É responsabilidade a mais. Médicos não querem integrar Brigadas Rápidas dos lares

Está a ser difícil contratar médicos para as Brigadas de Intervenção Rápida dos lares que foram anunciadas pelo Governo. Mesmo a receberem acima da tabela de pagamentos, os médicos receiam a falta de condições e a responsabilidade acrescida em tempos de pandemia.

Dos 20 especialistas ou médicos de família e de medicina geral que deveriam integrar as Brigadas de Intervenção Rápida nos lares nenhum foi ainda contratado, conforme avança ao Expresso o director de operações da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), Ricardo Garcia.

Não tem sido fácil encontrar médicos para trabalhar nos lares, sobretudo no Interior. A alternativa tem sido o regime de prevenção, estar de chamada ao lar quando necessário, e em prestação de serviços”, explica Ricardo Garcia.

“A falta de condições também está a dificultar o recrutamento. Por exemplo, não existir um gabinete ventilado no lar”, refere o responsável da CVP.

A “responsabilidade acrescida” leva também os médicos a recusarem integrar estas Brigadas, mesmo a receberem acima da tabela pública, com valores a rondarem os 50 euros por hora, segundo destaca o Expresso.

Ricardo Garcia nota, contudo, que existe “um pré-acordo para garantir os cuidados clínicos”, realçando que tem a informação de que pode haver “alguma confiança na existência e colocação desses colaboradores” médicos que terão como tarefas prestar cuidados rotineiros como “assegurar o controlo das doenças crónicas, renovar medicação, avaliar o estado de saúde”.

Estas Brigadas Rápidas devem incluir 400 elementos nos 18 distritos do país, sendo que, neste momento, estão já contratados 275 ajudantes e auxiliares que vão garantir que os idosos não ficam ao abandono no caso de quarentena de funcionários.

Em processo de negociação está a contratação de 85 enfermeiros e de 20 psicólogos.

A bolsa de voluntários da Ordem dos Enfermeiros tem ajudado a dirimir a dificuldade de recrutamento no caso destes profissionais que serão também pagos acima da tabela.

Os ajudantes e auxiliares são indicados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional e são desempregados ou trabalhadores em lay-off ou com horários reduzidos. Estes profissionais vão ter formação já depois de serem colocados nos lares.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Deixem-se de tretas. O problemas nos lares é e foi um inadequado ou inexistente plano de prevenção da COVID-19. Não é com médicos ou enfermeiros que se resolve. Previne-se com um adequado plano de prevenção e testagem a todos aqueles que entram e saem da instituição, que devem ser testados com frequência e claro com uma adequada utilização da etiqueta respiratória, controlo da temperatura corporal, desinfeção frequente das mãos, desinfeção do calçado à entrada, entre outras medidas profiláticas e de contenção do vírus.

  2. Não nos queremos comparar com a Suécia relativamente à sua postura face aos mais velhos, durante a pandemia. Mas o que é isto senão negligência e desinteresse pelos problemas desses mais velhos que além da idade que têm ainda se encontram trancados em lares e, por consequência, muito mais vulneráveis?!

RESPONDER

Costa diz que estado de emergência é "prematuro" e põe de lado o recolhimento obrigatório

Numa altura em que o número de infetados não pára de subir em Portugal, o Governo prefere manter a situação de calamidade para dar resposta à pandemia, o que permite tomar medidas como o confinamento …

22-0: a soma de dois jogos, no mesmo dia

Com claro destaque para o que aconteceu nos Países Baixos: 13-0, vitória do Ajax. Recorde no campeonato holandês, cinco golos de um jogador, um guarda-redes a querer marcar uma grande penalidade... O que aconteceu no sábado, …

Aminoácido produzido no cérebro pode prevenir ataques epiléticos

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Florida descobriu que um aminoácido produzido pelo cérebro pode desempenhar um papel crucial na prevenção de um tipo de ataque epilético. As crises epiléticas do …

Ir à escola, viajar e assistir a espetáculos. As exceções à proibição de circulação entre concelhos

No final do último Conselho de Ministros, na semana passada, o Governo anunciou a proibição de circulação entre concelhos entre as 0h de 30 de outubro e as 6h de 3 de novembro, englobando o …

País Basco em confinamento, Bélgica quer transferir doentes para os Países Baixos e França "perdeu o controlo"

Numa altura em que a Europa volta a ser epicentro da pandemia de covid-19, o País Basco decretou o confinamento da população e França considera impor a mesma medida. Com falta de camas, Bélgica pediu …

"Dia histórico". Senado confirma nomeação de Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos EUA

O Senado norte-americano confirmou segunda-feira à noite a juíza Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o que representa uma vitória política para o Presidente Donald Trump a poucos dias das eleições …

Os olhos das corujas podem ter uma "lente" que melhora a visão noturna

As corujas capturam as suas presas durante a noite. Uma nova investigação sugere que há algo de especial na forma como as moléculas de ADN nos olhos das corujas estão acondicionadas, uma característica que lhes …

Os extraterrestres podem estar a observar-nos à distância (em mais de 1.000 estrelas diferentes)

Da mesma forma que nós, da Terra, já detetámos vários milhares de planetas ao redor de outras estrelas, uma hipotética civilização alienígena poderia ter detetado a nossa presença. Mas de que posições no Espaço isso seria …

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …