Adeptos preocupados com “fuga para a frente” de Rui Costa (e nem um projecto megalómano os descansa)

4

Rui Costa deu a sua primeira entrevista como presidente do Benfica, reforçando o seu benfiquismo para afastar as suspeitas que há sobre o seu eventual envolvimento nos “esquemas” de Luís Filipe Vieira. Mas as declarações do ex-jogador deixaram alguns adeptos preocupados…

“Fui seis vezes campeão como dirigente e nunca recebi um euro. Porque é que teria de andar em esquemas?” Esta foi uma das declarações de Rui Costa na entrevista à Benfica TV, onde afastou a ideia de ter participado nos alegados esquemas de Vieira, ex-presidente do Benfica, que prejudicaram o clube.

Rui Costa garantiu não estar envolvido no caso judicial Cartão Vermelho que tem Vieira como principal suspeito.

“O assinar os documentos não implica que tenha conhecimento do que quer que fosse”, salientou o actual presidente do Benfica que fez parte da direcção de Vieira quando este terá desviado vários milhões da esfera do clube para as suas contas pessoais e de familiares.

Neste âmbito, Rui Costa garantiu que a auditoria forense que está a ser levada a cabo no Benfica foi alargada “a todos os 55 contratos que o Ministério Público tem em mãos” e que estão sob suspeita.

“Serei implacável”, prometeu também o ex-futebolista.

Na entrevista, Rui Costa também deixou um voto de confiança ao administrador Domingos Soares de Oliveira que pode ser suspeito de ter fechado os olhos aos alegados esquemas de Vieira em troca de benefícios pessoais.

“Recuso-me a encontrar bodes expiatórios”

Além disso, o presidente do Benfica defendeu o diretor-geral para o futebol profissional, Rui Pedro Braz, depois de notícias que o apontavam como a fonte de algumas notícias que saíram nos jornais desportivos.

“Recuso-me a encontrar bodes expiatórios. Quando algo não corre tão bem, a culpa não é de um ou de outro. É do conjunto. Tanto o Rui [Pedro Braz] como o Luisão são benfiquistas ferrenhos“, vincou também.

“O Rui [Pedro Braz] teve um papel importante no mercado e tem-se empenhado ao máximo e tem condições para ser um extraordinário director”, acrescentou.

Na mesma entrevista, Rui Costa admitiu que houve uma “desavença” entre o treinador Jorge Jesus e Pizzi. Mas “não foram os jogadores que despediram Jorge Jesus”, garantiu, embora tenha reconhecido que o plantel “mostrou apoio a Pizzi” em detrimento do treinador.

Sobre a escolha do técnico Nélson Veríssimo para o lugar de Jesus, Rui Costa diz que acredita que “não será só para seis meses”, mas que pode ser solução para mais longo prazo.

Além disso, o ex-futebolista também disse que quer reduzir o plantel para dar mais espaço aos jovens da formação.

Cidade Benfica vai ser “projecto único no mundo”

Rui Costa também quis deixar aos adeptos a ideia do futuro grandioso que está a ser preparado no clube com a Cidade Benfica que será um centro de rendimento desportivo.

“Estamos a trabalhar afincadamente para conseguir um espaço maior do que se tinha pensado, com um projecto bem maior” que “possa albergar o Benfica inteiro“, referiu o presidente das águias.

“Conseguindo o que estamos a estudar e à procura, a tentar finalizar neste momento, será um projecto único no mundo“, vincou ainda.

Além disso, Rui Costa notou que o Estádio da Luz vai ser renovado “indo ao encontro das vontades dos nossos adeptos”.

“No início da próxima época, quando os adeptos voltarem, já irão encontrar ecrãs novos e luzes em LED novas, o que permite outra atmosfera do Estádio”, prometeu.

Também estão a ser planeadas obras para o exterior do Estádio, revelou ainda.

“Fuga constante aos 12 anos como director”

A entrevista de Rui Costa, a primeira desde que assumiu a presidência do Benfica, não teve contudo o efeito desejado junto de alguns adeptos. A ideia seria afastar suspeitas e reforçar a credibilidade do ex-futebolista como presidente do Benfica, mas ficam dúvidas no ar.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Até no âmbito do projecto Cidade Benfica, há quem lance suspeitas quanto aos terrenos onde vai nascer, frisando que ficará próxima de alegadas propriedades adquiridas por Vieira e pelo próprio Rui Costa.

Por outro lado, há quem lamente a falta de ambição desportiva de Rui Costa, notando que acena com um projecto megalómano, mas que não aponta a quaisquer conquistas desportivas.

Há ainda quem não lhe perdoe a “fuga constante aos 12 anos como director desportivo, onde várias decisões que tomou prejudicaram o clube”.

  ZAP //

4 Comments

  1. Mais este agora com projeto megalómano talvez a contar também com os tais “empréstimos” bancários como tem acontecido anteriormente como se nós tenhamos o dever de pagar as asneiras destes profetas da bola!

  2. Toda a gestão e gerencia do Benfica tem de ser substituida, remodelada. O LFV é apenas a ponta do iceberg. O Benfica e os sócios foram roubados por esta gente a torto e a direito. Mas os processos judiciais só podem ser feitos quando toda essa gente saír do clube, com eles lá isso não é possível.

      • Sou benfiquista e quero o melhor para o clube. O problema é não sei o que seja “um projeto desportivo”. Só conversa da treta, chavões que fraudes como o Manha referido acima fala. Por exemplo de projeto”, tenho a há muito pensada reforma da minha casa, só tem havido um problema, a ausência de meios financeiros próprios para remodelar. Nenhum clube de nível de Champions tem qualquer projeto desportivo,, querem é ganhar, e só podem pensar nisso aqueles que possuam meios financeiros para comprarem os melhores jogadores, o Manchester City é o exemplo perfeito desta realidade. Sem jogadores de nível muito elevado e estruturas técnicas do mesmo patamar se pode pensar um projeto ganhador e com este atrair os grandes financiadores e patrocinadores. No futebol, Portugal tem um trunfo, o português tem imenso talento para a profissão, o problema é o mercado de trabalho, os salários que os clubes portugueses não podem sequer sonhar pagar.
        Fico por aqui, pregar aos ignorantes é demasiado cansativo.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.