“A bola tocou-me!” Ronaldo reclama golo de Bruno Fernandes, mas FIFA não cede

13

José Coelho / Lusa

O primeiro golo foi atribuído a Bruno Fernandes, mas Cristiano Ronaldo está a reclamar a sua autoria. A FIFA já reabriu o caso e a Federação Portuguesa de Futebol vai enviar provas de que foi CR7 a marcar.

Bruno Fernandes foi uma das principais figuras da vitória de Portugal frente ao Uruguai que carimbou a passagem da equipa das quinas para os oitavos de final, tendo marcado os únicos dois golos da partida.

Ou será que marcou mesmo? Se ninguém contesta o penálti que o médio do Manchester United converteu já nos descontos, o mesmo não se pode dizer do primeiro golo marcado aos 54 minutos.

Bruno Fernandes cruzou para a grande área e Ronaldo saltou, dado a impressão inicial de que tocou na bola, tendo a FIFA atribuído o golo a CR7 inicialmente. No entanto, uma análise posterior às imagens parece mostrar que Ronaldo não chega a cabecear a bola e que a direcção desta não foi alterada, tendo a FIFA voltado atrás e atribuído o golo a Bruno Fernandes.

Já após o apito final, Cristiano Ronaldo foi visto a reclamar a autoria do golo, gesticulando que a bola lhe tocou na testa. Recorde-se que Ronaldo conta com oito golos em Mundiais, sendo que o golo de ontem poderia ser o seu nono e permitir-lhe assim igualar o recorde de Eusébio, que abanou as redes nove vezes no Mundial de 1966, a única edição em que participou.

O ex-jogador norte-americano Alexi Lalas também revelou que Ronaldo enviou imediatamente uma mensagem a Piers Morgan — o jornalista a quem deu a entrevista explosiva onde detonou o United — a reclamar a autoria do golo.

“A notícia de última hora é que o Cristiano Ronaldo não marcou apesar das suas alegações de que lhe tocou. Falei com o Piers Morgan e ele disse que o Cristiano lhe mandou uma mensagem no balneário a dizer que acha que lhe tocou na cabeça. Por isso, quem sabe”, afirmou o ex-capitão da selecção dos EUA na Fox Soccer.

Bruno Fernandes reagiu à situação nas entrevistas rápidas após a partida. “Eu festejei como se fosse do Cristiano. Pareceu-me também que ele tivesse tocado na bola, o objectivo era um cruzamento para ele. Mas independentemente disso, estamos felizes pela vitória da equipa. Marque um ou marque outro, sabemos que o Cristiano é um avançado que procura golos e é isso mais significativo para os pontas-de-lança, mas o importante é estarmos na próxima fase”, respondeu o médio português.

O Comité Técnico da FIFA reabriu o caso. O jornalista espanhol Edu Aguirre, do programa televisivo “El Chiringuito de Jugones”, que é um amigo de longa de data de Ronaldo, avançou que a Federação Portuguesa de Futebol ia apresentar provas de que foi CR7 a concluir o lance.

“Gostei de Portugal, e penso que é golo do Cristiano. Ele toca com a cabeça e é golo. A verdade é que vai ser revisto. A Federação portuguesa está em contacto com a FIFA, e a FIFA diz que não há provas. Mas a Federação portuguesa vai enviar provas à FIFA”, adiantou.

Sensor da Adidas trama Ronaldo

A FIFA já deu o seu veredito final e não mudou de ideias, atribuindo o golo a Bruno Fernandes. A tecnologia na bola, que inclui sensores que detectam em tempo real o contacto dos jogadores, confirmou que Ronaldo não lhe tocou.

“No jogo entre Portugal e o Uruguai, usando a tecnologia da bola ligada da Al Rihla Official Match Ball da Adidas, conseguimos definitivamente mostrar que não há contacto de Cristiano Ronaldo com a bola no primeiro golo do jogo”, lê-se no comunicado da FIFA.

“Nenhuma força externa na bola foi detectada com a falta de um ‘batimento cardíaco’ nas nossas medições. O sensor 500Hz IMU dentro da bola permite-nos ser muito precisos na nossa análise”, remata.

  Adriana Peixoto, ZAP //

13 Comments

  1. Mais uma demonstração do egocentrisco de CR7. Estou curioso para ver as provas de que a FPF fala, porque nas várias imagens, até aumentadas, que as TVs passaram, não se vislumbra nenhum toque de CR7 na bola. Porque é que ele não pode admitir que alguém brilhe mais do que ele uma vez ou outra?

    • A Imprensa espanhola mente. A FPF sabe o que se passou, sabe que o Ronaldo tocou na bola de raspão, sabe o papel do Bruno, sabe que a tecnologia da Adidas e falível. Sabe que nem sequer vale a pena mexer no caso. Para quê? O golo foi golo e Portugal ganhou. Assunto arrumado.

  2. Como este senhor ama a seleção nacional, ou não….. já percebemos ao que é que ele anda. Quando é que fica um jogo todo no banco e vamos ver a seleção jogar sem estas coisas. Já estou farto das ronaldisses.

  3. Eu gostava de saber é que andou o CR7 a fazer, durante 80 minutos, em campo.
    Já agora porquê tanto tempo para mudar aquele meio campo? Por pouco não levamos o golo do empate porque o Inginheiro não percebeu aquilo que toda a gente (acho eu) já tinha percebido na 2ª parte. Mas vindo do Ing. é normal.

  4. Vergonhoso, Ronaldo que não liga a recordes segundo ele diz, a tentar “roubar” um golo limpo a Bruno Fernandes. A FPF a baixar as calças como é habito a Ronaldo, a quem tudo é permitido. Que provas vai a ferderação apresentar? Nunca vi nada tão ridiculo, uma federação de um pais a tentar atribuir o golo a um jogador da sua selecção em detrimento de outro. Vergonha. para os que defendem Cristiano aqui têm a prova que ele é e quer ser o centro do mundo, a unica verdade que existe é a dele. Seja no caso com o fisco espenhol, onde se apresentou como o maior e saiu de rabo entre as pernas pagando tudo o que o fisco espanhol exigia, o mesmo no caso da alegada violação onde pagou o que lhe pediram e calou, claro que mais tarde já era chantagem e acabou escapando na justiça americana. o que fez no Man United foi outra das suas formas de egocentrismo e assim tem vivido toda a sua carreira, alguém que veio de baixo, de origens humildes não tinha de ser assim, de vez em quando ajuda alguém com o seu dinheiro, mas encarrega-se que isso seja noticiado. Já o disse muitas vezes , é um fim de carreira triste, humilhante até.

    • Rsrsrsrsrs! “A tentar “roubar” um golo limpo a Bruno Fernandes.??? A FPF a baixar as calças como é habito a Ronaldo, a quem tudo é permitido ???” Nossa! O Ronaldo até correu a congratular o Bruno pelo excelente passe e nao celebrou o golo pessoalmente como sempre faz! Quanto a essa da Federação, tratou-se de um “gonzo” da imprensa de nuestros hermanos. De resto o golo foi validado para Portugal. Se foi o Ronaldo com um toque (foi mesmo porque a cabeça dele estava la e sabe melhor do que as electronicas da Adidas que de resto – por admissão da própria Adidas – não poderia ter registado o toque-de-raspão do Ronaldo.).
      “No external FORCE on the ball could be measured as shown by the lack of ‘heartbeat’ in our measurements and in the attached graphic.”
      Por outro lado, se formos ao portal da FIFA o golo foi atribuído a Cristiano Ronaldo.
      https://www.fifa.com/fifaplus/en/match-centre/match/17/255711/285063/400235492?country=GB&wtw-filter=ALL

    • Uma coisa e facto. A posição dele, o ele ir à bola (e eu acredito que ele tocou na bola de raspão, mas tocou) impediu o guarda-redes de chegar a bola. Se ele não tivesse ido à bola, teria havido uma defesa. Obvio. Logo credito para o Bruno e para o Ronaldo.

  5. Este CR já mete nojo com o seu egocentrismo e a sua infantilidade doentias. O que é de mais é moléstia. Esse tipo não tem a mínima noção do ridículo. Vai acabar mal, na minha opinião… Quanto ao Bruno Fernandes, marcador inegável deste golo, desejo-lhe a maior sorte. Talento e humildade é a marca dos verdadeiramente grandes.

  6. Tenho dificuldade em justificar todo este ódio pelo Cristiano por parte dos portugueses. Da parte dos ingleses sim. São racistas e de resto o Ronaldo “deu-lhes com os pés” duas vezes. Não gostam de serem desprezados. Gostam porem de desprezar os outros. Passou-se o mesmo com o Mourinho. Sempre a picar. Meu Deus! O que o Cristiano tem feito pela seleção. Gratidão? Nenhuma. O que de facto aconteceu e que a bola raspou a cabeça dele e de qualquer forma, mesmo que não o tivesse feito, a presença dele impediu o guarda-redes de chegar a bola e defender a mesma. Vistas as coisas assim foi até um dos melhores golos dele, pois nem sequer teve de tocar na bola! Outra coisa (bem mais importante) logo apos o golo ele corre em direção ao Bruno para o abracar. Ele não celebra o golo da forma habitual. Reconhece o papel do Bruno. O que ele diz e que tocou na bola de raspão. Por que razão iria mentir? Por causa de um recorde que ele mais cedo ou mais tarde vai ultrapassar mesmo sabendo que com todas aquelas câmeras a verdade viria ao de cima? Não! Agora quanto a “tecnologia” da Adidas que permite saber “ao certo” se ele tocou ou não, duvido muito. Nesse caso a bola seria sensível a uma rabanada de vento. Penso que sim, que detetaria um pontapé, ou uma cabeçada a valer, mas um raspão? Não. Força Portugal! Aprendamos a amar o que e nosso – não a desprezar! Não somos ingleses. Somos Portugueses.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.