Rei de Marrocos anuncia decisão inédita de anular celebrações oficiais do seu aniversário

governmentza / Flickr

Mohammed VI, rei de Marrocos

O reino de Marrocos deixará de celebrar oficialmente o aniversário de Mohammed VI, assinalado a 21 de agosto, decisão tomada pelo próprio monarca e que é inédita neste país magrebino, foi divulgado na terça-feira.

“O Rei Mohammed VI (…) deu a ordem para que a partir deste ano não volte a ser realizada a cerimónia oficial de aniversário do soberano no Palácio Real”, informou um breve comunicado do Ministério da Casa Real, do Protocolo e dos Assuntos Externos, noticiou o Expresso, citando a agência Lusa.

Apesar de a Casa Real marroquina não ter avançado mais informações ou ter especificado as razões que desencadearam tal decisão, investigadores citados pelas agências internacionais apontam razões económicas e políticas para explicar tal medida.



É o caso do investigador Rachid Aouraz, do Instituto Marroquino de Análise Política, que referiu que a decisão de Mohammed VI pode ser interpretada como uma medida de austeridade face ao aumento das críticas em relação aos encargos económicos associados à monarquia.

Em finais de julho, quando Mohammed VI de Marrocos cumpriu 20 anos no trono, o Gabinete Real também deu ordens para que as diferentes instituições evitassem grandes celebrações e aconselhou que os festejos fossem realizados “de acordo com os costumes e tradições” e “sem atos adicionais ou especiais”.

As estimativas dos gastos públicos de Marrocos para este ano rondam os 289.000 milhões de dirhams (cerca de 27 mil milhões de euros), dos quais cerca de 2.674 milhões de dirhams (250 milhões de euros) serão canalizados para a monarquia.

O investigador Rachid Aouraz também indicou que a medida de Mohammed VI, de 55 anos, pode ser encarada como um passo para reduzir a presença do monarca na cena política, de forma a afastá-lo de uma potencial contestação popular quando algumas políticas governamentais falham.

“A monarquia está a reduzir a sua presença tradicional e esmagadora na vida política e está a investir mais na sua eficácia administrativa e no seu papel de árbitro”, indicou ainda o investigador.

Apesar da nova Constituição marroquina de 2011 ter consolidado a figura do presidente do governo, o Palácio Real ainda conserva uma grande parte do poder executivo e durante as mais recentes crises sociais naquele país, como foi o caso da revolta social do Rif (norte de Marrocos) em 2017, a opinião pública direcionou as críticas para a monarquia.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A tecnologia ressuscitou o "plágio" de escritores medievais

Os trabalhos de autores medievais foram "ressuscitados" com a tecnologia do século XXI numa inesperada colaboração na Universidade de St Andrews, na Escócia. Um arquivo das obras de autores ingleses medievais, que revelava uma visão internacional …

Num cenário apocalíptico, a espécie humana poderia sobreviver "com populações na casa das centenas"

Cientistas de todo o mundo debruçam-se sobre a preparação das populações (e de abrigos) para sobreviver a um possível apocalipse. Para o antropólogo Cameron Smith, não seria necessário um número muito elevado de pessoas, desde …

Príncipe Harry diz que viver com a família real é "uma mistura entre o Truman Show e estar num zoo"

Depois de uma entrevista a Oprah Winfrey, o duque de Sussex faz novas revelações numa nova entrevista e descreve como era a sua vida antes de ir viver, primeiro para o Canadá e, depois, para …

Pentear o cabelo pode tornar-se uma tarefa mais fácil com a ajuda de um robô

Uma equipa de cientistas desenvolveu recentemente um braço robótico com uma escova de cabelo macia, equipada com uma câmara que ajuda o braço a "ver" e a avaliar a ondulação, para oferecer ao utilizador uma …

Benfica 4-3 Sporting | Águia vence dérbi espectacular

Mas que grande dérbi! Benfica e o novo campeão Sporting presentearam os adeptos com um jogo espectacular, um dos melhores dos últimos anos em Portugal, com futebol de ataque e golos, muitos golos. Foram nada menos …

Portugal é o 2.º país com mais divórcios e menos casamentos na UE

A taxa de casamentos na União Europeia caiu drasticamente nos últimos 55 anos, ao mesmo tempo que a taxa de divórcios subiu. Portugal é o segundo país onde esta tendência mais prevalece. De acordo com dados …

"É parte da nossa identidade". Pequena cidade na Suécia luta para preservar uma antiga língua moribunda

A organização Ulum Dalska, sediada numa pequena cidade sueca chamada Älvdalen, tem uma missão. Durante décadas, os seus membros têm trabalhado arduamente para ajudar a salvar a língua elfedaliana, um remanescente do nórdico antigo. "Tivemos a …

Papa diz que abuso infantil é uma espécie de “assassinato psicológico”

O Papa Francisco criticou hoje o abuso infantil dizendo que é “uma espécie de ‘assassinato psicológico’ e, em muitos casos, um cancelamento da infância” e pediu para “parar de encobrir” o fenómeno da pedofilia. Francisco falava …

Jerónimo considera “precipitado” discutir Orçamento de 2022 e “deitar borda fora” o atual

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, considerou hoje “no mínimo precipitado” antecipar a posição do partido sobre o próximo Orçamento do Estado e “deitar borda fora” a concretização do atual. À margem de uma visita …

Plano da CIA para capturar Bin Laden originou um problema de saúde pública no Paquistão

Um novo estudo indica que um plano secreto da CIA para capturar Osama Bin Laden, no início de 2011, teve como consequência uma queda significativa das taxas de vacinação no Paquistão. O plano, que usava uma …