Rei de Marrocos anuncia decisão inédita de anular celebrações oficiais do seu aniversário

governmentza / Flickr

Mohammed VI, rei de Marrocos

O reino de Marrocos deixará de celebrar oficialmente o aniversário de Mohammed VI, assinalado a 21 de agosto, decisão tomada pelo próprio monarca e que é inédita neste país magrebino, foi divulgado na terça-feira.

“O Rei Mohammed VI (…) deu a ordem para que a partir deste ano não volte a ser realizada a cerimónia oficial de aniversário do soberano no Palácio Real”, informou um breve comunicado do Ministério da Casa Real, do Protocolo e dos Assuntos Externos, noticiou o Expresso, citando a agência Lusa.

Apesar de a Casa Real marroquina não ter avançado mais informações ou ter especificado as razões que desencadearam tal decisão, investigadores citados pelas agências internacionais apontam razões económicas e políticas para explicar tal medida.

É o caso do investigador Rachid Aouraz, do Instituto Marroquino de Análise Política, que referiu que a decisão de Mohammed VI pode ser interpretada como uma medida de austeridade face ao aumento das críticas em relação aos encargos económicos associados à monarquia.

Em finais de julho, quando Mohammed VI de Marrocos cumpriu 20 anos no trono, o Gabinete Real também deu ordens para que as diferentes instituições evitassem grandes celebrações e aconselhou que os festejos fossem realizados “de acordo com os costumes e tradições” e “sem atos adicionais ou especiais”.

As estimativas dos gastos públicos de Marrocos para este ano rondam os 289.000 milhões de dirhams (cerca de 27 mil milhões de euros), dos quais cerca de 2.674 milhões de dirhams (250 milhões de euros) serão canalizados para a monarquia.

O investigador Rachid Aouraz também indicou que a medida de Mohammed VI, de 55 anos, pode ser encarada como um passo para reduzir a presença do monarca na cena política, de forma a afastá-lo de uma potencial contestação popular quando algumas políticas governamentais falham.

“A monarquia está a reduzir a sua presença tradicional e esmagadora na vida política e está a investir mais na sua eficácia administrativa e no seu papel de árbitro”, indicou ainda o investigador.

Apesar da nova Constituição marroquina de 2011 ter consolidado a figura do presidente do governo, o Palácio Real ainda conserva uma grande parte do poder executivo e durante as mais recentes crises sociais naquele país, como foi o caso da revolta social do Rif (norte de Marrocos) em 2017, a opinião pública direcionou as críticas para a monarquia.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

EDP: Variar IVA em função do consumo de energia é "justo" e "lógico"

O presidente executivo da EDP, António Mexia, considerou esta terça-feira em Madrid "lógica" e "socialmente mais justa" a intenção do Governo de permitir a variação da taxa de IVA sobre a energia em função dos …

Protestos prosseguem em França na véspera da apresentação da reforma do sistema de pensões

Ao sexto dia consecutivo de greve geral em França, centenas de milhares de pessoas voltaram hoje a protestar nas ruas contra a revisão do sistema de pensões, com o Governo e os sindicatos a anunciaram …

Após o ataque a Alcochete, Bruno Fernandes ficou "mais nervoso" e com "mais ansiedade"

O futebolista disse, esta terça-feira, ter ficado "mais nervoso" e com "mais ansiedade" depois do ataque à academia do Sporting, no qual viu agressões a Rui Patrício, William Carvalho, Acuña e Bataglia. Bruno Fernandes foi ouvido, …

"Abusei da amizade". Santos Silva confessa que pediu ajuda a Sócrates num concurso público

O empresário Carlos Santos Silva confessou no primeiro dia de interrogatório com Ivo Rosa que chegou a sugerir ao antigo primeiro-ministro José Sócrates que o ajudasse num concurso público em que o Grupo Lena participou. De …

O Nepal proibiu, mas mulheres continuam a ser forçadas a dormir em "cabanas menstruais"

"Chaupadi" é uma tradição hindu, característica do Nepal, que força as mulheres a dormirem num abrigo quando estão menstruadas por serem consideradas impuras. Segundo o IFLScience, uma nova investigação mostra que 77% das raparigas que vivem …

O golo "doloroso" de Ansu Fati que fez dele o mais jovem jogador a marcar na Champions

Ansu Fati, avançado do Barcelona, tornou-se no mais jovem jogador de sempre a marcar um golo na Liga dos Campeões. Com 17 anos e 40 dias de idade, o espanhol faz mais uma vez história …

Almeida Henriques suspeito de receber avença enquanto esteve no Governo por favores a empresário

Almeida Henriques, antigo secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do Governo de Passos Coelho, e atual presidente da Câmara de Viseu, é suspeito de ter recebido dinheiro por favores ao empresário Agostinho …

Costa responde a Ventura: Programa do Governo não muda "semana sim semana não"

Recorrendo à ironia, o primeiro-ministro, António Costa, respondeu esta terça-feira ao deputado único do Chega, afirmando que o programa do Governo não muda "semana sim, semana não" consoante as críticas. No debate quinzenal na Assembleia da …

Pela primeira vez, porcos nascem com células de macaco (e morrem uma semana depois)

Pela primeira vez, cientistas chineses criaram pequenos leitões com órgãos que continham células de macaco. Os animais acabaram por morrer todos no espaço de uma semana. Os investigadores travam uma longa batalha para vir a desenvolver …

Iniciativa Liberal anuncia voto contra OE2020

O deputado único e presidente da Iniciativa Liberal (IL) anunciou esta terça-feira que o partido votará contra o Orçamento do Estado para 2020, depois de uma reunião com o Governo. "Este orçamento vai dar corpo ao …