer-se de investimentos passados.
    -> os bancos Portugueses não têm liquides nenhuma (começam a cobrar por tudo… tão grande é o desespero por dinheiro!)
    -> o estado Português esta mais “seco que o deserto da Sahara” (se não fosse a UE a adiar os pagamentos da ordem dos 16.000.000.000 da dívida este ano estávamos com uma Troika aqui outra vez… mas ninguém fala nisso… pois não!)
    -> E o pior de tudo, é que a vida nunca este tão cara e os Português tão “tesos” como agora.
    Por isso, a única forma que vejo os políticos de dizer que isto não esta assim tão mal é dar a entender ou passar a perceção de que “EU ESTOU MAL, MAS OS OUTROS ESTÃO MELHOR QUE EU”.
    Até pode ser verdade para alguns, mas, infelizmente, a triste realidade é que a grande maioria esta mal…

    • Sim, mas não faltam países com mais divida externa per capita do que os portugueses!!
      Portugal estava (em 2017) em 27º, com muitos países europeus com mais divida per capita do que Portugal!!

      List of countries by external debt:
      Rank Country/Region External debt US dollars Date Per capita US dollars % of GDP
      6 Luxembourg 3,781,000,000,000 31 December 2017[5] 6,968,000 6,307
      91 Palau 18,380,000,000 31 December 2014 est.[92] 846,000 6,209
      9 Ireland 2,384,247,000,000 31 December 2017[8] 496,000 684
      95 Monaco 16,500,000,000 30 June 2010 est. 434,000 240
      5 Netherlands 4,510,400,000,000 31 December 2017[4] 264,000 522
      15 Singapore 1,320,567,000,000 30 June 2017[15] 231,000 453
      50 Malta 96,251,300,000 30 June 2017[51] 223,000 879
      12 Switzerland 1,820,695,000,000 31 December 2017[11] 213,100 269
      36 Mauritius 189,220,000,000 30 June 2017[36] 148,000 1,536
      2 United Kingdom 8,475,956,000,000 31 December 2017[1] 127,000 313
      19 Norway 623,223,000,000 30 June 2017[19] 117,000 169
      16 Belgium 1,278,465,000,000 30 June 2017[16] 112,000 265
      46 Cyprus 119,672,000,000 30 June 2017[47] 97,200 597
      17 Sweden 938,692,000,000 30 June 2017[17] 94,500 177
      24 Finland 483,369,000,000 30 June 2017[24] 87,500 196
      3 France 5,689,745,000,000 31 December 2017[2] 87,200 213
      23 Denmark 491,617,000,000 30 June 2017[23] 85,700 163
      18 Austria 638,340,000,000 30 June 2017[18] 73,100 167
      81 Iceland 24,390,600,000 30 June 2017[82] 72,700 118
      40 Qatar 159,200,000,000 31 December 2016 est.[41] 68,100 102
      4 Germany 5,398,267,000,000 31 December 2017[3] 65,600 141
      14 Australia 1,487,720,000,000 30 June 2017[14] 60,800 126
      1 United States 21,171,000,000,000 3 May 2018 58,200 98
      11 Canada 1,931,900,000,000 31 December 2017[10] 52,300 115
      10 Spain 2,259,127,000,000 31 December 2017[9] 48,700 167
      — Puerto Rico 167,400,000,000 31 January 2015 est. 47,800 164
      93 Bahamas 17,560,000,000 31 December 2013 est.[94] 44,200 194
      27 Portugal 447,022,000,000 30 June 2017[27] 43,300 21
      https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_countries_by_external_debt

  3. Tem toda a razão. Há países com uma maior dívida externa (neste caso o meu comentário não foi exato!).
    Mas se considerar o rácio da dívida externa com o capital (investido ou emprestado) no exterior (este rácio é designado de “Net international investment”) Portugal esta em 5º lugar dos piores (https://en.wikipedia.org/wiki/Net_international_investment_position#List_of_countries_and_regions_by_net_international_investment_position)
    Acredito que estes valores estejam muito martelados (para favorecer alguns países e prejudicar outros), mas o certo é que estamos muito mal!!!
    E pior que tudo, é que os governantes nos últimos anos nos têm “posto ao jeito” de que quando a “coisa rebentar” dos primeiros a levar “porrada” somos nós…
    Países como os USA, o UK, a França, etc. que também estão mal (e provavelmente pior do que anunciado) têm mais capacidade de resposta e de reação a uma crise que surja, quer por recursos económicos quer por capacidade militar intimidante.
    Pais como Portugal não podem ir atrás destes “monstros” pois se a “coisa” corre mal, eles descarregam para nos.
    E os nossos políticos que só pensam neles, depois descarregam para o povo… que, como sempre, acaba por pagar as estupideces, desonestidades, caprichos e incompetência dos nos governantes…

RESPONDER

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …