Rio canadiano desapareceu em quatro dias por causa do aquecimento global

Mbochart / wikimedia

Foz do Rio Slims no Lago Kluane antes de ter ficado sem água, devido ao aquecimento global.

Foz do Rio Slims (Canadá) no Lago Kluane antes de ter ficado sem água, devido ao aquecimento global.

Em apenas quatro dias, a água do Rio Slims, no Canadá, evaporou-se completamente, desviando-se para o canal de outro rio. É o primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna e a culpa é do aquecimento global.

Estas conclusões são expostas por uma equipa de investigadores num artigo publicado na revista Nature Geoscience, onde explicam que a água do Rio Slims começou a escoar para outro rio devido à subida das temperaturas e depois de um glaciar ter derretido mais depressa do que o habitual.

O fenómeno aconteceu na Primavera de 2016 e a mudança repentina verificou-se entre os dias 26 e 29 de Maio.

Efeito dramático do aquecimento global

O Rio Slims chegou a ter 150 metros na sua parte mais larga e confluía com o Rio Yukón, no Alaska, que se estende até ao Mar de Bering, no extremo norte do Oceano Pacífico. A água desviou-se do seu curso para o canal do Rio Alsek que desemboca no Sul do Pacífico.

O Slims ficou praticamente seco, enquanto o Alsek tem agora um caudal 60 a 70 vezes maior do que outrora.

A causa do desvio da água terá sido o facto de o glaciar Kaskawulsh, um dos maiores do Yukón, situado no noroeste do Canadá, ter derretido mais depressa do que o habitual, devido ao aumento das temperaturas.

“Fomos para a área com a intenção de continuar as nossas medições no Rio Slims, mas encontramos o seu leito mais ou menos seco. O topo delta que tínhamos andado a navegar num pequeno barco era agora, uma tempestade de poeira. Em termos de mudança de paisagem, foi incrivelmente dramático“, explica ao The Guardian James Best, geólogo da Universidade do Illinois, nos EUA, e um dos autores do artigo na Nature Geoscience.

A cada dia, podíamos ver o nível de água a descer“, acrescenta no jornal outro investigador envolvido na pesquisa, Dan Shugar, geo-cientista da Universidade Washington Tacoma, também nos EUA.

Os investigadores usaram então, drones para investigar o que estava a acontecer no outro vale, que é menos acessível.

“Descobrimos que toda a água que estava a sair da frente do glaciar, em vez de estar a ser dividida pelos dois rios, estava apenas a ir para um“, explica Best.

Os cientistas acreditam que é uma transformação permanente e notam que se trata de um exemplo preocupante dos reflexos dramáticos do aquecimento global no nosso planeta.

Primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna

Este tipo de eventos, ou seja, uma situação em que a água muda, repentinamente, de canal, já foi descrito como tendo ocorrido há milhares e milhares de anos devido a mudanças nas placas tectónicas e a erosões.

Mas o caso do Slims está a ser encarado como o primeiro caso de “pirataria fluvial” da era moderna provocado por mudanças climáticas antropogénicas, isto é, causadas pelo homem.

Uma análise estatística que acompanha o artigo considera que há “99.5%” de hipóteses de que o desvio súbito da água tenha ocorrido “devido ao aquecimento durante a era industrial”, diz Best.

O que é certo é que o desaparecimento do Rio Slims está já a provocar profundos impactos no ecossistema da região, tendo nomeadamente, levado à drástica diminuição do nível de água do Lago Kluane.

SV, ZAP //

PARTILHAR

16 COMENTÁRIOS

    • Camarada, o aquecimento global pode ser até real. O que CERTAMENTE é tanga são as justificações apresentadas. Se virmos bem, nessa teoria TUDO se resume a culpar o zé povinho, com o seu “consumo” , “luxos” etc da vida moderna e usar isso como pretexto para OS RETIRAR de vez.
      Viva o neo-comunismo a-la-Mao, que é o que vai “salvar” o planeta.
      Os ecologistas iniciais foram todos banidos por uma invasão dos marxistas, aparentemente fugidos da queda do muro (outra bela encenação).
      Agora, um bom ecologista é como uma Melancia (em termos de cores).
      Não será por isso que os “verdes” estão da cdu desde sempre? Ninguém reparou?

    • “Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se come.”
      escrito por chefe indígena numa carta ao então presidente do EUA Abraham Lincoln

  1. Ai ZAP, ZAP… no que vocês se metem… 😉
    Estou admirado de os da “teoria da conspiração” ainda não terem aparecido por aqui a dizer que é tudo mentira… etc.… etc.… etc.…

  2. p r o p a g a n d a agenda 2030..
    e basta uma pesquisa rápida para confirmar que o planeta está de facto a arrefecer desde 2005..

      • Pesquise meu caro, pesquise, e não se deixe levar pelas conversas dos media.

        Já agora pesquise também sobre quem são os verdadeiros donos de todas as cadeias de TV, Rádio, Jornais, Revistas… e pode ser que depois abra a pestana.

        • Meu caro…
          Para além de pesquisar, tenho conhecimentos na área… não falo de core…
          Bem que preferia que os outros tivessem razão… mas infelizmente não têm… ainda à pouco tempo para além das questões de temperaturas, sairam dados sobre a acidificação dos oceanos… e as coisas estão más mesmo…

RESPONDER

Remodelação à vista (com saídas e trocas de pastas por "um Governo de combate")

O Governo de António Costa tem pela frente um mês de Julho decisivo que ficará marcado pela chegada dos fundos da bazuca europeia. E há dirigentes socialistas que acreditam que o primeiro-ministro deve aproveitar a …

Líderes da UE alertam Londres para respeitar acordo do Brexit

Os líderes da União Europeia (UE) alertaram o Governo britânico, este sábado, que os dois lados devem implementar o acordo do Brexit, numa reunião com o primeiro-ministro britânico à margem da cimeira do G7. A presidente …

Variante Delta está a crescer em Portugal. Lisboa e Vale do Tejo é a região mais afetada

As autoridades de saúde confirmam que já foi detetada, em Portugal, a transmissão comunitária da variante Delta do novo coronavírus. Esse cenário estará a ser mais evidente na região de Lisboa e Vale do Tejo. "Até …

Vírgula permite aos deputados receberem abono de exclusividade mesmo mantendo cargos em empresas

Um parecer da Comissão de Transparência permite aos deputados acumularem funções em empresas enquanto recebem o subsídio de exclusividade na Assembleia da República. Tudo por culpa de uma vírgula que desperta interpretações diversas. A situação é …

Grupo Espírito Santo só tem verbas para pagar 2,6% das dívidas

Os credores reclamam 11,5 mil milhões de euros em dívida, mas o império Espírito Santo só tem cerca de 300 milhões de euros. De acordo com o semanário Expresso, aquilo que resta do império Espírito Santo …

CTT reclamam dívidas de 67 milhões ao Estado

Os CTT iniciaram um processo de arbitragem contra o Estado, reclamando um total de 67 milhões de euros em compensações pelo impacto da pandemia de covid-19 e pela extensão unilateral do contrato de concessão. "Os CTT …

O candidato de Costa ao Porto só durou 24 horas (e a "asneira" pode sair-lhe cara)

Está lançada a confusão no PS Porto com a escolha do candidato do partido às próximas eleições autárquicas. O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, não resistiu às reacções negativas à sua escolha para …

Mourinho Félix ao ataque. BdP "subjugou-se" à ex-ministra das Finanças

O antigo secretário de Estado Adjunto e das Finanças criticou, esta sexta-feira, a "falha grave" do Banco de Portugal (BdP) ao se ter subjugado à antiga ministra das Finanças quanto à capitalização inicial do Novo …

Castillo obtém a maioria dos votos nas Presidenciais peruanas

Pedro Castillo obteve a maioria dos votos nas eleições presidenciais de domingo no Peru, com 50,168% dos votos, restando apenas 0,328% para contar, uma distância que a sua rival, Keiko Fujimori, não será capaz de …

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados

A Câmara Municipal de Lisboa (CML) terá cometido quatro violações à lei da Proteção de Dados, puníveis cada uma com uma coima até aos 20 milhões de euros. Em declarações ao jornal Público, Elsa Veloso, advogada …