Romenos e búlgaros podem trabalhar livremente na UE a partir de hoje

WarzauWynn / Flickr

-

Romenos e búlgaros podem trabalhar livremente na União Europeia a partir de hoje, com o levantamento das últimas restrições no seu acesso ao mercado de trabalho europeu, o que gera preocupação no Reino Unido e na Alemanha.

As últimas restrições no acesso ao mercado de trabalho, que eram aplicadas a nove países europeus (Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Reino Unido, Luxemburgo, Malta e Holanda), surgem sete anos após a adesão da Roménia e da Bulgária à União Europeia.

“Isto causa agitação sobretudo no Reino Unido e na Alemanha”, onde uma parte da imprensa e dos políticos falava na ameaça de uma “invasão”, salientou na terça-feira o diário romeno Romania Libera.

Membros do partido conservador britânico pediram até ao último momento ao Governo que adiasse a abertura do mercado de trabalho, considerando que “a vaga de imigrantes romenos e búlgaros iria pesar sobre os serviços públicos”.

Na Alemanha, o partido conservador da Baviera, ligado à chanceler Angela Merkel, também se manifestou contra o levantamento das restrições, mas o porta-voz do Governo alemão, Steffen Seibert, salientou que a “livre circulação de pessoas é uma oportunidade” para o país.

Já em Espanha, que acolhe cerca de um milhão de romenos e também muitos búlgaros, esta questão não suscitou qualquer polémica.

O primeiro-ministro romeno, Victor Ponta, e responsáveis búlgaros garantiram que não se iria registar uma vaga de emigração a partir de hoje.

“Os cidadãos querem um bom trabalho, um bom salário e justiça no seu país e não comprar um bilhete simples para deixar a Bulgária”, disse na noite de terça-feira o Presidente búlgaro, Rossen Pleneliev, na sua mensagem de ano novo.

Vários analistas independentes consideram que as grandes vagas de emigração da Roménia e Bulgária já tiveram lugar.

Desde a queda do comunismo, cerca de três milhões de romenos e um milhão de búlgaros emigraram, na sua maioria para Espanha e Itália.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Vem mas é para estender a “pata” “dá dinheirinho senor” coma a filharada toda a pedir e irem cravar ajuda na segurança social e a lixar o Tuga legitimo, isso é que é…
    Já para não falar dos “extras” deles, gamar…

RESPONDER

"Não ficaria surpreendido com um regresso de Ronaldo ao Real Madrid"

O internacional português José Fonte revelou que não ficaria surpreendido com um eventual regresso de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid. "Sei que o [Cristiano Ronaldo] ama Madrid, isso é certo. É claro que adora o …

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …