Retrato de Shakespeare em vida descoberto num livro sobre botânica do século XVI

Rex Features

William Shakespeare

William Shakespeare, na capa da revista Country Life

Um livro sobre botânica de 1598 tem entre as suas gravuras aquele que pode ser o único retrato de Shakespeare feito enquanto era vivo.

O botânico e historiador Mark Griffiths decifrou um “código engenhoso” para identificar o dramaturgo numa gravura do século XVI. “Isto é como Shakespeare se parecia, desenhado ao vivo e no auge da vida”, afirma o especialista.

Os pormenores sobre a descoberta são revelados na edição desta semana da revista Country Life. Mark Hedges, editor da publicação, afirma tratar-se da “descoberta literária do século“, já que é o “único retrato verificável desenhado durante a vida do maior escritor de sempre”.

O editor acrescentou que a gravura mostra o poeta com 33 anos, “no seu auge”. “Ele já tinha escrito o ‘Sonho de uma Noite de Verão’ e estava prestes a escrever o ‘Hamlet’. Ele tem a boa aparência de uma estrela de cinema”, afirmou.

Mark Griffiths revela ter chegado à descoberta quando estava a pesquisar a biografia do pioneiro da botânica John Gerard (1545-1612), autor da obra “The Herball or Generall Historie of Plantes”, publicada em 1598 e descrita como a maior publicação em inglês sobre plantas.

O investigador descreve que havia apenas 10 cópias da primeira edição do livro, que tinham a primeira página com gravuras de William Rogers, mas as quatro figuras ilustradas eram tidas como personagens imaginárias.

Contudo, Griffiths afirma ter descodificado os elementos decorativos à volta das figuras, tais como motivos heráldicos e plantas emblemáticas, para revelar as suas “verdadeiras identidades”: o autor John Gerard; Rembert Dodoens, um renomado botânico flamengo; e Lord Burghley, o tesoureiro da rainha Isabel I de Inglaterra.

O quarto retrato, com cerca de oito centímetros, mostra um homem com barba e uma coroa de louros e uma série de elementos simbólicos que apontam para a sua identidade – William Shakespeare -, como uma fritilária e uma espiga de milho doce – plantas que Griffiths afirma apontarem para o poema “Vénus e Adónis” e a peça “Titus Andronicus”.

A revelação não é, contudo, unanimemente aceite. O investigador Michael Dobson, diretor do Instituto Shakespeare da Universidade de Birmingham, afirmou à BBC estar “profundamente não convencido” desta teoria. “Ainda não li os argumentos ao pormenor, mas a Country Life não é a primeira publicação a fazer este tipo de alegações”, afirma.

Por outro lado, Edward Wilson, professor emérito do Colégio Worcester da Universidade de Oxford (Inglaterra) que colaborou com Griffiths durante cinco anos antes de trazer a descoberta a público, garante que “é absolutamente seguro, é sensacional”.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …

Próxima cimeira do G7 vai ser num resort de Donald Trump

A próxima cimeira do G7 será realizada num dos clubes de golfe do Presidente norte-americano, Donald Trump, na Florida, e o clima não constará da agenda de trabalhos, disse esta quinta-feira o chefe de gabinete …

Russos e ucranianos estão em guerra por causa de sopa

A sopa de beterraba é russa ou ucraniana? Um tweet do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa veio falar em prato nacional e a reação na Ucrânia não tardou a chegar. O tweet é de …