Regresso a uma Idade do Gelo “parece muito improvável”

Uma Pequena Idade do Gelo está iminente? O paleoclimatólogo Armand Hernandez afirma que não. O efeito de aquecimento de gases de efeito de estufa é um dos motivos que explica o facto de a Terra estar a aquecer.

Uma equipa de 22 cientistas escreveu um artigo sobre algumas das consequências da Little Ice Age (LIA), conhecida como Pequena Idade do Gelo, o último grande evento frio do hemisfério norte.

O artigo, publicado na Earth-Science Reviews, intitulado “The Little Ice Age in Iberian mountains” (“A Pequena Idade do Gelo nas montanhas da Península Ibérica”), é o mais detalhado no que diz respeito à intensidade e duração do processo de arrefecimento que aconteceu entre 1300 e 1850 na Península Ibérica.

“Concluímos que as temperaturas eram, em média, aproximadamente 1° C mais baixas do que as registadas em 1850 e aproximadamente 2° C mais frias do que os valores que se verificam hoje”, disse ao jornal i o paleoclimatólogo Armand Hernandez.

Hernandez, investigador do Instituto Dom Luiz (IDL) da Faculdade de Ciências da Universidade Lisboa (FCUL) e um dos autores no estudo, explicou que  o processo para obter os resultados finais foi complicado e que a equipa usou centenas de documentos – antigos e recentes – e artigos anteriormente publicados.

Foi desta forma que a equipa chegou à conclusão de que as principais causas para estas quedas de temperatura relacionam-se principalmente com erupções vulcânicas e reduções de irradiação solar.

Esses fatores “determinaram os modelos de circulação atmosférica dominantes sobre a Europa Ocidental e, consequentemente, da Península Ibérica”, explicou ao jornal.

Como revela o artigo científico, a Pequena Idade do Gelo provocou inúmeros impactos na sociedade sentidos de maneira diferente em contextos rurais e em ambientes urbanos. Mas será que está para breve uma nova Idade do Gelo? Hernandez diz que não.

As alterações no clima são sequências das mudanças na órbita e na inclinação da Terra. “Ambos afetam a quantidade de luz solar que no verão chega ao hemisfério norte”, fazendo com que, quando essa quantidade diminui, o degelo seja menor e os lençóis de gelo comecem a crescer.

Por sua vez, “a luz refletida para o Espaço aumenta, aumentando também a tendência de arrefecimento”. E é neste contexto que uma nova Idade do Gelo surge.

De acordo com o paleoclimatólogo, as alterações verificadas na órbita e na inclinação da Terra indicam que o nosso planeta devia estar a arrefecer. No entanto, não é isso que está a acontecer. “O efeito de aquecimento do CO2 e de outros gases de efeito de estufa” é mais intenso do que o efeito de outros fatores de ordem natural.

Esta é uma das principais razões para o planeta não estar a arrefecer como deveria. “Sem interferência humana, a órbita e a inclinação da Terra, a ligeira diminuição da luz solar desde a década de 1950 e a atividade vulcânica teriam levado a um arrefecimento global”, refere Hernandez ao jornal i.

Porém, em vez de diminuir, as temperaturas estão definitivamente a aumentar. É por esse motivo que o cientista afirma que um regresso a uma Idade do Gelo “parece muito improvável”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cérebros de pessoas que pintam com os pés revelam uma adaptação neurológica brilhante

https://vimeo.com/361083247 Numa nova investigação que demonstra o quão flexível é o nosso cérebro, cientistas mostraram que os cérebros das pessoas que pintam com os pés estão a mapear os membros inferiores quase como se fossem mãos. No …

Afinal, o universo pode ser 2 mil milhões de anos mais novo do que pensávamos

Novos cálculos sugerem que o universo pode ser dois mil milhões de anos mais novo do que aquilo que se pensava. Contudo, é difícil saber com exatidão a sua verdadeira idade. Os cientistas calculam a idade …

O maior vulcão de uma lua de Júpiter pode estar prestes a entrar em erupção

O maior vulcão de Io, uma das quatro grandes luas de Júpiter, pode estar prestes a explodir. Décadas de observação mostram um ciclo periódico nas erupções deste vulcão. De acordo com o Science Alert, o vulcão …

Crianças e adolescentes são quem mais consome açúcar em Portugal

Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), que teve por base o Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física, concluiu que as crianças e os adolescentes são quem mais consome …

A Rússia já sabe como apareceu a fissura na nave Soyuz (mas não revela)

A Corporação Espacial Estatal da Rússia, Roscosmos, já sabe qual é a origem da fissura encontrada há um ano na nave Soyuz MS-09, acoplada à Estação Espacial internacional. Mas não revelará mais informações. "O buraco foi …

SIVRAC, a bicicleta elétrica que se dobra em apenas um segundo

Com um quadro em forma de "X" e dobrável num estalar de dedos, a nova SIVRAC promete ser uma solução prática para quem viaja, por exemplo, de bicicleta para o trabalho. A bicicleta é um …

Porto 2-1 Young Boys | Dragão de duas faces com estreia feliz

O FC Porto entrou na Liga Europa com o pé direito, ao vencer o Young Boys por 2-1, no Estádio do Dragão. Uma primeira parte de enorme qualidade, na qual os suíços só por uma …

Dois turistas foram apanhados a nadar nus em Veneza. Vão pagar 3 mil euros cada um

Os homens checos estavam em Itália para apoiar a sua equipa de futebol - o Slavia de Praga que jogou contra o Inter em Milão -. Os dois visitantes, em Veneza, decidiram dar um mergulho. Um …

Voar sobre as águas do Sena. Paris testa "bolha do mar", um barco-táxi amigo do ambiente

Paris está a testar um novo meio de transporte mais amigo do ambiente: um barco-táxi ecológico que desliza nas águas do rio Sena. Esta semana, o sea bubble (bolha do mar) está em testes no rio …

Há uma "Matilde" na Bélgica que também precisa do medicamento mais caro do mundo

Mais de 950 mil belgas responderam ao apelo de um casal, que precisava de reunir 1,9 milhões de euros para comprar o medicamento mais caro do mundo para a filha. Pia, de nove meses, sofre de …