Novo relatório atira culpas de queda do voo Rio-Paris AF447 para erro de pilotagem

Caroline et Louis Volant / Flickr

Equipas de socorro recolhem destroços do voo Air France Rio-Paris AF447

Num documento de 200 páginas entregue à Justiça no dia 24 de setembro, um novo painel de especialistas responsabiliza apenas parcialmente a Airbus e a Air France pela queda do voo Rio-Paris AF447, que a 1 de junho de 2009 causou a morte de 228 pessoas.

As conclusões finais do último relatório forense sobre o acidente foram publicadas pelo jornal Le Parisien esta quinta-feira, e apontam mais uma vez para erros da tripulação, incluindo “acções inadequadas na pilotagem manual perante a perda de controle” da aeronave, que levariam à queda do Airbus A330.

Os peritos colocaram em segundo plano as responsabilidades da transportadora, a francesa Air France, e em particular as da fabricante, a Airbus. Ambas as companhias tinham sido inicialmente indiciadas por “homicídio culposo” no caso, instruído em Paris há quase dez anos.

O cenário geral do acidente é agora conhecido: o elemento que desencadeou o desastre foi a formação de gelo das sondas de velocidade do A330, que resultaram em indicações erradas de velocidade e conduziram, em cascata, a um conjunto de acções que levaram à queda da aeronave.

De entre a conjunção de falhanços técnicos e humanos, este segundo painel de especialistas acredita que “a causa direta do acidente foi a perda de controlo da trajectória de voo da aeronave pela tripulação”.

“Essa perda de controlo resultou de acções inadequadas dos dois co-pilotos no cockpit. O capitão estava ausente e não tinha deixado instruções, enquanto o avião atravessava o Atlântico”, concluem os especialistas.

Nas “causas indirectas”, os especialistas listam inúmeras deficiências passíveis de responsabilidade da empresa Air France, em termos de treino e formação.

Os peritos realçam “a falta de treino da tripulação em pilotagem a alta altitude” e o “insuficiente processamento operacional pela empresa de incidentes de indicações de velocidade incorrectas” para suas tripulações.

Quanto à Airbus, o único ponto citado é “a ambiguidade do procedimento Stall” na documentação do construtor – que foi “validada pela Direcção-Geral de Aviação Civil”, sublinha o relatório.

As conclusões, que tendem a diminuir responsabilidades da Airbus no fatídico acidente de 2009, causaram indignação entre as famílias das vítimas.

“A certificação de um aparelho pela DGAC confere o direito a erros que levam à morte de centenas de pessoas!”, lamenta Sébastien Busy, advogado da Associação Entreajuda e Solidariedade AF447.

“As reacções da tripulação foram adaptadas de tal forma que é como se tudo estivesse a funcionar bem”, diz a presidente da Entreajuda e Solidariedade AF447, Danièle Lamy, que perdeu um filho no acidente.

Lamy recorda que uma primeira perícia judicial, em 2012, não chegou às mesmas conclusões, e exige que as partes civis questionem os especialistas do segundo painel. “Estes dois relatórios contraditórios tornam necessário um debate judicial público. É preciso um processo!”, insiste Danièle Lamy.

ZAP // RFI

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas isso já toda a gente sabia!!!
    E ficou bem claro quando se recuperaram as caixas negras e se ouviu tudo o que se passou no cockpit!
    Qualquer pessoa que ouça a gravação percebe logo que a culpa é toda dos pilotos.

  2. Comparem o angulo das listas do tail com uma fotografia do aviao, está aqui mesmo acima no início do video, será que é o mesmo?, a dimensão o angulo das faixas e não existe difração já que está boiando no mar.

RESPONDER

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …